Celulares

Por Milena Garcia, para o TechTudo

Thássius Veloso/TechTudo

A câmera macro passou a aparecer em celulares recentes à venda no Brasil, tornando-se uma verdadeira febre do setor de telecomunicações. O recurso aparece nos lançamentos Galaxy A51, Galaxy A71 e o Motorola One Macro – como o próprio nome já sugere –, bem como no Redmi Note 8 Pro. As fabricantes prometem maior qualidade no componente que traz como função principal fotografar objetos bem de pertinho.

Apesar de não ser uma novidade no universo das máquinas fotográficas profissionais, as chamadas DSLR, o recurso agora chega aos smartphones. Ele é ideal para captar os detalhes da natureza ou do espaço urbano, com a promessa de detectar texturas e fibras. Nas linhas a seguir, entenda como a macro funciona.

Galaxy A51: conheça o novo celular da Samsung

Galaxy A51: conheça o novo celular da Samsung

Para que serve a câmera macro

Fotografar um inseto ou detalhes de um prato gastrônomico com a câmera do celular pode ser uma tarefa difícil. Foi pensando nisso que marcas como a Samsung e a Motorola decidiram incluir o recurso macro no conjunto fotográfico dos recentes lançamentos.

De acordo com o gerente de produtos da Samsung, Renato Citrini, o recurso oferece a possibilidade de “captar detalhes que normalmente não se enxergam a olho nu”. Além disso, as lentes se fazem úteis ao fotografar pequenos objetos que se movem com promessa de mais facilidade.

Nos exemplos dos telefones citados, o próprio aparelho é capaz de identificar quando um objeto está perto demais e sugere que o usuário utilize a câmera macro – por meio de Inteligência Artificial. De maneira geral, a distância mínima entre o dispositivo e o detalhe a ser fotografado para que não ocorra ruído ou perda de qualidade varia entre 2 e 5 centímetros.

Redmi Note 8 Pro: amostra de foto feita com a lente macro — Foto: Divulgação/Xiaomi

Como funciona a câmera macro

O funcionamento consiste em mover um conjunto inteiro de elementos óticos e adicionar a ele um elemento óptico flutuante, de maneira a evitar a perda de qualidade da imagem. Para isso, a geometria interna da lente é constantemente ajustada para oferecer foco nítido, melhor contraste e padrões altos de qualidade para todas as distâncias de foco (que pode ser automático ou não).

Ao contrário do que acontece com o zoom, a proposta é de que o objeto apareça em tamanho real ou maior na imagem resultante para manter a riqueza de detalhes. Apesar disso, o ponto negativo do recurso é que o resultado final destas fotos não conta com grande resolução, ficando em cerca de 2 MP.

Mais uma característica desse tipo de lente é a abertura muito maior do que as demais do celular. O resultado disso é um melhor desempenho em cenários de pouca luz, mas com uma profundidade de campo estreita.

Principais celulares

Um dos primeiros celulares a chegar ao Brasil com câmera macro foi o Motorola One Macro, em outubro de 2019. Como o próprio nome do produto já indica, o recurso é um dos destaques do smartphone. De acordo com a fabricante, a lente de 2 MP presente no dispositivo é capaz de fotografar detalhes até cinco vezes mais de perto. O preço sugerido do smartphone é de R$ 1.399.

Motorola One Macro: conheça preço e ficha técnica

Motorola One Macro: conheça preço e ficha técnica

A Xiaomi não ficou de fora das novidades e trouxe Redmi Note 8 Pro com lente macro de 2 MP em novembro de 2019. Já no início desse ano, a Samsung chegou ao mercado brasileiro com três modelos contendo a lente macro: o Galaxy S10 Lite, o Galaxy A51 e o Galaxy A71. A diferença é que nos celulares sul-coreanos é possível captar imagens com até 5 MP.

Como usar a câmera macro

Foto capturada com efeito macro no celular da Motorola — Foto: Reprodução/Raquel Freire

  1. Para fazer um bom uso do recurso de câmera macro, primeiro é preciso estar atento aos detalhes que estão à sua volta a fim de identificar os objetos que valem a pena serem fotografados. O truque é buscar por padrões, características incomuns e texturas diferenciadas.
  2. Conhecer os limites da lente do celular, como a distância focal e o tamanho máximo do objeto a ser fotografado. O objetivo é tirar o melhor proveito destas características.
  3. Como em qualquer outro estilo de fotografia, é preciso prestar atenção no clima e na intensidade da luz no momento da foto. Vale lembrar que ao utilizar as lentes macro em um dia muito ensolarado alguns detalhes podem acabar sendo cobertos pela luz intensa.
  4. Garantir a limpeza e o cuidado com a câmera para que isso não interfira na captura de imagens.
  5. Adquirir um tripé para celular também é uma boa opção para que as fotos não fiquem tremidas.

Com informações de Photography Mad

Xiaomi Redmi Note 8 e Note 8 Pro: saiba mais sobre os celulares

Xiaomi Redmi Note 8 e Note 8 Pro: saiba mais sobre os celulares

Mais do TechTudo