Por Bruna Telles, para o Techtudo


Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO) ganhou um novo sistema para combater comportamentos tóxicos. A Valve anunciou uma nova medida na última quinta-feira (6) e ela já começou a ser implementada. O novo recurso vai silenciar jogadores caso eles façam uso abusivo do botão de voz. Para isso, a desenvolvedora contará com denúncias anônimas feitas pelos players que também estiverem na partida, e os casos serão analisadas particularmente. Se um jogador acumular muitas denúncias, ele será advertido. Se a advertência for ignorada, ele será colocado num "modo silencioso padrão", ficando impossibilitado de utilizar o chat de voz.

Para combater a infame toxicidade, CS:GO agora contará com um sistema desenvolvido pela própria Valve — Foto: Divulgação/Blog Counter-Strike

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Os outros jogadores poderão, caso queiram, retirar o "mute" do jogador punido. Se o próprio quiser remover a penalidade, entretanto, será preciso ganhar uma quantidade suficiente de XP, cujo número não foi revelado pela Valve. Anteriormente, os usuários podiam controlar a exposição aos avatares, nomes, chat de texto e voz dos outros jogadores por meio das configurações do jogo, sem um sistema que fizesse isso automaticamente.

Embora o novo sistema seja baseado em denúncias anônimas, a Valve alerta que estas terão mais peso se feitas por jogadores mais ativos, e que façam denúncias no game com menos frequência. A ideia é evitar que aconteça um uso indiscriminado do novo sistema.

Esta é mais uma decisão recente para lidar com o comportamento tóxico no CS:GO. Em outubro do ano passado, o jogo recebeu um sistema desenvolvido pela FACEIT em parceria com a Google, para fazer a análise do chat de texto. Como resultado, o sistema baniu mais de 20 mil jogadores em seis semanas, reduzindo o número de mensagens tóxicas no game em 20%.

Mais do TechTudo