Jogos de tiro

Por Tainah Tavares*, de Los Angeles


Valorant é um dos lançamentos mais aguardados de 2020. Anunciado na última segunda-feira (2), o FSP da Riot Games chega no inverno deste ano de graça em PCs. Os requisitos mínimos para fazer download do jogo nos computadores indicam que ele vai rodar até em máquinas mais "fracas". O TechTudo foi até a sede da desenvolvedora do League of Legends (LoL) em Los Angeles, EUA, testar a primeira demo do título e conversar com a sua equipe de desenvolvedores. Veja, a seguir, o que será necessário para baixar Valorant no seu computador e as expectativas do lançamento da Riot no Brasil.

Veja os requisitos mínimos para baixar o FPS da Riot Games no PC — Foto: Divulgação/Riot Games

Quer comprar jogos, consoles e PCs com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Valorant: um jogo acessível e competitivo

Além de ser um FPS tática 5v5, o propósito de Valorant está claro: ser um jogo acessível e competitivo. A Riot Games levou um pequeno grupos de jornalistas vindo de todo o mundo até a sua sede, em Los Angeles, para apresentar o seu novo game. Além de revelar uma demo com os primeiros personagens e mapas de Valorant, a desenvolvedora mostrou como o jogo foi pensando e qual o seu objetivo com o lançamento.

"O jogo é totalmente gratuito. Vamos lançar conteúdos extras no futuro, como skins, mas elas não vão dar vantagens no game", declarou a produtora executiva de Valorant Anna Donlon em entrevista à imprensa brasileira. De acordo com os desenvolvedores, a ideia é que o jogo siga os moldes do LoL e fuja à lógica "pay to win" para ser justo e competitivo.

"Valorant definitivamente vai se tornar um esport. A razão para eu acreditar nisso é que nós temos muitos planos para esse futuro competitivo e estamos trabalhando para isso", conta. Para Anna, o primeiro desafio do game será conquistar o público e criar uma base de players. Depois disso, o jogo estará preparado para crescer nos esports. "Estou confiante de que vai dar certo, Valorant é muito divertido de assistir e isso é importante para os jogos competitivos".

Lançar um jogo gratuito e que rode em uma ampla gama de computadores parece ser um bom atrativo para o público. De olho nas ranqueadas, o título também contará com um programa anti-cheat já no seu primeiro de lançamento. "Queremos que todo jogador se sinta capaz de se tornar um pro players", conta.

Requisitos mínimos Valorant

30 fps Sistema Operacional: Windows 7/8/10 64-bit; memória RAM: 4GB; memória de vídeo: 1GB; processador/CPU: Intel i3-370M; GPU: Intel HD 3000
60 fps Processador/CPU: Intel i3-4150; GPU: GeForce GT 730
144 fps ou mais Processador/CPU: Intel Core i5-4460 3.2GHz; GPU: GTX 1050 Ti

Lançamento do game no Brasil

Lançar Valorant e ter sucesso na comunidade brasileira dos shooters será um grande desafio para a Riot Games. A desenvolvedora já tem um público cativo ao League of Legends (e aos MOBAs) no Brasil. O jogo foi lançado há mais de 10 anos e mantém uma comunidade ativa e torneios populares por aqui. Mas os jogos FPS, que também fazem sucesso no país, são uma novidade para a Riot. Conseguir emplacar Valorant em um país que tem um público fiel a jogos como Counter Strike: Global Offensive (CS:GO) e Rainbow Six: Siege (R6) será uma grande missão.

"Estamos entusiasmados com o lançamento do jogo no mundo inteiro", conta Anna, que em seguida não esconde suas altas expectativas com o Brasil. "Eu estou muito entusiasmada para saber como isso vai acontecer no Brasil". Para a executiva, cada região do planeta vai se adaptar ao game de uma forma e essa diversidade é muito importante para a sua competitividade. Entretanto, a comunidade brasileira parece despertar um grande interesse da Riot.

Saiba mais: assista ao vídeo com dicas de LoL abaixo

League of Legends; confira o nosso guia completo para iniciantes

League of Legends; confira o nosso guia completo para iniciantes

"Nós vemos que alguns países são muito competitivos e têm comunidades que realmente amam os jogos. Eu estive no Brasil há alguns anos e na época eu só pensava 'nós precisamos ganhar esse país'. Porque vocês são muito competitivos e apaixonados pelos jogos. Por isso eu estou muito entusiasmada para ver como o game vai ser sair entre os brasileiros", declara.

Para fazer o jogo emplacar, a desenvolvedora promete fazer updates de balanceamento e correções de bugs com frequência. "Esses lançamentos de patches devem acontecer com a mesma frequência que acontecem no League of Legends". O jogo também vai receber novos personagens e mapas que prometem manter o game atualizado e atrativo. Mais que isso, a promessa da desenvolvedora é ouvir o seu público para construir e adaptar o jogo. Será que vai dar certo?

*A jornalista viajou a convite da Riot Games

Qual a sua skin favorita de League of Legends? Comente no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo