Produtividade

Por Daniel Dutra, para TechTudo


PicPay Pro é uma modalidade do aplicativo de pagamentos PicPay voltada para profissionais liberais, autônomos e empresários. O PicPay pode ser acessado pelo app para celulares Android e iPhone (iOS), e auxilia na realização de transações entre vendedores e clientes com a promessa de taxas baixas pelo suporte. O serviço também oferece outras soluções empresariais de acordo com o objetivo do usuário. Confira a seguir as diferenças entre os planos Pro, Empresas e E-commerce, e entenda o que é PicPay Pro e as taxas cobradas pela plataforma.

PicPay Pro possui funcionalidades para empresários e profissionais liberais — Foto: Daniel Dutra/TechTudo PicPay Pro possui funcionalidades para empresários e profissionais liberais — Foto: Daniel Dutra/TechTudo

PicPay Pro possui funcionalidades para empresários e profissionais liberais — Foto: Daniel Dutra/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo.

1. O que é PicPay Pro? Qual a diferença dele para o PicPay Empresas e o PicPay E-commerce

PicPay Pro é uma modalidade do aplicativo PicPay voltada para profissionais liberais que planejam realizar transações de valores acima de R$ 800 por mês. Ou seja, o plano permite que negócios transfiram grandes volumes de dinheiro e recebam pagamentos pela plataforma do PicPay, que cobra taxas consideradas baixas para o mercado.

O PicPay Empresas é a modalidade direcionada a pessoas jurídicas com pontos de venda física (como lojas, por exemplo), e pode ser acessado a partir do aplicativo de mesmo nome. Já o PicPay E-commerce é o serviço para realização de pagamentos em lojas virtuais, em sites. Vale ressaltar que, diferente do PicPay Pro, ambos os serviços empresariais não têm a opção de realizar pagamentos, então os planos permitem apenas receber dinheiro pela plataforma.

Usuário do PicPay Empresas pode alterar taxas em função do tempo que levar para realizar saque — Foto: Reprodução/Daniel Dutra Usuário do PicPay Empresas pode alterar taxas em função do tempo que levar para realizar saque — Foto: Reprodução/Daniel Dutra

Usuário do PicPay Empresas pode alterar taxas em função do tempo que levar para realizar saque — Foto: Reprodução/Daniel Dutra

2. Quais as taxas do PicPay Pro?

A taxa consiste em 1,99% do valor da transação realizada. Não há taxa para saques, tampouco pagamento de mensalidade. Segundo o site oficial e o próprio aplicativo, trata-se da menor taxa no mercado. O usuário tem a opção de alterar o valor da taxa, caso opte por retirar o dinheiro em um período diferente. Quanto mais dias o usuário levar para sacar o dinheiro, menor será a taxa.

Assim, segundo a ferramenta de cálculo disponibilizada no aplicativo e no site oficial, o saque realizado após 40 dias do pagamento implica uma taxa no valor de 1,01%. Se o usuário optar por retirar o dinheiro após 80 dias, não pagará taxa alguma.

Taxa de 1,99% é apresentada como menor do mercado — Foto: Reprodução/Daniel Dutra Taxa de 1,99% é apresentada como menor do mercado — Foto: Reprodução/Daniel Dutra

Taxa de 1,99% é apresentada como menor do mercado — Foto: Reprodução/Daniel Dutra

3. Disponibilidade de saldo

Uma vez realizado um pagamento, a disponibilidade do dinheiro na carteira digital é imediata. Além disso, o dinheiro pode ser retirado pelo usuário quando ele desejar. No entanto, será necessário um certo tempo até que ele esteja disponível na instituição financeira para a qual você pretende transferi-lo.

O PicPay possui uma parceria com o Banco Original, o que faz com que a transferência para contas desse banco ocorra dentro de uma hora. Para outros bancos, o dinheiro pode levar até 2 dias úteis para ser disponibilizado. Cabe lembrar que, enquanto estiver no saldo da carteira digital, o dinheiro terá rendimentos 100% do CDI.

App permite parcelamentos cujos juros podem ser pagos pelo cliente ou pelo vendedor — Foto: Reprodução/Daniel Dutra App permite parcelamentos cujos juros podem ser pagos pelo cliente ou pelo vendedor — Foto: Reprodução/Daniel Dutra

App permite parcelamentos cujos juros podem ser pagos pelo cliente ou pelo vendedor — Foto: Reprodução/Daniel Dutra

4. Formas de pagamento aceitas

É necessário que ambas as partes tenham o aplicativo do PicPay instalado no celular para realizar transações. Os pagamentos mediante PicPay se dão pelo vínculo estabelecido entra a conta PicPay e um cartão de crédito ou mediante a quantias depositadas na carteira digital do PicPay.

5. Parcelas

O PicPay Pro permite a realização de pagamentos parcelados. O cliente pode pagar em até 12 parcelas no cartão. Cada parcela, no entanto, será submetida a uma taxa de transações. Cabe ao vendedor escolher se ele próprio será responsável por essa taxa, ou se ela será transferida ao cliente, que terminará por pagar as parcelas com juros. De todo modo, a disponibilidade do pagamento total para o vendedor é imediata.

PicPay é seguro para ganhar dinheiro? Deixe sua opinião no Fórum do TechTudo.

99POP: como pagar uma corrida em dinheiro

99POP: como pagar uma corrida em dinheiro

Mais do TechTudo