Computadores

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


A Petrobras anunciou que vai ajudar a combater a pandemia do novo coronavírus por meio de seus supercomputadores Santos Dummont e OGBON. As máquinas vão colaborar com o projeto Folding@Home, doando parte do processamento para pesquisas relacionadas ao assunto. Vale ressaltar que qualquer pessoa com um computador em casa pode ajudar a iniciativa, que recentemente foi apoiada pela Nvidia. Além disso, a estatal também vai permitir o acesso de seus computadores de alto desempenho às universidades brasileiras que estudam o vírus e a Covid-19.

Supercomputadores da Petrobras passam a contribuir nas pesquisas relacionadas ao novo coronavírus — Foto: Divulgação/Petrobras Supercomputadores da Petrobras passam a contribuir nas pesquisas relacionadas ao novo coronavírus — Foto: Divulgação/Petrobras

Supercomputadores da Petrobras passam a contribuir nas pesquisas relacionadas ao novo coronavírus — Foto: Divulgação/Petrobras

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A princípio, a Petrobras deve ceder 60% da capacidade do Santos Dummont, o maior supercomputador da América Latina, ao projeto. Essa parcela seria equivalente a uma capacidade computacional bruta de 2 petaflops, o equivalente a 2 milhões de laptops. Já o OGBON dedicaria 50% de seu poderio, com cerca de 1 milhão de petaflops.

Dessa forma, os computadores da Petrobras passariam a executar cálculos referentes a complexas simulações que permitem entender como o vírus se comporta no organismo. A compreensão das formas pelas quais o coronavírus interage com as células permite aos cientistas criarem estratégias de combate, formulando medicamentos e vacinas contra a Covid-19, doença causada com a infecção.

Petrobras vai ceder 60% da capacidade de processamento do Santos Dumont para projeto de pesquisa — Foto: Divulgação/Petrobras Petrobras vai ceder 60% da capacidade de processamento do Santos Dumont para projeto de pesquisa — Foto: Divulgação/Petrobras

Petrobras vai ceder 60% da capacidade de processamento do Santos Dumont para projeto de pesquisa — Foto: Divulgação/Petrobras

O Folding@Home, por sua vez, já mostrou resultados. Graças à iniciativa, foi possível identificar a proteína responsável por ligar o vírus às celulas do organismo humano. Usuários comuns interessados em ajudar também podem ceder parte do processamento de seus computadores. Para isso, basta baixar o aplicativo oficial do projeto e seguir os passos indicados.

Durante a quarentena, muita gente tem feito home office. Veja algumas ferramentas que podem ajudar:

Home office: veja ferramentas para trabalhar em casa no coronavírus

Home office: veja ferramentas para trabalhar em casa no coronavírus

A Petrobras também anunciou que está apoiando uma iniciativa que busca aplicar técnicas de inteligência artificial para identificar pessoas contaminadas por meio de Raio-X. Dessa forma, seria possível realizar testes mais rápidos em relação a exames de sangue ou tomografia. O projeto em questão é coordenado pela PUC-RJ e pelo Senai-Cimatec.

Qual computador comprar? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo