Placas

Por Fernando Sousa, para o TechTudo


Core i5 9400F é um processador intermediário da nona geração da Intel. O modelo promete bom desempenho para rodar jogos e aplicativos de produtividade, oferecendo velocidades entre 2,9 e 4,1 GHz. O componente tem seis núcleos e pode ser encontrado por, pelo menos, R$ 685, sendo uma opção interessante de custo-benefício. Apesar disso, a CPU não conta com solução gráfica integrada, o que pode ser útil na hora de montar um PC mais em conta. Confira a seguir mais detalhes do chip Intel e saiba se ele é uma boa opção para você.

Intel Core i5 9400F é um hexa-core com clocks de até 4.1 GHz. — Foto: Divulgação/ Intel Intel Core i5 9400F é um hexa-core com clocks de até 4.1 GHz. — Foto: Divulgação/ Intel

Intel Core i5 9400F é um hexa-core com clocks de até 4.1 GHz. — Foto: Divulgação/ Intel

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo.

Desempenho

O Intel Core i5 9400F é um hexa-core sem a tecnologia de Hyper-Threading. Portanto, são seis núcleos físicos e as mesmas seis threads. O clock do produto pode chegar aos 4.1 GHz, e não há suporte a overclock. A CPU foi desenvolvida em um processo de fabricação de 14 nm, o que deve garantir boa parte das novas tecnologias da Intel, assim como uma boa relação entre consumo e desempenho.

Seja em produtividade ou em jogos, o processador promete oferecer uma performance adequada, sendo capaz de reproduzir softwares profissionais mais exigentes e também jogos atuais. Seu desempenho ao rodar games vai depender também da GPU dedicada utilizada no sistema. O clock turbo de 4.1 GHz, por sua vez, está dentro dos padrões de processadores intermediários e, mesmo sendo o máximo oferecido, deve ser o suficiente para atender a diversos tipos de uso diferentes.

Core i5 9400F não oferece nenhuma solução de vídeo integrado. — Foto: Divulgação/ Intel Core i5 9400F não oferece nenhuma solução de vídeo integrado. — Foto: Divulgação/ Intel

Core i5 9400F não oferece nenhuma solução de vídeo integrado. — Foto: Divulgação/ Intel

Consumo

Os processadores modernos tentam ser mais eficientes. Dessa forma, boa parte dos modelos intermediários da Intel trabalham com TDP de 65 Watts, a exemplo do Intel Core i5 9400F. Esse número, combinado ao bloqueio para overclock, faz com que o calor gerado pelo componente seja dissipado facilmente até mesmo por soluções térmicas mais modestas. Isso porque o próprio chip deve realizar um controle inteligente das frequências e, consequentemente, entregar um consumo mais baixo.

Placa-mãe

O socket LGA1151 utilizado no processador da Intel conta com diversos chipsets, o que faz com que os processadores possam ter uma grande variedade de placas-mãe voltadas para diversos segmentos. O H110, por exemplo, é um modelo de entrada, ou seja, normalmente não oferece suporte a tecnologias como memórias Intel Optane, por exemplo. Apesar disso, pode ser encontrado por preços mais baixos, com placas a partir dos R$ 320.

Já o chipset Z270 oferece uma variedade maior de recursos, com componentes que, além de entregar mais desempenho, também trazem design mais arrojado e construção que promete maior durabilidade. Placas com o modelo aparecem no mercado brasileiro por preços médios de R$ 700.

Não sabe qual é sua placa-mãe? Veja como descobrir:

Como descobrir o modelo de sua placa-mãe

Como descobrir o modelo de sua placa-mãe

Concorrentes

O grande concorrente do Intel Core i5 9400F é o AMD Ryzen 5 2600. O chip da AMD oferece seis núcleos e 12 threads, com frequências que ficam entre 3.4 e 3.9 GHz. Também há a possibilidade de overclock, o que pode dar certa vantagem para o modelo rival. O Ryzen 5 2600 utiliza ainda socket AM4, o que faz com que o produto seja compatível com a maior parte das placas-mãe para processadores da marca. Essas CPUs exigem apenas a BIOS atualizada para dar suporte a todos os componentes da família Ryzen.

Custo-beneficio

Custando a partir de R$ 685 no Brasil, de acordo com o site oficial da Intel, o Core i5 9400F deve agradar a grande parte dos usuários por conta de seu perfil de bom custo-benefício. Apesar disso, é preciso ponderar a necessidade de instalar uma placa de vídeo dedicada, já que não há uma solução gráfica integrada no produto. E o bom desempenho da CPU para rodar jogos e aplicativos mais exigentes, por sua vez, passa pela presença de uma boa GPU instalada no sistema.

Outro fator que favorece o produto da Intel, é que o processador Core i7 de nona geração está à venda no Brasil por praticamente o dobro de seu preço. Portanto, o Core i5 é uma opção ainda mais interessante para quem busca pagar menos na hora de montar seu PC. Mas, vale a dica: há opções concorrentes que também podem ser interessantes, custando mais ou menos a mesma coisa e vindo com boas ofertas de recursos.

Via Intel

Existe "gargalo" entre processador e placa-mãe? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo