Notebooks

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O MacBook Pro 16" é o mais recente notebook top de linha da Apple no Brasil. O modelo, que está à venda na loja oficial da maçã por a partir de R$ 24.099, conta com o novo teclado Magic Keyboard, que substitui o problemático padrão Borboleta. O computador traz ainda melhorias no hardware, como tela maior e promessa de maior autonomia, mas pode decepcionar em aspectos como reparabilidade, por exemplo. Confira a seguir os principais pontos positivos e negativos do produto e saiba se vale a pena para você.

Veja vantagens e desvantagens do novo MacBook Pro de 16 polegadas — Foto: Divulgação/Apple

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Prós

1. Alto desempenho

O MacBook pro de 16 polegadas promete boa velocidade para as mais variadas tarefas. A principal mudança fica por conta da placa de vídeo: na versão de entrada, o computador traz a Radeon Pro 5300M de 4 GB GDDR6, da AMD. A GPU substitui a Radeon Pro 555X, presente no modelo anterior de 15 polegadas com os mesmos 4 GB e padrão de VRAM GDDR5, mais antigo.

Na versão mais robusta do PC de 16", a Vega 20 dá lugar à Radeon Pro 5500M, de 4 ou de 8 GB, que promete até 80% mais desempenho gráfico. Como o MacBook pro não é voltado para jogos, as mudanças devem fazer a diferença principalmente em trabalhos de design e edição de vídeo.

MacBook Pro 16 polegadas tem novo sistema de dissipação de calor que promete eliminar superaquecimento — Foto: Divulgação/Apple

As opções de processador ficam por conta do Core i7, de seis núcleos e velocidades de 2,6 GHz, ou Core i9, de oito núcleos e 2,3 GHz, ambos de nona geração da Intel. Esses chips também estavam presentes no Macbook Pro de 15 polegadas, mas o sistema de dissipação de calor presente na atual versão do computador promete manter o desempenho constante mesmo em tarefas exigentes. O MacBook Pro 16" também ganhou em memória RAM, com mínimo de 16 GB e máximo de 64 GB.

2. Design premium

O modelo segue a tradição da Apple, contando com design premium e construção com liga de magnésio, o que deve significar boa durabilidade. Computadores da maçã costumam apresentar um bom estado de funcionamento por um longo período, algo que, de certa maneira, pode justificar o alto investimento. Prova disso é o suporte prolongado do macOS, sistema cuja versão mais atual é compatível com unidades fabricadas a partir de 2012.

O notebook traz novamente um teclado de boa qualidade, em substituição ao antigo padrão borboleta, além de oferecer display com bordas finas. Com isso, as margens mais estreitas da tela Full HD (3072 x 1920 pixels) devem proporcionar uma sensação agradável de imersão aos usuários. O trackpad de grandes proporções e a Touch Bar também estão mantidos no produto.

Novos alto-falantes têm função que cancela vibrações e melhora graves — Foto: Divulgação/Apple

3. Alto-falantes de alta qualidade

Uma das principais mudanças do novo MacBook Pro 16" está no sistema de áudio. São seis alto-falantes ao todo, além de woofers que proporcionam cancelamento de vibrações para melhorar o som, sobretudo os graves. Por conta disso, muitos reviews pela Internet vêm elogiando a reprodução de áudio do notebook.

O laptop traz ainda um novo conjunto de microfones que tendem a oferecer boa captação de áudio em reuniões. Dessa forma, as novidades melhoram a reputação de um computador para profissionais como DJs, produtores fonográficos, entre outros.

MacBook Pro 16 tem bateria que dura até 11 horas — Foto: Divulgação/Apple

4. Bateria com boa autonomia

A bateria de 100 Wh promete até 11 horas de uso ao MacBook Pro 2019 de 16 polegadas, mesmo quando conectado ao Wi-Fi e reproduzindo vídeos, por exemplo. Com isso, o laptop deve ter autonomia suficiente para um dia de trabalho, por exemplo, mesmo em tipos de uso que exigem mais do hardware. O carregamento é feito por meio de qualquer uma das quatro portas USB-C com suporte ao padrão Thunderbolt 3. Essas entradas prometem ainda alta velocidade de transferência de dados, na casa dos 40 Gb/s, sendo compatíveis com até quatro monitores simultâneos com resolução 6K.

Antes de decidir, veja algumas dicas importantes para comprar um novo notebook:

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Contras

1. Conectividade limitada

Apesar da boa quantidade de portas Thunderbolt 3, as opções de conectividade do MacBook Pro 16" param por aí. O computador não oferece leitor de cartões de memória, tampouco entradas no formato tradicional USB-A ou HDMI. Recursos do tipo costumam ser úteis para profissionais, que são justamente o público-alvo dessa linha de computadores da Apple. Fotógrafos que usam o Mac para editar imagens, por exemplo, precisam de um adaptador para transferir fotos da câmera.

A oferta de conectividade sem fio também não é das melhores. O laptop não é compatível com o Wi-Fi 6, padrão mais recente da indústria, e também não oferece suporte para chip de dados. Alguns notebooks mais recentes vêm aparecendo com esse recurso, algo interessante para manter a máquina sempre conectada.

MacBook Pro de 16 polegadas tem apenas quatro USB e nada mais — Foto: Divulgação/Apple

2. Baixa reparabilidade

O iFixit, site especializado em desmontagens e reparos de eletrônicos, deu a nota mínima para o MacBook Pro 2019 de 16 polegadas no teste de reparabilidade. O computador da Apple foi considerado muito difícil de consertar principalmente porque memória RAM e SSD vêm soldados na placa-mãe. Além disso, o acesso aos demais componentes é bastante complicado, como teclado, sensor de impressões digitais, Touch Bar e a própria tela.

Essas características deixam o reparo do computador mais caro quando já não há mais garantia de fábrica, e podem forçar o usuário a procurar o atendimento especializado da Apple mesmo quando o conserto não é mais gratuito. Também fica impossível fazer upgrade de memória ou armazenamento por conta própria, como costuma acontecer com diversos notebooks de outras marcas.

Especialistas apontam que o MacBook Pro 16 é muito difícil de consertar — Foto: Divulgação/Apple

3. Preço alto

O MacBook Pro de 16 polegadas é mais um produto da Apple que aparece com preço relativamente alto. No Brasil, seu valor inicial é de R$ 24.099, na opção com processador Core i7 e armazenamento de 512 GB. A opção mais cara com especificações predefinidas aparece por R$ 28.099, equivalente à máquina com Core i9 e 1 TB de SSD. O usuário pode configurar seu notebook com peças ainda melhores, e os preços chegam a R$ 61.099, em um PC equipado com 64 GB de RAM, 8 TB de armazenamento em SSD e placa de vídeo Radeon Pro 5500M de 8 GB.

Entre os concorrentes, vale destacar o Dell XPS 13, que aparece por, pelo menos, R$ 10.999, de acordo com o Compare TechTudo. O modelo traz processador ainda mais recente, de décima geração, além das mesmas quantidades de memória RAM e armazenamento. Já o Zenbook Pro, da Asus, conta com especificações parecidas em relação ao MacBook pro 16", como o chip Core i9, por exemplo, mas oferece uma tela extra no trackpad. O produto da gigante chinesa custa a partir de R$ 10.273, também segundo o Compare.

Qual notebook comprar? Dê sua opinião no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo