Smartwatches

Por Milena Garcia, para o TechTudo

Reprodução/Apple com Arte/TechTudo

O Apple Watch foi responsável por chamar a emergência e salvar a vida de um homem que havia desmaiado. De acordo a rádio KTAR, um usuário do relógio inteligente da Apple foi socorrido graças ao alerta emitido pelo dispositivo por meio da função de detecção de queda. O caso aconteceu nos Estados Unidos em 23 de abril, mas só veio a público na última semana. O nome e idade do homem não foram divulgados.

Em relatório, o Centro de Comunicações do Departamento de Polícia da cidade de Chandler (Arizona) afirmou ter recebido uma chamada de uma voz computadorizada indicando que um usuário do Apple Watch havia caído. Além disso, a Inteligência Artificial também forneceu as coordenadas quase exatas de latitude e longitude para que o acidentado pudesse ser encontrado.

Apple Watch foi o responsável por salvar a vida de um homem que havia desmaiado — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

A emissão do alerta foi possível graças ao recurso de detecção de queda presente desde o Apple Watch 4. Ao identificar uma queda repentina do usuário, o dispositivo passa a vibrar e tocar um forte alarme. Caso não seja detectado nenhum tipo de movimento por aproximadamente um minuto, o relógio acionará automaticamente a emergência.

A função de detecção de queda é desativada por padrão para usuários com menos de 65 anos de idade, mas qualquer pessoa pode ativá-lo no aplicativo Watch. Além disso, também existe a opção de adicionar informações de um contato de emergência. Desta forma, a pessoa poderá ser notificada com uma mensagem de texto e uma mapa da localização do acidente.

Apple Watch oferece recurso de detecção de queda desde o Apple Watch Series 4 — Foto: Reprodução/9to5Mac

Ao chegarem no local, os policiais descobriram o homem desmaiado e inconsciente. “Ele nunca poderia nos fornecer sua localização ou qualquer informação sobre o que estava acontecendo”, revelou a supervisora da operação, Adriana Cacciola.

Após o ocorrido, os profissionais envolvidos no caso incentivaram os usuários a conhecerem melhor os recursos e funções presentes nos dispositivos inteligentes capazes de auxiliar em situações de emergência.

Histórico de salvamentos

Esta não foi a única vez que o detector de queda ajudou a salvar a vida de alguém. Em setembro do ano passado, um idoso foi resgatado após o Apple Watch detectar que o homem havia sofrido uma grave queda de bicicleta.

Bob Burdett sofreu queda violenta; Apple Watch alertou serviço de socorro — Foto: Reprodução/Gabe Burdett

O Apple Watch também foi responsável por salvar a vida de um brasileiro que descobriu uma doença no coração devido ao relógio. O publicitário Jorge Freire recebeu uma mensagem na tela do dispositivo informado que ele estava com batimentos cardíacos atípicos.

O homem foi ao médico e descobriu o quadro de taquicardia. O caso chegou a repercutir no alto escalão da Apple e o CEO da empresa, Tim Cook, enviou uma mensagem agradecendo o relato.

Jorge Freire registrou seus batimentos cardíacos após receber cuidados médicos — Foto: Reprodução

Outros recursos importantes presentes no Apple Watch 4 e Apple Watch 5 são o medidor de frequência cardíaca, monitores de respiração e lembretes para beber água ao longo do dia.

Rumores apontam que o futuro lançamento da linha, Apple Watch 6, também deverá contar com oxímetro de pulso. Além disso, a função de eletrocardiograma foi aprovada recentemente pela Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e poderá chegar ao usuários brasileiros em breve.

Com informações de KTAR, 9To5Mac e PhoneArena

Quer saber tudo sobre celulares, aplicativos e jogos? Inscreva-se no nosso canal do YouTube e ative as notificações!

Mais do TechTudo