TV

Por André Mello, para TechTudo


QLED e MicroLED são duas tecnologias utilizadas pela Samsung em suas telas de TV. Ambas prometem melhorias na imagem, com contrastes mais profundos, cores mais realistas, entre outras vantagens. Enquanto a primeira já está presente em diversos televisores da marca, a segunda fica restrita a produtos premium da gigante sul-coreana e ainda pode demorar a aparecer em modelos voltados para o consumidor comum. Confira a seguir mais informações sobre os dois padrões de tela e veja as TVs e displays da fabricante em que as tecnologias estão presentes.

Smart TVs QLED prometem imagens com cores bem próximas da realidade — Foto: Luciana Maline/TechTudo Smart TVs QLED prometem imagens com cores bem próximas da realidade — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Smart TVs QLED prometem imagens com cores bem próximas da realidade — Foto: Luciana Maline/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O que é QLED?

QLED é a sigla para Quantum Dot Light Emitting Diodes, ou seja, LEDs quânticos, e a tecnologia de displays foi apresentada pela Samsung durante a CES 2017. O padrão se baseia em pequenos cristais que absorvem determinadas frequências de luz e são capazes de emitir outras quando necessário.

Essa tecnologia é uma evolução dos displays de LED e LCD, utilizando o mesmo tipo de retroiluminação – ou backlight – dos modelos aliado aos pontos quânticos, que melhoram a performance de brilho e cor nessas telas. A tecnologia promete diversas vantagens, como exibir 100% de variações de cores do padrão DCI-P3 independente do nível de luminosidade, por exemplo.

TVs QLED da Samsung exibem cores com mais qualidade e volume — Foto: Divulgação/Samsung TVs QLED da Samsung exibem cores com mais qualidade e volume — Foto: Divulgação/Samsung

TVs QLED da Samsung exibem cores com mais qualidade e volume — Foto: Divulgação/Samsung

Basicamente, displays QLED podem proporcionar cores mais fieis, além de contarem com um dos melhores níveis de brilho de imagem no mercado. A tela é capaz ainda de compensar reflexos de luz ambiente, apresentando uma imagem nítida mesmo sendo vista de frente ou de lado.

Outra vantagem da tecnologia está no consumo de energia, que deve ser a metade em relação a displays OLED, padrão utilizado nas TVs premium da LG. A concorrente da Samsung também apostou em uma tecnologia semelhante, a Nano Cell, trazendo nanocristais em telas de resolução 4K.

As QLEDs também apresentam algumas desvantagens pontuais ao consumidor. Apesar de oferecer ótimos níveis de brilho e cor como as telas OLED, displays do tipo não conseguem apresentar tons de preto absoluto, e sua nitidez é limitada a alguns ângulos. Além disso, a capacidade de emitir um brilho intenso costuma consumir mais energia do aparelho.

MicroLED: uma alternativa aos displays OLED

Revelada durante a CES 2018, a tecnologia MicroLED da Samsung traz as mesmas vantagens de telas OLED, como contraste intenso, cores mais vivas e tons escuros com melhor definição. A tecnologia conta com pixels formados por LEDs individuais de cores azul, branca, vermelha e verde, que acendem de acordo com a exibição de imagens. A tecnologia foi criada com o objetivo de ser utilizada em telas que consomem pouca energia, como em smartphones e smartwatches, algo que agora foi transposto para televisores e telas modulares.

Samsung apresentou tecnologia MicroLED, central na criação de uma TV modular de 146 polegadas  — Foto: Foto: Thássius Veloso/TechTudo Samsung apresentou tecnologia MicroLED, central na criação de uma TV modular de 146 polegadas  — Foto: Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Samsung apresentou tecnologia MicroLED, central na criação de uma TV modular de 146 polegadas — Foto: Foto: Thássius Veloso/TechTudo

MicroLEDs são baseados em uma tecnologia de LED de nitreto de gálio, oferecendo até 30 vezes mais brilho que telas OLED, além de maior eficiência para diminuir o consumo de energia. Além disso, esse tipo de display não sofre com o burn-in, também conhecido como “tela fantasma”, algo que pode acontecer em telas OLED.

Por não ser dependente de retroiluminação como em modelos LED e QLED, esses displays alcançam bons níveis de cor e contraste, assim como o padrão OLED. Outra vantagem é que a tecnologia pode ser usada na criação de telas modulares, gerando displays gigantes acima de 150 polegadas, algo demonstrado durante a CES em que foi revelada e com modelos atualizados no evento de 2020.

A principal desvantagem desse tipo de tela é o alto custo de produção, algo que a Samsung está tentando contornar para popularizar a tecnologia. Apesar disso, consumidores interessados nessas telonas ainda precisarão investir pesado para adquirir um novo modelo. Outro problema é a necessidade de resfriamento do aparelho para evitar o superaquecimento dos componentes de LED.

Novas TVs apresentadas na CES 2020

The Wall, o display de 219 polegadas de MicroLED — Foto: Divulgação/Samsung The Wall, o display de 219 polegadas de MicroLED — Foto: Divulgação/Samsung

The Wall, o display de 219 polegadas de MicroLED — Foto: Divulgação/Samsung

Durante a CES 2020, que aconteceu durante o mês de janeiro em Las Vegas, nos Estados Unidos, a Samsung anunciou novas TVs MicroLED e QLED 8K. Os produtos trazem novas opções de tamanho, recursos de upscalling para 8K por meio de inteligência artificial e uma nova tecnologia de orientação de tela.

A empresa lançou o MicroLED modular voltado para o uso doméstico, combinando algumas características da tecnologia da tela com recursos de personalização. Com tamanhos de 75, 88, 93 e 110 polegadas, os displays contam trazem uma proposta de design elegante, além da alta qualidade na exibição de imagens.

Permitindo a criação de telas com diferentes tamanhos, os painéis MicroLED têm design com bordas praticamente invisíveis, permitindo a junção dos módulos para formar displays de até 150 polegadas. A marca promete ainda maior profundidade, resolução e clareza, além de um pico de brilho de 5 mil nits. Essas TV aproveitam habilidades de upscaling baseadas em deep learning, entregando conteúdos de alta qualidade, independente de sua fonte.

TV Q950TS QLED 8K, da Samsung — Foto: Divulgação/Samsung TV Q950TS QLED 8K, da Samsung — Foto: Divulgação/Samsung

TV Q950TS QLED 8K, da Samsung — Foto: Divulgação/Samsung

Já os televisores QLED 8K prometem entregar resoluções e qualidade de imagem ainda maiores. A TV Q950TS, modelo premium da linha, promete ser a primeira do tipo a combinar design ultrafino, qualidade de imagem 8K e som surround. O produto conta ainda com bordas ultrafinas, com proporção de 99% entre a tela e o corpo da TV.

O televisor é equipado ainda com um processador AI Quantum 8K, que permite recursos internos de upscaling para 8K por meio de inteligência artificial e deep learning, convertendo automaticamente conteúdos que não foram fabricados com a resolução sem perda de qualidade. Há ainda o recurso de Imagem Adaptativa, que deve otimizar o display conforme as condições do ambiente e os conteúdos exibidos.

QLED 8K de 98 polegadas: conheça a maior TV da linha da Samsung

QLED 8K de 98 polegadas: conheça a maior TV da linha da Samsung

Qual a melhor TV 4K? Saiba no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo