Por Fernando Sousa, para o TechTudo


Existem diversas opções de webcam para comprar no Brasil. Modelos de fabricantes como Logitech, HP, Microsoft, Multilaser, entre outras, aparecem com conectividade USB e preços a partir de R$ 58. O dispositivo pode ser uma opção interessante durante a quarentena para melhorar a qualidade das videochamadas, seja no home office ou para se comunicar com família e amigos. Apesar disso, gastar dinheiro com produtos do tipo pode não fazer muito sentido em alguns casos. Confira a seguir pontos positivos e negativos de comprar uma webcam em 2020 e saiba se ainda vale a pena.

Como fazer uma chamada de vídeo em grupo no WhatsApp

Como fazer uma chamada de vídeo em grupo no WhatsApp

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Pontos positivos:

Interessantes para home office

As webcams podem ser muito úteis para os usuários que estão trabalhando de casa. Isso porque, durante a quarentena, as videochamadas são um meio prático de realizar reuniões via softwares como Skype, Google Hangouts, Zoom Meetings, entre outros. Mesmo que nem sempre seja possível realizar essas ligações em vídeo, os dispositivos contam com microfone integrado, permitindo chamar por voz ou gravar áudios para facilitar a comunicação com os colegas de trabalho.

Videochamadas ficam mais comuns durante a quarentena — Foto: Reprodução/TechTudo

Qualidade de imagem garantida

Diferente do que acontecia no início dos anos 2000, hoje as webcams oferecem maior qualidade de imagem, ficando bem acima das chamadas de vídeo feitas via MSN e ICQ, por exemplo. Mesmo modelos de entrada oferecem resolução de até 720p, o que deve ser suficiente para videoconferências com melhor definição.

Existem ainda modelos mais avançados com proposta de bom custo-benefício, que trazem imagens em Full HD e custam cerca de R$ 100 ou um pouco acima. Vale ressaltar que ligações com resoluções maiores exigem uma rede com boa qualidade de conexão.

Webcams com resolução de até 720p são acessíveis e garantem boa qualidade de imagem — Foto: Divulgação/Logitech

Preço acessível

Hoje em dia, as webcams aparecem com bom custo-benefício. Modelos como a C270, da Logitech, com 3 MP e resoluções de até 720p, custam em torno de R$ 159 no mercado brasileiro. Existem ainda opções mais em conta, mas que ainda assim não devem deixar a desejar. Um exemplo é a WC045, da Multilaser, que aparece no e-commerce com preços a partir de R$ 58 e mantém as imagens em HD.

Webcam da Multilaser traz boa resolução e preço acessível — Foto: Divulgação/Multilaser

Pontos negativos:

Notebooks já tem

Se você já utiliza um notebook, pode dispensar a necessidade de adquirir uma nova webcam. Isso porque a maioria dos laptops possuem uma câmera integrada na moldura do display do equipamento. Além disso, os laptops atuais também trazem microfone integrado, que costuma ficar ao lado das webcams. Em modelos mais atuais, o componente deve apresentar uma boa qualidade de imagem, sendo capaz de atender bem às necessidades do dia a dia.

Notebooks já contam com webcam integrada, dispensando uma câmera física — Foto: Barbara Mannara/TechTudo

Celulares podem funcionar bem

Grande parte dos softwares utilizados hoje para videochamadas contam com versões para dispositivos móveis. Dessa forma, fica mais fácil participar diretamente pelo celular, utilizando a câmera frontal do aparelho, assim como seu microfone integrado. Além disso, caso a ideia seja realizar as chamadas pelo PC, existem algumas formas de conectar seu smartphone no computador para utilizar como webcam, dispensando a presença de uma câmera ligada ao sistema.

O FaceTime, da Apple, é um exemplo de software que permite fazer chamadas de vídeo; conectar celular no PC também é opção — Foto: Divulgação/Apple

Menos uma entrada disponível

As webcams são dispositivos de simples instalação, mas, ainda assim, vão ocupar uma das portas USB disponíveis no computador. Por mais que essas entradas não sejam escassas na maioria dos PCs, ter muitos fios ligados à torre pode incomodar. Além disso, caso a ideia seja substituir a câmera utilizada no notebook, a situação pode ser ainda pior, já que não há tantas portas USB disponíveis.

Em casos mais extremos, ao optar por conectar uma webcam no computador, pode ser necessário retirar algum dispositivo que já esteja plugado. Dessa forma, o uso do periférico pode incomodar mais do que propriamente ajudar.

Câmeras exigem portas USB livres, o que nem sempre é tão fácil assim — Foto: Barbara Mannara/TechTudo

Qual é o melhor modelo de Webcam? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo