Internet

Por Ana Letícia Loubak, para o TechTudo


Whereby é uma ferramenta que permite fazer videoconferências em poucos cliques. A plataforma de comunicação é compatível com os principais navegadores do mercado, como Chrome, Safari e Firefox, e permite ingresso fácil em reuniões, bastando clicar em um link. Com interface intuitiva, o Whereby dispensa o download de programas e atende às necessidades básicas dos usuários que precisam se reunir online. A seguir, entenda como funciona o Whereby e conheça os recursos do serviço.

O que é Whereby? Veja como funciona, planos e como usar o serviço — Foto: Ana Letícia Loubak/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Veja também: Home office: veja ferramentas para trabalhar em casa no coronavírus

Home office: veja ferramentas para trabalhar em casa no coronavírus

Home office: veja ferramentas para trabalhar em casa no coronavírus

O que é e como funciona o Whereby

Whereby é uma plataforma para fazer videoconferências no navegador. A ferramenta não requer download de programas ou cadastro dos convidados. Para ingressar em uma reunião, o participante só precisa clicar no link fornecido pelo administrador e informar seu nome.

Whereby está disponível para celulares Android e iPhone (iOS) — Foto: Divulgação/Whereby

Além da versão web, o Whereby tem aplicativo para celulares Android e iPhone (iOS). A plataforma oferece, ainda, uma extensão para Chrome. O plugin, que pode ser encontrado na Chrome Web Store, permite acesso fácil à sala de reunião e integração com o Google Calendar.

Como usar o Whereby

Para criar uma reunião no Whereby é preciso se cadastrar na plataforma com e-mail e senha. Se preferir, o usuário pode fazer login a partir de sua conta no Google. Após o rápido registro, é necessário criar uma URL personalizada para a sala de reunião. Feito isso, basta repassar o link aos participantes.

Whereby dispensa download de softwares e permite fazer videoconferências direto no navegador — Foto: Divulgação/Whereby

Durante a videoconferência, é possível compartilhar a tela com os convidados, trocar mensagens no chat e gravar o encontro online. A gravação pode ser baixada ou armazenada na nuvem do serviço. O Whereby também permite enviar feedbacks rápidos com emojis, assim como ocorre nas reações do Instagram Stories. Todos os recursos são de uso intuitivo e sinalizados com ícones autoexplicativos.

Planos

O plano gratuito permite fazer videoconferências com até quatro participantes. É possível criar apenas uma sala de reunião, cujo link pode ser personalizado pelo administrador. Entre os recursos da modalidade gratuita estão compartilhamento de tela, bate-papo e integração com o YouTube.

Já com o plano Pro, que custa US$ 9,99 (cerca de R$ 50, em conversão direta) ao mês, o usuário tem três salas de reunião ao seu dispor e pode reunir até 12 participantes em uma única videoconferência.

Whereby oferece três opções de planos: gratuito, pro e business — Foto: Divulgação/Whereby

Os recursos da versão gratuita ganham um upgrade: além do YouTube, o serviço passa a oferecer integração com o Trello e Google Drive. Também é possível personalizar o logotipo e o plano de fundo da sala de reunião e, por um adicional de US$ 5, gravar os encontros online.

Já no plano Business, o número de convidados da videoconferência sobre para 50, e o de salas de reunião, para 10. No entanto, apenas 12 participantes podem aparecer no vídeo ao mesmo tempo; o restante deve participar somente por áudio. Os assinantes também estão isentos do pagamento da taxa de US$ 5 para gravar as reuniões, recurso que passa a ser ilimitado.

Além disso, é possível customizar um domínio exclusivo para a empresa e adicionar múltiplos administradores. A versão Business oferece, ainda, integração com calendário e suporte técnico premium. A assinatura custa US$ 59.99 (cerca de R$ 300, em conversão direta) ao mês.

Recursos e concorrência

Em comparação à concorrência, Whereby fica para trás no alcance das reuniões — Foto: Divulgação/Zoom

Embora o Whereby atenda perfeitamente às necessidades básicas dos usuários, a plataforma fica atrás de muito concorrentes, principalmente em relação ao alcance das reuniões. Enquanto o plano mais premium do Zoom Meetings suporta reuniões com até 500 participantes e seminários com 10 mil expectadores, o Whereby permite a participação de, no máximo, 50 pessoas. Em contrapartida, o plano gratuito do serviço não impõe limite de duração às reuniões, como faz o Zoom.

O Whereby também perde para o Hangouts Meet, Skype for Business e Microsoft Teams. Voltadas para o ambiente empresarial, essas plataformas possibilitam videochamadas com até 250 pessoas. Em relação à ferramenta do Google, o Whereby se destaca por permitir a integração com aplicativos externos, recurso que também está presente no Teams.

Mais do TechTudo