Redes sociais

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O WhatsApp não deverá mais implementar anúncios nos Status para seus 1,5 bilhão de usuários. Segundo reportagem do Wall Street Journal publicada nesta quinta-feira (16), o Facebook interrompeu os planos de faturar com publicidade nos posts que somem após 24 horas. A mudança estava prevista para acontecer em 2020, mas teria sido suspensa pelo WhatsApp, embora não descartada para o futuro.

As causas da suposta decisão de abandonar os anúncios no WhatsApp são incertas. Segundo a publicação, o time de profissionais que trabalhava no projeto foi desligado e o código que já estava desenvolvido e parcialmente implementado no aplicativo para Android e iPhone (iOS) teria sido removido. A rede social não se pronunciou sobre o caso.

WhatsApp Status não terá mais anúncios, diz jornal — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Especula-se sobre o uso de publicidade no WhatsApp desde a aquisição pelo Facebook, em 2014, por US$ 22 bilhões. Na época, o mensageiro deixou de cobrar uma taxa de US$ 0,99 anualmente e passou a ser totalmente gratuito. No entanto, a possibilidade de haver anúncios no app sempre esteve à mesa, dado que esse tipo de monetização responde, atualmente, por 98% dos ganhos do Facebook.

Também de propriedade do Facebook, o Instagram exibe, desde 2017, publicidade nos Stories, ferramenta semelhante aos posts efêmeros do WhatsApp Status. Um executivo do Facebook chegou a falar no passado que os anúncios eram a principal forma de monetização da empresa, o que poderia tornar inevitável o uso da mesma estratégia no mensageiro.

As primeiras informações sobre publicidade no WhatsApp surgiram em 2018 e, logo, diversos detalhes vazaram na web. No ano passado, a empresa enfim detalhou como a sua máquina de marketing digital seria introduzida no mensageiro.

A iniciativa teria sido o estopim para a saída de Jan Koum e Brian Acton, fundadores do WhatsApp que seguiam liderando a equipe por trás do aplicativo mesmo após a aquisição. Segundo cobertura da imprensa internacional, os executivos confrontaram Zuckerberg após ele começar a considerar o uso de publicidade no mensageiro mais baixado do planeta.

Fontes ouvidas pelo Wall Street Journal dizem que o Facebook irá focar na relação entre usuários e empresas, possivelmente por meio da plataforma WhatsApp Business. A informação pode estar ligada a rumores antigos sobre a expansão de um meio de pagamentos no aplicativo para celular, algo que havia sido adiado após um desentendimento entre as empresas do projeto da moeda virtual Libra, do qual o Facebook faz parte.

Como desbloquear o WhatsApp com digital; saiba ativar

Como desbloquear o WhatsApp com digital; saiba ativar

WhatsApp: qual função ainda falta no app? Deixe sua opinião no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo