Por Clara Fabro, para o TechTudo


O WhatsApp anunciou nesta segunda-feira (4) o lançamento de um bot como medida de combate às fake news envolvendo a Covid-19. Criado pela Rede Internacional de Verificação de Fatos do Instituto Poynter (IFCN), o robô ajuda a checar informações que circulam no mensageiro com uma rede de consulta via chat. Usuários têm acesso a verificadores de fatos independentes, capazes de checar o potencial informativo de um conteúdo classificando-o por marcadores como "falso" ou "enganoso".

Com a pandemia provocada pelo novo coronavírus, diversas notícias falsas e golpes circularam no mensageiro, somando mais de 11 milhões de envios e acessos no Brasil. O chatbot surge como uma forma encontrada pela IFCN de permitir "que os usuários pesquisem e se conectem com verificadores de fatos em seus países a partir de seus smartphones" servindo como "uma maneira de direcionar as pessoas para os sites de verificação locais", conforme afirma Baybars Orsek, diretor da IFCN.

WhatsApp anuncia bot para combater fake news sobre Covid-19 — Foto: Rodrigo Fernandes/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O banco de dados do chatbot, chamado de CoronaVirusFacts, é formado por mais de 80 organizações de verificação de fatos que atuam em 74 países diferentes. Desde janeiro, mais de 4 mil boatos relacionados ao coronavírus já foram desmentidos por estas instituições, com informações atualizadas diariamente pela IFCN.

Para acessar a ferramenta, é necessário salvar o bot como um contato em seu celular por meio do número +1 (727) 2912606, ou acessá-lo por meio do endereço (poy.nu/ifcnbot), e enviar uma mensagem com a palavra "oi" para iniciar a conversa. Em seguida, é possível começar a verificar notícias sobre a pandemia da Covid-19 que já foram checadas por verificadores profissionais.

Por enquanto, a plataforma está disponível apenas em inglês, mas os idiomas português, espanhol e hindi devem ser adicionados em breve. O bot acessa informações que já foram verificadas e que estão próximas ao usuário, atribuindo selos de "falso" para fake news, e "enganoso" para manchetes que não estão exatamente corretas. Também é possível acessar a notícia verificada ao clicar nos links enviados pelo próprio robô, e entrar em contato com o site de verificação local responsável.

O IFCN ainda ressalta os compromissos do WhatsApp com a privacidade dos usuários ao destacar que o bot não é capaz de excluir ou monitorar mensagens e verificar informações em grupos ou chats privados, já que todas as conversas são protegidas com criptografia de ponta-a-ponta em celulares Android ou iPhone (iOS).

Como identificar fake news? Veja sites para checar se notícia é verdadeira

Como identificar fake news? Veja sites para checar se notícia é verdadeira

WhatsApp: qual função ainda falta no app? Deixe sua opinião no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo