Jogos de luta

Por Bruno Magalhães, para o TechTudo


Street Fighter V: Champion Edition será laçado oficialmente nesta sexta-feira (14) para PC (Steam) e PlayStation 4 (PS4). Este é um pacote definitivo de conteúdo que garante acesso a todos os personagens, cenários, roupas alternativas e cores lançados até hoje no jogo de luta. A nova versão do game competitivo da Capcom também aplicará otimizações de netcode que buscam oferecer partidas online de melhor qualidade a partir da próxima semana. A novidade promete dar fim a uma polêmica antiga na comunidade do jogo de luta. Entenda, a seguir, o caso.

Seth chega nesta quinta-feira (13) para completar o elenco de Street Fighter 5: Champion Edition com 40 lutadores. — Foto: Divulgação/Capcom

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O anúncio das otimizações, feito nesta quinta-feira (13), chega como reposta para queixas antigas da comunidade. Desde os betas de Street Fighter 5, que aconteceram em 2015, a comunidade descobriu que o jogo sofria com instabilidades de conexão unilaterais. Isso fazia com que uma pessoa enxergasse a partida teletransportando, enquanto a outra tivesse uma experiência normal. Qualquer falha ou perda de quadros que acontecesse no meio do confronto deixaria ambos os jogadores fora de sincronia até o fim. Mesmo com inúmeros relatos pelas redes sociais, nenhuma atitude foi tomada para resolver o problema e o assunto gerou polêmica.

Segundo Yoshinori Ono, a recepção da comunidade à notícia foi positiva. Enquanto a correção não é lançada, Seth, chefe de Street Fighter 4, chega ao jogo já na noite desta quinta-feira (12) para completar o elenco com 40 lutadores. A novidade também chega a tempo para o início da temporada competitiva da Capcom Pro Tour de 2020 e para o Intel World Open, que será um evento pré-olímpico com qualificatórias online a partir de março.

Vale lembrar que em janeiro uma correção caseira de netcode foi lançada para a versão do game no PC pelo modder Altimor. Na época, ele alegou ter feito engenharia reversa e, então, desenvolvido a solução para o problema em apenas dois dias. Ainda nas palavras dele, a solução levaria apenas 30 minutos caso ele tivesse acesso ao código-fonte desde o início. Esta solução, no entanto, trouxe problemas para o crossplay de Street Fighter 5, que permite que usuários do PC e PS4 joguem entre si, pois não é possível instalar a modificação no console.

Street Fighter 5 foi lançado originalmente em 2016 e recebeu novos conteúdos com o passar dos anos. — Foto: Reprodução/Bruno Magalhães

Como a solução de Altimor também disponibilizou o código-fonte do netcode, outros modders se sentiram à vontade para produzir as suas próprias correções que não afetassem o crossplay. O chamado “Mika Fix”, que veio logo após o de Altimor, cumpriu bem a tarefa de otimizar a experiência entre PC e PS4, mas acabou por gerar conflito com a correção de Altimor, que ainda conta com utilizadores. No final das contas, a comunidade online acabou por ficar dividida e isso gerou pressão para lançamento de uma solução oficial.

Qual o seu game de luta preferido? Comente no Fórum do TechTudo

Quer saber tudo sobre o universo de celulares, jogos, aplicativos e demais eletrônicos? É só dar uma olhada no nosso canal no YouTube:

Mais do TechTudo