Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Ventiladores pulmonares controlados por mini PCs Raspberry Pi estão sendo testados em universidades da Colômbia. A iniciativa tem como objetivo facilitar o acesso a aparelhos do tipo no tratamento de pacientes em estágios mais avançados da Covid-19. O projeto inicial é de Marco Mascorro, engenheiro de robótica que o publicou online em março de 2020. Com feedback de profissionais da área de saúde, a ideia inicial foi refinada e ajustada para melhores resultados. Além do computador, o aparelho conta com peças fáceis de encontrar, como tubos e válvulas utilizadas em carros, por exemplo.

Aparelho é controlado pelo Raspberry Pi e utiliza peças de fácil acesso — Foto: Divulgação/Marco Mascorro

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A função do Raspberry Pi no dispositivo é assumir o papel da eletrônica especializada e sofisticada que aplicada em um modelo tradicional. O computador roda um programa que ajusta o comportamento da máquina, regulando pressão e fluxo de ar por meio do acionamento de válvulas, além de responder a estímulos, determinando se o paciente precisa de auxílio total ou parcial na tarefa de respirar.

Os ventiladores controlados com o mini PC serão testados com pulmões artificiais em períodos de cinco dias ininterruptos de operação. Depois dessa etapa, o equipamento deve ser testado em animais, com previsão de fabricação em massa para o mês de maio.

Como todo o processo usa peças acessíveis, além de estar centrado em software, Marco Mascorro acredita que alterações, melhorias e correções possam ser aplicadas facilmente por meio de ajustes no programa interno do modelo. Segundo ele, esse tipo de ajuste é muito mais simples do que uma intervenção a nível de hardware.

Mini PC funciona como controlador do equipamento — Foto: Divulgação/Raspberry Pi Foundation

Com a pandemia do novo coronavírus, sistemas de saúde podem ficar sobrecarregados, muito por conta da necessidade de um alto número de ventiladores e respiradores artificiais. Com isso, outras universidades também apresentaram alternativas mais acessíveis. O MIT, por exemplo, propõe um modelo simples e também de código aberto, com custo de montagem em torno de US$ 100 (cerca de R$ 518 na cotação atual). A UFRJ também desenvolve um projeto parecido de ventilador pulmonar no Brasil com componentes baratos e de fácil acesso no país.

Via BBC

Home office: veja ferramentas para trabalhar em casa no coronavírus

Home office: veja ferramentas para trabalhar em casa no coronavírus

Mais do TechTudo