Streaming

Por Rodrigo Fernandes, para o TechTudo


O Spotify está removendo o limite no número de músicas que cada usuário pode salvar na sua biblioteca pessoal. Até então, cada perfil só podia acumular 10 mil faixas em sua conta, mas a partir de agora será possível salvar quantas músicas quiser. A mudança foi anunciada na última terça-feira (26) e será disponibilizada aos poucos entre as contas de todo o mundo, na versão web e nos aplicativos para PC e celulares Android e iPhone (iOS).

A biblioteca do Spotify contabiliza cada música salva quando o usuário clica no botão “Curtir”, seja em faixas individuais, podcasts ou álbuns inteiros. Antes da mudança, quando alguém alcançava o limite de 10 mil itens favoritos, se deparava com a seguinte mensagem de erro: "Coleção épica, meu amigo. Não há mais espaço na sua biblioteca. Para salvar mais, você precisa remover algumas músicas ou álbuns".

Spotify permite salvar músicas ilimitadas na biblioteca — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O novo sistema, no entanto, não altera o limite de canções organizadas na lista de reprodução — ela continua com a barreira de 10 mil itens. A mudança também não aumenta o limite de downloads permitidos na plataforma, ou seja, os usuários continuam podendo baixar até 10 mil músicas para ouvir offline nos cinco dispositivos em que pode utilizar seu perfil.

Quatro funções do Spotify que você precisa conhecer

Quatro funções do Spotify que você precisa conhecer

Embora o limite anterior pareça um exagero para a maioria dos usuários comuns, a liberação do salvamento ilimitado na biblioteca era um pedido recorrente entre usuários da comunidade do streaming, já que o catálogo oferece mais de 50 milhões de músicas para ouvir e favoritar. Em 2017, o Spotify se mostrou resistente à ideia: “No momento, não temos planos de estender o limite da sua música. O motivo é que menos de 1% dos usuários o alcançam”.

O Spotify deixa claro que a atualização anunciada hoje será liberada aos poucos e que, caso algum usuário seja impactado pela mensagem de limite, será necessário aguardar para aproveitar a nova experiência em breve.

Mais do TechTudo