Celulares

Por Larissa Infante, para o TechTudo


A Xiaomi anunciou o Redmi Note 9 no Brasil pelo preço sugerido de R$ 2.699 nas cores verde, branco e cinza – valor que assustou alguns consumidores, pois a marca era conhecida pelo custo-benefício. O celular chinês rivaliza com o Moto G8 Power. O smartphone da Motorola foi apresentado em março de 2020 por R$ 1.599 mas já pode ser encontrado no varejo online por preços na faixa de R$ 1.310 nas cores preto e azul.

Ambos os telefones contam com bateria parruda e câmera quádrupla. Confira a seguir as diferenças na ficha técnica.

Moto G8 e Moto G8 Power: veja preço e ficha técnica

Moto G8 e Moto G8 Power: veja preço e ficha técnica

Tela e Design

No quesito tela, os celulares são bem parecidos. O Redmi Note 9 conta com um painel IPS LCD de 6,53 polegadas, resolução Full HD+ (2340 x 1080 pixels) e densidade de 395 PPI. O smartphone conta com a proteção Gorila Glass 5 contra quedas e arranhões. Já o Moto G8 Power tem display de 6,4 polegadas, também LCD e com densidade de 397 PPI.

O design de ambos os telefones também é semelhante, marcado por uma aparência mais moderna e espaçosa, com bordas finas e ausência de notch. Ambos contam com um furo centralizado na parte superior do display para abrigar a câmera frontal. Outro ponto em comum é o leitor de impressão digital, que fica na traseira de ambos os aparelhos. Em relação à telefonia, os dois suportam nano SIM.

Moto G8 Power e Redmi Note 9 contam com furo para abrigar câmera e ausência de notch — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Câmera

O Redmi Note 9 apresenta câmera quádrupla disposta em um quadrado na traseira do aparelho. O conjunto fotográfico é formado por uma lente principal wide de 48 MP e abertura f/1.79, uma lente ultra wide de 8 MP (f/2.2), uma lente macro de 2 MP (f/2.4), com autofoco, e um sensor de profundidade de 2 MP (f/2.4). A câmera frontal é de 13 MP. A grande novidade da câmera fica por conta do scanner de documentos, que permite digitalizar páginas sem a presença de sombras.

Já o Moto G8 Power tem câmera quádrupla composta por um sensor principal de 16 MP (f/1.7), uma lente ultra wide de 8 MP (f/2.2), uma câmera de profundidade de 8 MP (f/2.2), que libera zoom de 2 vezes sem perder a qualidade, além de um sensor extra de 2 MP (f/2.2) com lente macro capaz de fotografar objetos a curtas distâncias. Já a câmera frontal é de 16 MP e traz uma tecnologia que combina pixels para otimizar a luminosidade.

Em relação ao vídeo, o Redmi Note 9 grava em Full HD (1080p) a uma velocidade de 30 quadros por segundo, enquanto o Moto G8 Power grava em 4K (2160p). Apenas o Redmi Note 9 conta com o recurso slow motion, que chega a 120 quadros por segundo. Os dois telefones apresentam estabilização digital e sistema HDR que auxilia nos registros com contraste mais evidente.

Redmi Note 9 conta com câmera quádrupla disposta em um quadrado — Foto: Divulgação/Xiaomi

Desempenho e Armazenamento

Ambos os celulares contam com uma ficha técnica intermediária. O Redmi Note 9 conta com um processador Media Tek Helio G85, sendo o primeiro smartphone a estrear o novo modelo do chipset. O aparelho conta com duas versões, uma de 3 GB de memória RAM e 64 GB de armazenamento e outra de 4 GB de RAM e 128 GB de armazenamento

Já o telefone da Motorola é marcado pelo processador Snapdragon 665 de até 2,0 GHz e memória RAM de 4 GB com 64 GB de armazenamento. Ambos têm capacidade de expansão por cartão de memória microSD.

Redmi Note 9 tem ficha técnica modesta e estreia chipset da Media Tek — Foto: Divulgação/Xiaomi

Bateria

O ponto em destaque dos dois modelos é a bateria parruda. A Xiaomi apostou em um componente de 5.020 mAh com a promessa de deixar o aparelho longe das tomadas por até 16 horas de uso, mesmo com jogos e aplicativos mais pesados. O smartphone conta com carregamento rápido de 18 W pela porta USB-C e recarga reversa de 9 W.

A Motorola, por sua vez, investiu em uma bateria de 5.000 mAh com a promessa de duração de até dois dias. O Moto G8 Power conta com carregamento rápido de 15 W.

Moto G8 Power conta com bateria de 5.000 mAh — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Versão do Android e recursos adicionais

Os dois celulares saíram de fábrica com o Android 10, o sistema móvel mais recente do Google. O Redmi Note 9 conta também com um sistema integrado à interface MIUI 11.

Ambos contam com Bluetooth 5.0, GPS e sensor de impressão digital, mas só o modelo da Xiaomi vem com NFC (comunicação por proximidade). O Redmi Note 9 conta também com Rádio FM e Wi-Fi nas faixas 802.11 a/b/g/n/ac. O Moto G8 Power tem alto-falantes com áudio estéreo e Wi-Fi nas faixas 802.11 b/g/n.

Moto G8 Power e Redmi Note 9 contam com Android 10 de fábrica — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

Preço

O Redmi Note 9 chegou ao mercado nacional pelo preço sugerido de R$ 2.699 para a versão de 3 GB. Já a versão de 4 GB pode ser encontrada por R$ 2.999. O telefone está disponível nas cores verde, branco e cinza.

O Moto G8 Power chegou ao Brasil em março desse ano pelo preço de R$ 1.599 e, atualmente, pode ser encontrado a partir de R$ 1.310 nas cores preto e azul.

Especificações Redmi Note 9 x Moto G8 Power

Especificações Redmi Note 9 Moto G8 Power
Lançamento junho de 2020 março de 2020
Preço de lançamento R$ 2.699 R$ 1.599
Preço atual R$ 2.699 a partir de R$ 1.310
Tela 6,53 polegadas 6,4 polegadas
Resolução de tela Full HD+ (2340 x 1080) Full HD+ (2300 x 1080 pixels)
Processador Media Tek Helio G85 Snapdragon 665 octa-Core de até 2 GHz
Memória RAM 3 GB ou 4 GB 4 GB
Armazenamento 64 GB ou 128 GB 64 GB
Cartão de memória sim, microSD sim, microSD
Câmera principal quádrupla, 48, 8, 2 e 2 megapixels quádrupla, 16, 8, 8 e 2 MP
Câmera frontal (selfie) 13 MP 16 MP
Sistema operacional Android 10 (MIUI 11) Android 10
Bateria 5.020 mAh 5.000 mAh
Telefonia nano SIM nano SIM
Dimensões e peso 162.3 x 77.2 x 8.9 mm; 199 g 158 x 75,8 x 9,6 mm; 195 g
Cores verde, branco e cinza preto titanium e azul atlântico

Com informações da Xiaomi e Motorola

Mais do TechTudo