Roteadores

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Wi-Fi 6E é a novidade mais recente de rede wireless. Utilizando uma faixa de frequência de 6 GHz, a tecnologia foi autorizada pela FCC (Federal Communications Comission), órgão dos Estados Unidos análogo à Anatel, o que deve incentivar fabricantes a adotarem essa capacidade no futuro. Na prática, esse novo padrão vai permitir aos roteadores e outros dispositivos Wi-Fi terem maior estabilidade na conexão, além de mais desempenho e, de certa forma, velocidade. Vale ressaltar que o Wi-Fi 6 já é uma realidade no mercado, mas ainda não é o protocolo mais comum no Brasil.

O Wi-Fi 6E permitirá acesso a novas frequências para redes mais estáveis e potencialmente mais rápidas — Foto: Reprodução/Softonic

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Com a permissão do FCC, fabricantes de hardware ficam autorizadas a explorar a faixa em seus produtos. Dessa forma, novos roteadores, a serem lançados até o fim do ano, já devem chegar com suporte ao Wi-Fi 6E. Vale ressaltar que, para utilizar a tecnologia, é necessário ter dispositivos compatíveis: tanto o roteador quanto notebooks, celulares, entre outros.

Como funciona

Uso dos 6 GHz permitirá que roteadores estabeleçam conexões mais estáveis — Foto: Elson de Souza/TechTudo

Atualmente, redes Wi-Fi podem acessar faixas de 2,4 e 5 GHz para estabelecerem suas conexões. A faixa de 2,4 GHz é de longe a mais comum, já que é usada pelas gerações mais antigas da tecnologia. Entretanto, outros dispositivos e protocolos também trabalham com essa frequência, como Bluetooth, dispositivos sem fio em geral e até microondas, além de que, em regiões densamente povoadas, a tendência é que muitos roteadores estejam operando em 2,4 GHz. Dessa forma, os canais ficam sobrecarregados, comprometendo a cobertura e a força do sinal do Wi-Fi na faixa.

A tendência é que redes com 6 GHz corrijam essa deficiência ao oferecer uma nova fatia do espectro por onde as redes possam trocar informações. Como o uso dessa faixa prevê um gerenciamento mais eficiente dos canais, a tendência é que os problemas atuais de sobrecarga e interferência não ocorram, mesmo dentro de alguns anos, quando roteadores com a nova tecnologia forem comuns.

O Wi-Fi vai ficar mais rápido?

Redes Wi-Fi 6E podem apresentar performance superior — Foto: Divulgação/Intelbras

No papel, não. O Wi-Fi 6E, que pode acessar as faixas de 6 GHz, ainda encaixa dentro das especificações técnicas do Wi-Fi 6, com limite de velocidade na casa dos 9,6 Gb/s (gigabits por segundo) para 5 GHz – e, agora, também para 6 GHz. Entretanto, como nessa faixa a tendência é de que o roteador seja capaz de trocar informações aproveitando toda a faixa disponível, a ideia é ter um maior desempenho na frequência.

Como bloquear pessoas conectadas na sua rede Wi-Fi

Como bloquear pessoas conectadas na sua rede Wi-Fi

Como corrigir problemas no Wi-Fi? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo