Celulares

Por Vitor Grama, do home office


Motorola Edge e Motorola Edge Plus são os novos celulares da Motorola, anunciados nesta quarta-feira (22) para enfrentar rivais de peso no segmento batizado de flagship: o iPhone 11 e o Galaxy S20. Os smartphones apostam na ficha técnica de ponta: câmera de até 108 MP, Android 10 e bateria para até dois dias de uso. A fabricante não lançava um celular super-premium desde o Moto Z3, em 2018.

O Motorola Edge Plus chega aos Estados Unidos pela operadora Verizon a partir de 14 de maio por US$ 999 (R$ 5.380 no câmbio de hoje). Já o Motorola Edge começa a ser comercializado primeiro na Itália por 699 euros (R$ 4.090 em conversão direta). Os celulares chegam nas cores cinza e vinho na versão Plus e acabamento preto ou rosa no modelo tradicional. A Motorola não divulgou preço e nem data de chegada dos aparelhos ao Brasil.

Motorola Edge Plus marca a volta da fabricante ao mercado de celulares avançados — Foto: Divulgação/Motorola

Motorola Edge Plus: câmera de 108 MP e Snapdragon 865

Falemos primeiro da versão mais parruda. O Motorola Edge Plus tem especificações que o enquadram como um verdadeiro flagship. O smartphone tem como destaque a câmera de 108 MP e Snapdragon 865 (octa-core de até 2,84 GHz), processador mais avançado da Qualcomm atualmente.

O chipset permite outra característica importante: o telefone conta com suporte à internet 5G. A Motorola informou ao TechTudo que o aparelho alcançou a velocidade de 4 Gb/s (Gigabits por segundo) na rede da Verizon em Dallas, nos Estados Unidos. O celular tem antena com suporte às ondas milimétricas (mmWave) e banda média (sub-6GHz).

A Motorola adianta que até as unidades comercializadas no mercado nacional estão “mapeadas” para funcionar nas principais redes de quinta geração. O 5G brasileiro está atrasado e, com a pandemia de coronavírus, o mercado já trabalha com a hipótese de que o sinal esteja disponível para o público em geral somente no segundo semestre de 2021.

O conjunto fotográfico é outro ponto forte. A câmera principal conta com a mesma resolução de celulares como o Galaxy S20 Ultra e Mi 10. O sensor de 108 MP apresenta o recurso Quad Pixel, ou seja, junta quatro pixels em um para gerar arquivos finais de 27 MP. Outro destaque é o Modo Retrato, famoso recurso que desfoca o fundo da imagem. A Motorola promete que há melhorias em relação aos modelos anterior com a chegada da função HDR Bokeh.

Motorola Edge Plus gera imagens com arquivo final de 27 MP — Foto: Divulgação/Motorola

A fabricante também bebeu da fonte do Motorola One Vision para trazer a visão noturna. A proposta é aprimorar imagens tiradas em ambientes de baixa luminosidade com ajuda do sensor ToF. A lente teleobjetiva oferece ainda zoom óptico de até 3x. Já a gravação de vídeos pode ser feita com resolução 6K e combinação de estabilização óptica e digital para melhorar a qualidade de filmes. A câmera tripla é disposta da seguinte forma:

  • Câmera principal de 108 MP e abertura de f/1.8
  • Ultra wide 117º de 16 MP com Macro Vision e abertura f/2.2
  • Teleobjetiva de 8 MP e abertura f/2.4

A tela é outra característica que chama a atenção. O nome Edge não é por acaso. A terminologia já havia sido usada pela Samsung e a proposta é a mesma: apresentar bordas curvadas que ocupam grande parte da área frontal do celular. O display de 6,7 polegadas conta com tecnologia OLED e resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels). O celular conta também com leitor de impressão digital integrada à própria tela.

Motorola Edge Plus tem tela de 6,7 polegadas e bordas curvadas — Foto: Divulgação/Motorola

Além disso, tem taxa de atualização de 90 Hz para oferecer efeitos mais fluidos. O objetivo é aprimorar as animações no geral, mas a diferença tende a ser mais perceptível nos games. A Motorola não mediu esforços para melhorar a experiência na hora da jogatina. A função Gametime que foi apresentada no Moto G8 também aparece no lançamento.

📺 Veja no vídeo abaixo o lançamento do Moto G8:

Moto G8 e Moto G8 Power: veja preço e ficha técnica

Moto G8 e Moto G8 Power: veja preço e ficha técnica

O recurso permite bloquear notificações e chamadas durante a execução de games. Apesar de ter surgido no celular intermediário, a fabricante apresentou uma novidade: agora é possível usar a borda da tela como gatilhos, assemelhando-se aos controles dos consoles. A ferramenta pode ser útil em jogos de tiro como Free Fire e PUBG.

A Motorola seguiu também com a aposta no formato 21:9. A proporção é a mesma usada nas telas de cinema e já tinha aparecido em outros celulares da marca. Na prática, o corpo do smartphone fica com o aspecto mais alongado e tende a melhorar a pegada do telefone. O painel ainda apresenta um furo discreto no canto superior esquerdo para abrigar a câmera de selfies de 16 MP. O aparelho também conta com luzes na lateral para mostrar notificações visuais.

O celular roda Android 10, sistema operacional móvel mais recente do Google. A Motorola ainda explicou ao TechTudo que o smartphone também receberá o Android 11 e pacotes de segurança por dois anos. Outra novidade é a interface My UX para que o usuário possa escolher como organizar o telefone.

Isto inclui as tradicionais Moto Ações e a novidade chamada Edge Touch. A função permite exibir notificações ou trocar de aplicativos ao tocar na borda da tela. A Motorola possibilita também que os usuários criem temas personalizados.

Motorola Edge chega com as tradicionais Moto Ações — Foto: Divulgação/Motorola

A bateria é outro ponto forte. O Motorola Edge Plus apresenta componente de 5.000 mAh. A fabricante promete que os usuários poderão ficar dois dias com o celular longe das tomadas, considerando uso misto do 4G e 5G. O smartphone conta com recarga rápida via USB-C de 18 W, carregamento sem fio de até 15 W e recarga reversa de até 5 W.

A ficha técnica fica completa com memória RAM de 12 GB, armazenamento de 256 GB sem possibilidade de expansão via microSD, suporte ao Wi-Fi 6 e Bluetooth 5.1. O smartphone apresenta ainda certificação IP54 que oferece resistência apenas a respingos.

A Motorola também oferece características importantes no áudio. A fabricante promete que o som ficou 60% mais alto que os celulares de 2019 da marca e conta com software especial de processamento. A porta P2 (3,5 mm) para fone de ouvido que é rara nos celulares avançados também marca presença. A tecnologia NFC também está presente e permite pagamentos por aproximação em aplicativos como o Google Pay.

Motorola Edge: 5G num telefone de entrada

De acordo com a Motorola, o Motorola Edge tradicional (sem Plus no nome) é voltado ao público que quer ter um celular 5G por preços mais em conta. A versão de entrada repete parte da ficha técnica do modelo Plus. As diferenças aparecem no processador, memória RAM, armazenamento, câmera e bateria.

A tela e a câmera frontal são exatamente as mesmas da versão mais parruda. O sistema de som também apresenta as mesmas características. No entanto, o processador é o Snapdragon 765 (octa-core de até 2,4 GHz) que trabalha em conjunto com 6 GB de memória RAM. Também não há suporte para carregamento sem fio nem recarga reversa.

Motorola Edge conta com câmera principal de 64 MP — Foto: Divulgação/Motorola

A bateria é menor: a capacidade chega a 4.500 mAh. Mesmo com a redução do componente, a Motorola também promete dois dias de duração. Assim como na versão Plus, o celular também conta com certificação IP54, que apresenta resistência à água mais branda.

A câmera também é diferente e apresenta a seguinte organização:

  • Câmera principal de 64 MP e abertura f/1.8
  • Ultra wide 117º de 16 MP com Macro Vision e abertura f/2.2
  • Teleobjetiva de 8 MP e abertura f/2.4

Outras distinções representam vantagem em relação à versão Plus. Apesar de ter armazenamento de 128 GB, o celular conta com suporte a cartão microSD de até 1 TB. A entrada é híbrida, ou seja, é possível usar um SIM e o cartão de memória ou ainda usar dois chips de telefonia caso o usuário não precise expandir o espaço interno. O Motorola Edge Plus tem suporte apenas para um nano SIM. Outra vantagem é a presença da Rádio FM, recurso que não está presente no celular irmão.

Correção: o texto originalmente dizia que o Motorola Edge Plus tinha certificação IP68, mas a Motorola Brasil esclareceu que o recurso não está presente no smartphone. Ambas as versões possuem certificação IP54, que oferece resistência apenas a respingos.

Ficha técnica: Motorola Edge e Motorola Edge Plus

Especificações Motorola Edge Motorola Edge Plus
Lançamento abril de 2020 abril de 2020
Preço de lançamento 699 euros US$ 999
Tamanho da tela 6,7 polegadas 6,7 polegadas
Resolução da tela Full HD+ (2340 x 1080 pixels) Full HD+ (2340 x 1080 pixels)
Painel da tela OLED OLED
Câmera traseira tripla, 64, 16 e 8 MP tripla, 108, 16 e 8 MP
Câmera frontal (selfie) 25 MP 25 MP
Sistema Android 10 Android 10
Processador Snapdragon 765 (octa-core de até 2,4 GHz) Snapdragon 865 (octa-core de até 2,84 GHz)
Memória RAM 6 GB 12 GB
Armazenamento 128 GB 256 GB
Cartão de memória sim, microSD de até 1 TB sem suporte
Capacidade da bateria 4.500 mAh 5.000 mAh
Telefonia Dual Sim Híbrido (2 nano SIM ou 1 nano SIM + microSD) nano SIM
Dimensões e peso 161,64 x 71,1 x 9,29mm; 188 g 161,1 x 71,4 x 9,6mm; 203 g
Cores preto e rosa cinza e vinho
Mais do TechTudo