Computadores

Por Aline Batista, do home office


A Nvidia aposta na inteligência artificial como o destaque da nova geração da computação e até mesmo como uma forma de ajudar no combate à covid-19, doença causada pelo novo coronavírus. Entre os investimentos da empresa no setor, estão a expansão da plataforma Nvidia Clara, que utiliza IA e computação acelerada, e tem como objetivo ajudar médicos e profissionais da saúde no monitoramento, testes e tratamento da doença. Outra novidade é o DGX A100, sistema de inteligência artificial mais avançado do mundo. Os anúncios foram feitos nesta quinta-feira (14) durante a conferência online GTC 2020.

Nvidia Clara utiliza inteligência artificial para ajudar no combate ao coronavírus — Foto: Divulgação/Nvidia

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Com relação ao coronavírus, a Nvidia prevê que a Clara pode ajudar de três formas principais. A primeira é na análise mais rápida de genomas humanos. O software Clara Parabricks, que está disponível gratuitamente para pesquisadores por 90 dias, permite analisar uma sequência inteira de DNA em menos de 20 minutos, um recorde para a ciência até então. A plataforma ainda oferece modelos de inteligência artificial desenvolvidos com institutos de saúde que podem ajudar pesquisadores no estudo da covid-19 em tomografias de tórax. Então, eles poderão entender melhor a doença e detectar infecções.

Além disso, a Nvidia Clara Guardian, ferramenta lançada nesta quinta-feira (14) pela empresa, promete ajudar hospitais no monitoramento de sinais vitais dos pacientes, deixando a equipe médica menos exposta ao vírus. Para isso, a plataforma usa análise inteligente de vídeo e tecnologias de reconhecimento automático de fala, transformando sensores comuns de hospitais em "smarts".

Veja também: dicas deixam o computador mais rápido sem instalar nada

Confira dicas para deixar o computador mais rápido sem instalar nada

Confira dicas para deixar o computador mais rápido sem instalar nada

Para Kimberly Powell, vice-presidente do setor de cuidados com a saúde da Nvidia, o uso da tecnologia tem sido essencial durante essa pandemia para o melhor entendimento da doença e a busca por uma solução mais rápida. Além disso, os efeitos dessa parceria entre ciência e tecnologia vão permanecer futuramente. "Nunca antes houve uma necessidade tão crítica de aplicar a melhor tecnologia de inteligência artificial e computação acelerada em todos os aspectos da assistência médica, e seus efeitos serão sentidos amplamente além dessa pandemia e no futuro", explica a executiva.

DGX A100 entrega 5 petaflops de desempenho para IA — Foto: Divulgação/Nvidia

Outra novidade revelada pela Nvidia que deve ajudar no combate a covid-19 é o DGX A100, terceira geração do sistema de inteligência artificial mais avançado do mundo. O servidor é o primeiro a entregar 5 petaflops de desempenho para IA e recursos de um data center inteiro em uma única plataforma flexível. O sistema funciona por meio de aprendizado de máquina e pode ajudar em treinamento, inferência e análise de dados em diferentes setores. Tudo isso em uma única plataforma, que já vem sendo usado por importantes instituições nos Estados Unidos.

Além das novidades voltadas para a área da saúde, a Nvidia ainda revelou investimentos em data centers, com a nova GPU A100 de arquitetura Ampere, que acelera o treinamento e a inferência de IA em até 20 vezes. A tecnologia promete ajudar em análise de dados, computação científica e gráficos na nuvem e já está em produção em larga escala. Em breve, a GPU deve ser utilizada por grandes provedores de serviços em nuvem, como Alibaba Cloud, Google Cloud e Amazon Web Services.

EGX A100 ajuda no processamento de dados em tempo real — Foto: Divulgação/Nvidia

Outro destaque da apresentação da Nvidia, é o EGX Edge AI Platform, plataforma de inteligência artificial formada pelos EGX A100 e EGX Jetson Xavier NX. A tecnologia permite que fábricas, lojas e hospitais, por exemplo, façam o processamento e a proteção de uma enorme quantidade de dados em tempo real.

Já na área de softwares, a empresa aposta em programas de gerenciamento de Big Data, criação de sistemas de recomendação e de inteligência artificial conversacional em tempo real. Essas ferramentas também devem ajudar na coleta de dados. Outras novidades são o Nvidia Jarvis, para criação IA capaz de conversar com o usuário, e o Spark 3.0, voltado para análise de Big Data.

Nvidia vem investindo em soluções para carros autônomos — Foto: Divulgação/Nvidia

Por fim, a Nvidia também vem investindo em novidades para carros. No campo de veículos autônomos, a empresa aposta na solução DRIVE AGX e vem trabalhando em parceria com grandes fabricantes, como a Faraday Future. Além disso, outra plataforma da Nvidia vem sendo adotada na área automobilística. A BMW está utilizando o Isaac para treinar e testar robôs e agilizar o trabalho em suas fábricas, mostrando mais uma vez o poder da inteligência artificial.

Qual placa de vídeo comprar? Veja dicas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo