Caixas de som

Por Aline Batista, do Home Office


Google Nest Mini é uma caixa de som inteligente do Google que se destaca pela compatibilidade com a Google Assistente. O aparelho permite usar comandos de voz em português para interagir com a assistente virtual e funciona como uma central de controle para a casa conectada. É possível controlar outros dispositivos, como televisão, tomada e robô aspirador, além de tocar músicas sem a necessidade de ter o celular por perto.

A caixinha smart chegou ao Brasil em novembro de 2019 pelo preço de R$ 349, mas já pode ser encontrada por cerca de R$ 250 no varejo online, sendo um dos modelos inteligentes mais baratos à venda no país. Ela está disponível nas cores cinza claro e giz, uma espécie de preto, e pode ser usada apoiada em alguma superfície ou pendurada na parede. O TechTudo testou o Google Nest Mini e te mostra agora os pontos positivos e negativos da caixa de som do Google.

Google Nest Mini: saiba tudo sobre a caixa de som inteligente

Google Nest Mini: saiba tudo sobre a caixa de som inteligente

Quer comprar caixa de som com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Pontos Positivos

1. Compatibilidade com Google Assistente

Esse é o grande diferencial do Nest Mini em relação às caixinhas de som que não são inteligentes. É possível interagir com a Google Assistente em português e executar diversos comandos, além de tirar dúvidas com a assistente. Você pode perguntar para o Google da mesma forma que faz no celular, iniciando sempre com o comando "Ok Google". Alguns exemplos são:

  • "Ok Google, vai chover hoje?"
  • "Ok Google, onde é o supermercado mais próximo?"
  • "Ok Google, como está a tabela do Campeonato Brasileiro?"
  • "Ok Google, assistir La Casa de Papel na Netflix"
  • "Ok Google, tocar 'Graveto' da Marília Mendonça"
  • "Ok Google, ouvir boas notícias"
  • "Ok Google, me conte uma história/piada"
  • "Ok Google, o que tem na minha lista de compras?"
  • "Ok Google, ligar para mãe"
  • "Ok Google, quais filmes estão em cartaz?"

No caso, do Spotify, por exemplo, é preciso configurar previamente a sua conta no app Google Home. Já para assistir a um filme na Netflix ou vídeo no YouTube, você deve ter ainda um Chromecast. A integração funciona perfeitamente ao pedir para a caixinha reproduzir um filme na televisão.

Google Nest Mini pode reproduzir músicas ou até iniciar conteúdos na TV pelo Chromecast — Foto: Aline Batista/TechTudo

Além das perguntas tradicionais e desses comandos mais básicos, é possível usar o Nest Mini como uma central de controle para a casa conectada. Você pode acionar outros dispositivos da sua casa, como robô aspirador, smart TVs e lâmpadas smart, somente com comandos de voz para a caixa de som. Para isso, é preciso apenas configurar o dispositivo previamente no aplicativo da fabricante e, depois sincronizar com o app Google Home.

É possível configurar aparelhos inteligentes de diversas marcas e controlá-los por comandos de voz com o Nest Mini, como Philips Hue, Samsung, LG, iRobot, entre outras. No entanto, se você não tem nenhum dispositivo inteligente em sua casa, pode investir na compra de tomadas smart. Esses plugues transformam qualquer aparelho "comum" em inteligente, permitindo que ele seja controlado à distância. Uma opção acessível e que é compatível com a caixinha do Google são os modelos da Positivo.

Além disso, você também pode configurar rotinas no Nest Mini. Dessa forma, sempre que der determinado comando, como "Ok Google, boa noite", a assistente vai executar uma série de ações pré-definidas, como apagar a luz do quarto, ativar o alarme e iniciar a reprodução de uma música no Spotify.

As rotinas criadas com o Google Assistente podem ajudar o usuário no dia a dia — Foto: Aline Batista/TechTudo

É possível até mesmo controlar funções da própria caixinha com comandos como: "Ok Google, aumentar o volume no máximo" ou "Ok Google, desligar". De acordo com o Google, a ideia é que a assistente se torne cada vez mais conversacional. Isso significa que ela entende e consegue estabelecer uma conversa com o usuário. Por exemplo, ao perguntar sobre um filme e depois seguir com outra pergunta sobre um dos atores, ela vai entender e relacionar a dúvida com a pergunta anterior.

Se você é daqueles que se preocupam com a privacidade e fica incomodado com o fato de a caixinha ouvir tudo que você fala, o Google garante que o Nest Mini só é ativado quando o usuário fala o comando "Ok Google". Ou seja, embora esteja ligada, o dispositivo não fica ouvindo tudo o tempo todo. Outra possibilidade é desligar o microfone em um botão físico na caixinha. Nesse caso, você pode ligar a assistente apenas quando quiser interagir com o speaker. Além disso, as configurações de privacidade podem ser alteradas pelo aplicativo Google Home.

2. Conectividade

Conectividade é outro ponto forte do Google Nest Mini. Como a caixinha é um dispositivo inteligente, ela oferece conexão Wi-Fi, para acesso à Internet, mas também conta com Bluetooth, assim como caixas de som tradicionais. Essa característica é interessante porque não impede o funcionamento do dispositivo caso você esteja sem Internet em determinado momento ou esteja na casa de outra pessoa, mas não queira configurar na rede Wi-Fi dela, por exemplo. Nesse casos, basta conectar via Bluetooth.

Google Nest Mini funciona via Wi-Fi, mas também pode ser pareada a celulares via Bluetooth — Foto: Aline Batista/TechTudo

Durante os testes, ambos os recursos funcionaram bem. O Bluetooth 5.0, padrão mais recente da tecnologia, tem um bom alcance e funciona mesmo se o celular e a caixinha estiverem em cômodos diferentes. A conexão via Wi-Fi também é boa, mas é melhor garantir que o speaker fique perto do roteador para evitar interferências. Caso esteja o sinal da Internet não esteja bom, o áudio pode "pular" um pouco. Outra vantagem é que ele funciona em redes de 2,4 GHz ou de 5 GHz. Ainda sobre conectividade, o Nest Mini também conta com o recurso Chromecast integrado, que permite transmitir o áudio do celular direto de um aplicativo, como o Spotify, para o alto-falante.

Com relação à configuração da caixinha, o processo é bem simples e deve ser feito com o auxílio de um celular, pelo aplicativo Google Home. No app, você adiciona o dispositivo àquela rede Wi-Fi para que ele comece a funcionar. Depois, todos os demais ajustes podem ser feitos por lá, como a inclusão de contas no Spotify e Netflix, por exemplo.

Outro ponto positivo é que, embora as configurações exijam um celular, o funcionamento da caixa de som é independente do aparelho. Ou seja, se o Nest Mini estiver conectado à uma rede Wi-Fi, mas você não estiver com o celular por perto, ainda assim é possível executar todos as tarefas por comandos de voz. Vale ressaltar que, embora o Nest Mini seja um produto do Google, o aplicativo também é compatível com iPhones, que usam o sistema iOS, da Apple.

Caixinha é compatível com smartphones Android e iPhone (iOS) — Foto: Aline Batista/TechTudo

3. Preço baixo

Esse é um dos grandes atrativos do Google Nest Mini. A caixinha já pode ser encontrada por cerca de R$ 250 e é mais barata do que outros modelos do tipo. O mercado de smart speakers no Brasil é relativamente recente e ainda não conta com muitas opções. Por aqui, a Amazon e a Intelbras têm modelos à venda com a assistente Alexa, da própria Amazon. O Amazon Echo custa R$ 599 e o Amazon Echo Dot já sai por R$ 279 atualmente, no site da fabricante. Já a Izy Speaker! e a Izy Speaker! Mini, da Intelbras, custam R$ 699 e R$ 429, respectivamente.

Há ainda a JBL Link 10 e Link 20, as primeiras caixinhas inteligentes que desembarcaram no Brasil. Os modelos contam com bateria integrada e são resistentes à água. A Link 20, que é maior e mais potente, custa R$ 899, enquanto a Link 10 sai por R$ 599, em média. Em comparação com as rivais, o Nest Mini é o modelo com preço mais acessível. Como as funções dos dispositivos costumam ser parecidas, o valor mais baixo pode ser um fator decisivo na hora da compra.

Pontos Negativos

1. Volume baixo

Embora tenha boa qualidade de áudio, o Nest Mini decepciona com relação ao volume. O som que sai da caixinha é suficiente para preencher um ambiente, como sala ou quarto, mas não é capaz de animar festar ou reuniões em casa. Além disso, dependendo do tamanho da sua residência, o som pode não chegar a todos os cômodos.

Modelo não tem como foco o áudio em si, e a qualidade de som pode decepcionar — Foto: Aline Batista/TechTudo

A ficha técnica do dispositivo inclui som em 360° e driver de 40 mm, que oferece bons graves e garante reprodução de música com qualidade. Inclusive, os graves foram melhorados em relação ao Google Home Mini, versão anterior que não chegou a ser vendida no Brasil. Ela também tem controles capacitivos que permitem ajustar o volume apenas com toques nas laterais, ou pausar uma música tocando na parte de cima. Para ajustar o som, também é possível recorrer ao app, que ainda deixa configurar o equalizador, ou pedir diretamente para a caixinha: "Ok Google, aumente o volume".

Outro ponto é que em ambientes mais barulhentos, ou mesmo quando uma música está em reprodução, o speaker pode ter dificuldades para entender os comandos do usuário. O Nest Mini conta com três microfones de campo distante. De forma geral, o aparelho entende todos os comandos, desde que o usuário fale alto e com clareza. Ainda assim, se você colocar a caixinha perto de uma TV, por exemplo, o uso pode ser mais difícil.

2. Não tem bateria

A ausência de bateria é outro ponto negativo do Google Nest Mini. Ao contrário de caixas de som tradicionais, o dispositivo só funciona se estiver conectado à tomada. Como a proposta do acessório é ser uma central de controle para casa conectada, é natural que ele fique ligado sempre em um mesmo lugar, como a sala, tanto que ele vem até com um suporte de parede.

Nest Mini precsa ficar ligada na tomada, já que não traz bateria integrada — Foto: Aline Batista/TechTudo

Ainda sim, a falta de uma bateria interna compromete a mobilidade. Se você quiser transportar o aparelho de um cômodo para outro, precisa desligá-lo e esperar que ele reinicie até que você possa usar novamente. O processo seria bem mais fácil se ele tivesse o componente. Por outro lado, esse poderia ser um fator de encarecimento do produto, então, é até compreensível que a caixinha não venha com bateria, embora ela faça falta.

Vale a pena comprar o Google Nest Mini?

O Google Nest Mini é uma ótima aquisição para quem deseja ter uma caixa de som smart em casa. O aparelho tem design pequeno e discreto, que não interfere na decoração da casa, e pode ser usado até pendurado na parede. Embora deixe a desejar no volume e não tenha bateria interna, o dispositivo compensa no custo-benefício, já que é uma das opções mais em conta no mercado de smart speakers. Além disso, ter a Google Assistente em uma caixa de som pode facilitar a vida em diversos aspectos, como tirar dúvidas do dia a dia ou até controlar de outros dispositivos em casa.

Mais do TechTudo