Celular
Publicidade

Por Lucas Vinicius, para o TechTudo


O primeiro-ministro de Israel, Benjamin Netanyahu, aprovou uma medida para que a agência nacional de segurança possa rastrear os celulares da população em meio à pandemia do novo coronavírus. A nova providência, anunciada nesta terça-feira (17), usa tecnologia desenvolvida originalmente para combater o terrorismo. De acordo com Netanyahu, a operação deve durar pelo menos 30 dias.

O intuito é encontrar dados de pacientes infectados e suspeitos que ainda não se apresentaram nos hospitais. Assim, as autoridades podem encontrá-los por geolocalização para evitar a propagação do vírus e alertar aqueles que estavam próximos dessas pessoas. O governo israelense também autorizou uma sentença de até seis meses para quem violar as ordens de isolamento do país.

Ilustração mostra formato do novo coronavírus, transmissor da doença Covid-19 — Foto: Divulgação/Centers for Disease Control and Prevention

A Coreia do Sul também está usando a tecnologia para combater a disseminação do vírus. O país desenvolveu um aplicativo para acompanhar pessoas que passaram pelas áreas de risco e gerenciar a quarentena da população. O GPS dos smartphones usa a localização de cada indivíduo para assegurar o isolamento e diminuir as chances de propagação por contato humano.

Israel é uma democracia e devemos manter o equilíbrio entre os direitos civis e as necessidades do público. Essas ferramentas nos ajudarão a localizar os doentes e impedir que o vírus se espalhe.
— Benjamin Netanyahu, primeiro-ministro de Israel

Na China, estão sendo realizadas diversas ações empregando a tecnologia para prevenir o surto. Por exemplo, o governo asiático está movimentando amostras médicas e materiais possivelmente infectados via drones. Assim, há menos contato entre as pessoas doentes e saudáveis. O país também está oferecendo robôs que esterilizam ambientes com raios ultravioleta e outros que entregam refeições nos hospitais.

No Brasil, o Ministério da Saúde desenvolveu o Coronavírus SUS (Android e iOS), um aplicativo que tem o objetivo de conscientizar a população a respeito da epidemia. Ao usar, os brasileiros podem descobrir informações sobre prevenção, sintomas e até a localização das unidades de saúdes próximas ao seu endereço. O app será compartilhado com a Argentina, Equador e Panamá para o uso local.

Com informações do New York Times

Galaxy S20, S20 Plus e S20 Ultra: conheça a ficha técnica

Galaxy S20, S20 Plus e S20 Ultra: conheça a ficha técnica

Mais do TechTudo