Celulares

Por Vitor Grama, da redação


A Samsung recomendou que os usuários brasileiros do Galaxy A50 atualizem o sistema para manter o celular protegido. A fabricante se pronunciou ao TechTudo após críticas públicas feitas por um pesquisador de segurança do Google. Ele disse que mudanças no sistema Android abriram brechas para invasões criminosas. Por sua vez, os sul-coreanos alegaram que as alterações tinham como objetivo proteger o proprietário da ação hacker – mas a alteração teve o efeito contrário.

A observação foi feita por Jann Horn, integrante de uma iniciativa de segurança digital chamada Google Project Zero (GPZ). A Samsung disponibilizou um update para corrigir o erro. A recomendação da fabricante é sempre manter os dispositivos atualizados para evitar problemas com a segurança do celular.

Samsung recomenda que usuários do A50 atualizem o celular — Foto: Thássius Veloso/TechTudo Samsung recomenda que usuários do A50 atualizem o celular — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Samsung recomenda que usuários do A50 atualizem o celular — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Segundo Horn, a Samsung não é a única empresa a deixar celulares vulneráveis ao alterar códigos. No entanto, não citou os nomes das fabricantes cujos celulares podem comprometer a privacidade do usuário. Ele informa que o principal motivo do surgimento destas brechas ocorre porque as alterações não são revisadas pelos desenvolvedores do sistema original. No caso da Samsung, o pesquisador explica que o problema poderia corromper a memória de celulares que rodam Android 9 (Pie) e Android 10.

De acordo com o pesquisador, o sistema da Samsung apenas impossibilitava o acesso dos hackers depois que já tiveram acesso ao código kernel. Dessa maneira, permite que invasores possam fazer leitura e gravação no kernel Linux. Para ele, o ideal é que o sistema impeça de antemão acessos indevidos.

A análise foi feita no modelo Galaxy A50, o queridinho dos brasileiros na Black Friday 2019. Após tomar conhecimento da falha, o bug foi identificado como um problema moderado pela empresa sul-coreana. Em seguida, uma atualização de segurança que promete corrigir a brecha foi disponibilizada aos usuários. A Samsung não informou se outros modelos foram afetados.

O que diz a Samsung

Confira nota enviada pela Samsung Brasil:

“A Samsung leva muito a sério a proteção dos dados de nossos usuários e projetamos todos os nossos produtos com o máximo em privacidade e segurança. Depois da divulgação do Project Zero, imediatamente investigamos a questão e lançamos uma atualização de segurança em fevereiro de 2020. Recomendamos que todos os usuários mantenham seus dispositivos atualizados com o software mais recente para garantir o mais alto nível de proteção possível.”

Samsung Galaxy A51: conheça o sucessor do Galaxy A50

Samsung Galaxy A51: conheça o sucessor do Galaxy A50

Mais do TechTudo