PC Gamer

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O Xbox Series X teve suas especificações reveladas pela Microsoft recentemente. A ficha técnica do console aponta para um dispositivo poderoso, com destaque ao suporte a recursos como Ray Tracing via hardware, processador AMD de última geração e um SSD de alta velocidade com performance. Reproduzir um computador com hardware parecido não é uma tarefa fácil, já que os componentes utilizados no novo Xbox não são baratas: uma placa de vídeo equivalente, por exemplo, chega aos R$ 4 mil. Confira a seguir quanto custa montar um PC gamer para competir com o Xbox Series X.

Xbox Series X promete hardware poderoso; veja quanto custaria um PC gamer para competir com o console — Foto: Divulgação/Microsoft

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Processador: Ryzen 7 3700X – R$ 1.999

Processador do Xbox tem especificações parecidas com as do Ryzen 7 3700X — Foto: Divulgação/Microsoft

A Microsoft confirmou que usará um processador AMD derivado da mesma arquitetura Ryzen encontrada nas CPUs para computadores da marca. No Xbox, o processador tem oito núcleos de processamento e oferece um total de 16 threads, com possibilidade de rodar a 3,8 GHz para uso dos oito núcleos, ou a 3,6 GHz no uso de 16 threads.

No portfólio atual da marca, o processador mais parecido com esse perfil é o Ryzen 7 3700X. Trata-se de um octa-core que, assim como a unidade customizada para a Microsoft, oferece 16 threads. No momento, o componente é encontrado por R$ 1.999 no mercado brasileiro.

Em termos de velocidade, o Ryzen trabalha a 3,6 GHz, mas acelera a 4,4 GHz com o turbo acionado. Essa é uma diferença interessante em relação ao hardware do Xbox: como se trata de uma plataforma mais integrada, a Microsoft pode fixar o clock do processador e não se preocupar com oscilações de velocidade de acordo com a temperatura, realidade que afeta bastante PCs. Em resumo, o Ryzen 7 3700X pode ser mais rápido quando estiver em condições ideais de temperatura, algo que nem sempre é possível – especialmente considerando o estresse causado pelo calor.

Placa de vídeo: GeForce RTX 2080 – R$ 3.799

No momento, edição da Gigabyte é uma das RTX 2080 mais baratas do mercado nacional — Foto: Divulgação/Gigabyte

A Microsoft usa uma placa gráfica que, integrada ao processador, é completamente desenvolvida pela mesma fabricante do chip. Trata-se, portanto, de uma Radeon, mas de uma Radeon sem análogos no mercado: ao contrário das placas de PC que a AMD desenvolve atualmente, a GPU usada no novo Xbox Series X tem suporte via hardware ao Ray Tracing, característica disponível apenas em placas da Nvidia até aqui.

Segundo a Microsoft, a placa gráfica do novo Xbox entrega 12 teraflops de performance computacional bruta. Esse dado, somado a testes preliminares realizados pelo canal Digital Foundry, mostram que a GPU roda uma versão pouco otimizada de Gears of War 5 nas mesmas configurações gráficas e com performance semelhante à de uma GeForce RTX 2080, da Nvidia.

Esse modelo traz diversas tecnologias em paralelo com a Radeon utilizada no novo Xbox. Além do Ray Tracing, o componente oferece Inteligência Artificial para melhorar os gráficos, além do VRS, técnica que faz a GPU entregar qualidade máxima apenas nos pontos da tela em que você se concentra. O dispositivo da Nvidia pode ser encontrado em diferentes versões, e a que aparece com os melhores preços no Brasil – a partir de R$ 3.799 – é a Gigabyte GeForce RTX 2080 Turbo OC.

Memória RAM e armazenamento: mais R$ 1.594

Ao contrário de um PC, a Microsoft criou uma arquitetura em que a RAM é totalmente integrada e de um tipo exclusivo, e o consumidor não tem acesso direto ao produto. O Xbox Series X vai chegar com 16 GB de RAM no padrão GDDR6, enquanto em PCs a memória mais comum é a RAM DDR4, mais lenta e mais barata. Como a GeForce RTX 2080 vem com 8 GB dedicados com a mesma GDDR6, vamos considerar o uso de dois pentes de 4 GB DDR4, somando 8 GB – e fechando os 16 GB no total. Essas duas unidades podem sair a R$ 360, na opção HyperX Fury de 3.200 MHz.

Samsung 970 Evo de 1 TB custa a partir de R$ 1.234 no mercado nacional — Foto: Divulgação/Samsung

Em relação ao armazenamento, a fabricante também optou por uma solução que não tem equivalente nos PCs. O SSD presente no novo Xbox utiliza uma série de técnicas e interfaces de software para diminuir a latência e aumentar a velocidade de leitura, o que deve facilitar a vida dos desenvolvedores. De certo modo, seria como se parte do componente ajudasse a memória RAM do console, algo que ainda não existe em computadores equipados com processadores AMD.

Segundo a Microsoft, o SSD NVMe do Xbox chega a velocidades de 2,4 GB/s de leitura e o dobro disso (4,8 GB/s) em condições específicas. Além disso, a gravação sequencial do componente deve chegar à faixa dos 3,75 GB/s.

Para PCs, ainda não há nada parecido. O Samsung Evo 970, entre os melhores SSDs do mercado no momento, chega aos 3,4 GB/s em condições ideais de uso para leitura sequencial e "apenas" 2,5 GB/s na escrita sequencial de dados. Unidades PCIe 4.0 são até mais rápidas, mas mais difíceis de encontrar e tendem a ter preços mais salgados. Um Samsung 970 Evo de 1 TB, para igualar a capacidade prometida no novo Xbox, fica na faixa dos R$ 1.324 no momento.

Procurando um notebook? Veja o que buscar em um novo modelo:

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Placa-mãe, gabinete e fonte: mais R$ 810

Como o Xbox Series X é um pacote completo, não é necessário se preocupar com sua estrutura. Mas, no caso de um PC, é importante escolher os itens certos. Como o processador é um AMD, a placa-mãe ideal precisa de um soquete AM4. Como não é necessário realizar overclock para igualar a velocidade do processador do Xbox, optamos por um modelo mais em conta: a Asus Prime A320M-K, que custa cerca de R$ 329.

Para o suprir a energia exigida pelo sistema, uma fonte EVGA 100-W1-0600-KO de 600 Watts deve dar conta e também oferece espaço para expansões futuras com mais HDs e SSDs, por exemplo. O produto é encontrado saindo a R$ 329 no mercado brasileiro.

Por fim, encontrar um gabinete que repita o design minimalista da Microsoft é mais difícil. Ao contrário da refrigeração customizada do console, o usuário precisa adotar soluções com foco em eficiência – o que leva a gabinetes maiores e mais robustos. Um exemplo é o mATX, que promete boa qualidade e preço na faixa dos R$ 130.

Extras

Console vem com sistema instalado e controle; PC pode depender de gastos extras com teclado, mouse, monitor e sistema — Foto: Divulgação/Microsoft

A torre do computador está pronta, mas é necessário considerar mais despesas. Caso o usuário não tenha monitor, teclado e mouse sobrando, será necessário comprá-los. Como o Xbox Series X promete rodar games em 4K com folga, a perspectiva pode envolver telas mais caras. Além disso, é importante levar o sistema operacional em conta. Se não houver uma licença do Windows 10 disponível, será necessário pagar por uma para aproveitar o PC ao máximo.

Total e custo-benefício

PC vs. Xbox Series X

Especificações Componentes Preços
Processador AMD Ryzen 7 3700X R$ 1.999
Placa de vídeo Gigabyte GeForce RTX 2080 Turbo OC R$ 3.799
SSD Samsung 970 EVO R$ 1.234
Memória RAM 2x HyperX Fury de 4 GB 3.200 MHz R$ 360
Placa-mãe Asus Prime A320M-K R$ 399
Fonte EVGA 600 Watts R$329
Gabinete Com suporte a placa mATX R$ 130
Total R$ 7.951

Na nossa conta, o total chega a R$ 7.951, ignorando eventuais custos adicionais com mouse, teclado, monitor ou sistema operacional. É um valor salgado, mas em linha com o que a Microsoft já vinha indicando a respeito do novo console: uma versão premium, voltada para a alta performance.

O Xbox Series X marca uma diferença importante em relação ao Xbox One de 2013. Dessa vez, a fabricante criou um console que está no mesmo nível de um PC gamer de ponta, inclusive superando alguns aspectos por conta de recursos de hardware exclusivos. Na última geração, tanto Microsoft quanto Sony lançaram produtos que já chegaram ao mercado com hardware defasado.

Portanto, um PC gamer realmente capaz de superar o Xbox em recursos e especificações pode acabar bem mais caro que o novo console, cujas estimativas de preço ficam na faixa dos US$ 499 aos US$ 599, algo em torno de R$ 2.518 a R$ 3.022, na cotação atual. Além disso, é importante lembrar que os preços ficam mais baixos no produto porque a Microsoft consegue comprar componentes em larga escala, além de oferecer um design integrado.

Via Xbox, Digital Foundry (1 e 2), Eurogamer

Como montar um PC gamer com bom custo benefício? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Quer saber tudo sobre o universo de celulares, jogos, aplicativos e demais eletrônicos? É só dar uma olhada no nosso canal no YouTube:

Mais do TechTudo