Video game

Por Carlos Palmeira, para o TechTudo


Comprar Nintendo Switch usado pode ser uma alternativa para usuários que buscam o console por um preço mais barato. Destaque no mercado por ser híbrido, já que pode ser utilizado como um portátil ou um videogame de mesa, o aparelho tem feito bastante sucesso. Com menos de três anos de vida, o Switch já se tornou o sétimo console mais vendido da história da fabricante, e ultrapassou o clássico Super Nintendo.

No Brasil, porém, o aparelho possui uma base instalada reduzida. Por não possuir venda oficial no país, muitos jogadores têm importado ou comprado em revendedores – o que faz o valor ficar mais salgado por conta da alta cotação do dólar. Uma alternativa para isso é a compra de aparelhos seminovos. No entanto, uma dúvida que pode surgir é: será que a vale a pena pagar menos por um dispositivo de segunda mão em sites como OLX ou Mercado Livre? O TechTudo lista a seguir os prós e contras de comprar um Nintendo Switch usado barato.

Nintendo Switch: vale a pena comprar o console?

Nintendo Switch: vale a pena comprar o console?

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

PONTOS POSITIVOS

1. Preço mais acessível

Comprar um Nintendo Switch nos grandes varejistas pode sair bem caro. Em lojas de confiança, a versão nova do console não é encontrada por menos de R$ 2 mil atualmente, de acordo com o Compare TechTudo. Ainda segundo o buscador, o valor mais baixo do console em janeiro de 2020 foi de R$ 1.899.

Enquanto isso, uma versão usada do Switch pode ser encontrada por cerca de R$ 1,5 mil. Apesar da possibilidade de possuir alguns riscos e outras marcas de uso, a diferença de R$ 500 é bastante significativa. Além de mais barato, compras de produtos que não são novos podem ser feitas com mais segurança atualmente. Alguns sites, como o Mercado Livre, prometem reembolso caso o item não seja entregue.

É comum encontrar o console híbrido da Nintendo por cerca de R$ 1,5 mil — Foto: Reprodução/Carlos Palmeira

2. Possibilidade de negociação

Compras de aparelhos usados, seja de conhecidos ou por meio de Internet, deixam a negociação bastante elástica. Ou seja, outros itens como peças de computador, podem acabar sendo usados como moeda de troca ou pelo menos para abater parte do valor. Esse tipo de negócio é bastante comum e serve como uma oportunidade para gerar valor em um equipamento sem uso.

Comprar usado é uma boa forma de tentar trocar produtos que você não usa mais — Foto: Reprodução/Carlos Palmeira

3. Cenário do mercado de videogames

Comprar um Nintendo Switch usado faz bastante sentido se for levado em consideração o cenário dos videogames. É possível economizar dinheiro para juntar em uma poupança feita ao longo do ano para adquirir, no final de 2020, um PlayStation 5 (PS5) ou o Xbox Series X, que serão lançados pela Sony e Microsoft, respectivamente. Além disso, o videogame da Nintendo ainda terá uma longa vida útil, já que está há menos de três anos no mercado. Sabendo dessa situação, comprar um Switch de segunda mão e em boas condições pode ser uma escolha que faz bastante sentido atualmente.

O Xbox Series X promete ser uma máquina bastante potente — Foto: Reprodução/Felipe Vinha

PONTOS NEGATIVOS

1. Falta de garantia

Um dos principais problemas ao comprar um console usado é a falta de garantia. Diferentemente do aparelho novo, o de segunda mão não possui garantia contra problemas técnicos ou defeitos. Essa questão faz com que a compra de um Nintendo Switch seminovo seja insegura. Esse é um risco que precisa ser calculado.

É muito raro encontrar um vendedor que oferece um Nintendo Switch usado com garantia — Foto: Reprodução/Carlos Palmeira

2. Acessórios danificados

O Nintendo Switch possui acessórios frágeis. Desde o lançamento do console, as reclamações sobre os controles joy cons, principalmente, se multiplicaram na Internet. Por isso, é muito comum encontrar em fóruns de discussão pessoas dando o conselho para que os joy cons sejam testados em caso de compras de usados. Essa, porém, é uma situação que fica impossibilitada em casos de negociações pela Internet.

Portanto, quem opta por adquirir um Nintendo Switch de segunda mão em uma loja online está correndo risco de comprar um videogame com acessórios danificados. Além dos joy cons, o kickstand (suporte para mesa) e o dock (base para conectar na televisão) são outras peças que costumam desgastar com facilidade.

Um dock danificado de Nintendo Switch pode não transmitir a imagem para o televisor — Foto: Divulgação/Nintendo

3. Console pode estar banido da eShop

Outro ponto que gera incerteza para quem pretende comprar um Switch usado é a eShop. De acordo com relatos do Reddit, alguns usuários banidos da eShop acabam vendendo o console porque não conseguem mais acessar a rede da Nintendo. O banimento pode ocorrer em casos de compartilhamento de contas com terceiros ou compra de jogos de revendedores não autorizados, por exemplo.

A punição da Big N é diferente de outras empresas porque impede que o aparelho acesse a eShop. Em casos de consoles usados adquiridos de maneira presencial, é possível testar o acesso à loja virtual. Em compras pela Internet, porém, essa verificação é mais difícil.

Se o Nintendo Switch estiver banido da eShop, não será mais possível comprar jogos digitais e jogar online — Foto: Reprodução/André Mello

Mais do TechTudo