Video game

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O PlayStation 5 (PS5) teve novos detalhes de gráficos revelados na última terça-feira (13), quando a Epic Games anunciou o Unreal Engine 5 com uma demonstração de tecnologia executada no console. A versão mais recente do motor utiliza recursos de renderização, chamados de Nanite e Lumen, para a criação de objetos com riqueza de detalhes e maior iluminação natural. A prévia, que não chega a ser um game completo, indica o que pode ser possível nos games da próxima geração com o novo motor gráfico.

Demonstração da Epic revela técnica que permite objetos de alta qualidade importados diretamente para o jogo — Foto: Reprodução/YouTube

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

PS5 (Playstation 5) com novos jogos?O que esperar do console da Sony

PS5 (Playstation 5) com novos jogos?O que esperar do console da Sony

Em vídeo que detalha as tecnologias por trás do Unreal Engine 5, a Epic explica o objetivo da nova geração do motor gráfico. Segundo a empresa, a proposta é oferecer aos desenvolvedores a capacidade de criar games com visuais que se aproximam da computação gráfica usada nas grandes produções de cinema e na vida real.

Nanite

Para esse fim, há duas tecnologias em ênfase na demo. O “Nanite” refere-se a um novo tipo de geometria para que elementos e objetos apresentados no jogo tenham um nível de detalhes muito superior. Atualmente, games precisam sacrificar um pouco da qualidade de seus objetos em um processo que troca o nível de detalhe e complexidade desses elementos conforme o usuário aproxima ou afasta a câmera deles. O método atual substitui texturas de maior ou menor resolução conforme o caso.

Com Nanite, essas limitações desaparecem. A Epic promete a capacidade de importar modelos 3D de forma bruta para o ambiente da Unreal Engine 5, o que permitiria gráficos realistas e games com visuais muito mais complexos e sem perda de qualidade. A novidade usa um processo de escala em tempo real para substituir o modelo anterior de texturas.

O resultado, na prática, é que artistas podem criar elementos extremamente complexos e de altíssima qualidade. Na demo, há estátuas formadas por 33 milhões de triângulos e que são importadas de forma “bruta” de um software de modelagem 3D para o jogo sem perda de qualidade.

Tecnologia Lumen é responsável por simular o comportamento da luz — Foto: Reprodução/YouTube

Lumen

A outra novidade demonstrada pela Epic na demo é chamada de Lumen e faz referência a uma nova tecnologia de iluminação global. A Lumen promete simular de forma mais precisa e natural o comportamento da luz na vida real. A ideia é que, ao contrário do que é feito atualmente, desenvolvedores não precisem criar diferentes condições e níveis de iluminação de forma estática para cada trecho do jogo.

Na demo realizada no PS5, é possível ver o sistema de iluminação global dinâmico em ação com a lanterna que a personagem carrega, ou sendo projetada por aberturas em uma caverna. O sistema mostra a luz banhando o ambiente, incidindo sobre diferentes superfícies e se propagando de forma natural.

Embora a demonstração tenha sido apresentada rodando em um PS5, a tendência é de que essas técnicas beneficiem também jogos que sejam criados para Xbox Series X e PCs. Isso porque a Unreal Engine 5 é uma tecnologia multiplataforma.

Mais do TechTudo