Players

Por Marvin Costa, para o TechTudo


O Tidal é um serviço que oferece mais de 60 milhões de músicas para streaming por meio de apps para smartphones e computador. Assim como seus principais rivais, a plataforma tem planos mensais que liberam todo o catálogo para audição. Famosa por pertencer ao rapper Jay-Z, a ferramenta ainda conta com recursos exclusivos e pacotes de assinatura diferenciados, como a reprodução de arquivos de alta qualidade, uma vasta biblioteca de videoclipes e programas sobre o trabalho de artistas.

Por outro lado, a versão desktop e o aplicativo gratuito para iPhone (iOS) e celulares Android só reproduzem canções quando o usuário escolhe um plano de assinatura - diferente do Spotify, que oferece a possibilidade de ouvir música gratuita com reprodução de propagandas. A seguir, veja como funciona o Tidal, quais os principais recursos que o streaming oferece, as modalidades de assinatura e um comparativo com outros serviços de streaming.

Como colocar música do Spotify no Instagram

Como colocar música do Spotify no Instagram

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Planos e preços

O Tidal oferece grupos de assinatura separados pelas nomenclaturas Premium e HiFi. As assinaturas Premium possuem três tipos: no primeiro, chamado "Standard", usuários pagam R$ 16,90 por mês para acessar o catálogo, usar os recursos da conta e receber dicas editoriais de curadores do serviço. No modo "Família", o valor mensal é de R$ 25,35 para compartilhar o acesso com até cinco contas. Já o modo "Estudante" sai por R$ 8,45, sendo necessário anexar documentos para verificação na plataforma. Atualmente, o serviço está com uma promoção em que todos os planos Premium saem por R$ 4,99 nos primeiros cinco meses.

Saiba como funciona e quais são os principais recursos do Tidal — Foto: Marvin Costa/TechTudo Saiba como funciona e quais são os principais recursos do Tidal — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Saiba como funciona e quais são os principais recursos do Tidal — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Nos planos HiFi, a principal diferença está na qualidade do áudio Lossless, sem compressão ou perda de qualidade. O recurso é internamente chamado de TIDAL Masters. Ao escolher a opção "Standard" do HiFi, usuários pagam R$ 33,80 para acessar todo o catálogo. No plano "Família", até cinco contas podem aproveitar os mesmos benefícios pagando R$ 50,70. Já na opção "Estudante", o valor cai para R$ 16,90.

Catálogo musical

Atualmente, o catálogo do TIDAL chega a mais de 60 milhões de músicas de artistas de todo o mundo. Mesmo sendo lançado anos após o Spotify, a plataforma possui um catálogo maior que seu principal concorrente, que dispõe cerca de 50 milhões de músicas. Já Deezer oferece mais de 56 milhões de faixas. O Apple Music, por sua vez, também oferece mais de 60 milhões de músicas em seu catálogo. Sendo assim, o TIDAL se destaca em relação aos concorrentes no mercado de streaming.

Vídeos

A seção de vídeos é outro ponto que diferencia o TIDAL de seus concorrentes. Além de clipes de diferentes artistas, o serviço oferece conteúdos originais que funcionam como "mini documentários" sobre músicas. É possível encontrar, inclusive, diversos artistas brasileiros que foram entrevistados pela plataforma dando depoimentos sobre suas carreiras e experiências na vida artística. Os vídeos podem ser reproduzidos na versão para PC e nos aplicativos para smartphones.

Tela com reprodução de vídeos disponíveis para usuários do TIDAL — Foto: Marvin Costa/TechTudo Tela com reprodução de vídeos disponíveis para usuários do TIDAL — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Tela com reprodução de vídeos disponíveis para usuários do TIDAL — Foto: Marvin Costa/TechTudo

É possível adequar a qualidade de reprodução para diferentes tipos de dispositivos e velocidades de Internet. A resolução vai de 180p até Full HD (1080p) e a reprodução pode ser feita em tela cheia ou em modo de janela com a fila de músicas à direita da tela.

Interface, recursos e plataformas disponíveis

A interface do serviço é similar à do rival Spotify: fundo preto, opções na lateral esquerda da tela e navegação centralizada por páginas de artistas, discos e playlists. Os controles do player ficam na barra inferior com comandos de reprodução, indicador de tempo, barra de volume, escolha de alto-falantes e fila de reprodução.

Nos celulares, entretanto, o visual muda bastante. A página inicial mostra um banner com novas músicas e artistas em destaque na plataforma. Na parte inferior, é possível encontrar playlists sugeridas e podcasts. Há, inclusive, uma aba exclusiva para visualização de videoclipes e programas especiais criados pelo serviço.

Os usuários contam com recursos similares aos encontrados em outros serviços de streaming. É possível criar playlists, adicionar músicas para tocar em seguida, visualizar créditos de compositores e realizar compartilhamentos nas redes sociais. Assim como no Spotify, o TIDAL cria uma playlist com os gostos do usuário que usa o algoritmo interno para criar a lista de canções.

O serviço está disponível para Windows e macOS. Além disso, usuários podem baixar o aplicativo para iPhone e Android.

Qualidade de áudio

TIDAL possui recursos e assinaturas diferenciadas de seus principais concorrentes — Foto: Melissa Cosseti/TechTudo TIDAL possui recursos e assinaturas diferenciadas de seus principais concorrentes — Foto: Melissa Cosseti/TechTudo

TIDAL possui recursos e assinaturas diferenciadas de seus principais concorrentes — Foto: Melissa Cosseti/TechTudo

O TIDAL tem como diferencial a qualidade de áudio oferecida por meio da assinatura HiFi. O arquivo é reproduzido em formato FLAC de 16 bits e 44 kHz, que representa qualidade similar à de CDs. Segundo a empresa, o áudio não conta com nenhum tipo de compressão ou perdas de qualidade sonora. O Plano Premium reproduz áudio AAC de 320 Kbps. A qualidade do modo HiFi é ideal para usuários que buscam maior qualidade, mas vale ressaltar que depende de uma Internet rápida para reprodução sem travamentos.

Principais Rivais

O TIDAL tem catálogo maior do que o Spotify e o Deezer, mas se compara com a quantidade de arquivos do Apple Music, sendo uma das alternativas mais baratas. Além disso, o serviço não conta com um plano gratuito com propagandas - como acontece no Spotify. No comparativo a seguir, é possível verificar as diferenças de valores entre os serviços citados. O TIDAL permite teste gratuito por até 30 dias.

Valores assinaturas TIDAL

Premium Preços HiFi Preços
Standard R$ 16,90 Standard R$ 33.80
Family R$ 25,35 Family R$ 50,70
Student R$ 8,45 Student R$ 16,90

Valores das assinaturas concorrentes

Serviço Planos gratuitos Valores e tipos de assinturas
Spotify Spotify Free Individual 16,90 Duo 21,90 Família R$ 26,90 Universitário R$ 8,50
Deezer Deezer Free Deezer Premium R$ 16,90 Deezer Family R$ 26,90
Apple Music Individual R$ 16,90 Familiar R$ 24,90 Estudantes R$ 8,50

Se você busca por um serviço que contenha uma vasta biblioteca musical e um banco de vídeos considerável, o TIDAL é uma boa escolha. Além disso, a possibilidade de ouvir áudio sem perdas pode agradar pessoas mais exigentes quanto a qualidade de reprodução de músicas. O serviço conta com teste gratuito por 30 dias que pode ajudar usuários a conhecer melhor o app e decidir se vale a pena a assinatura.

Qual é o melhor serviço de streaming? Opine no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo