Video game

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Unreal Engine é um motor de jogos da Epic Games usado em grandes lançamentos há mais de duas décadas. A tecnologia está confirmada nos futuros PES 2022 e Hellblade 2, e nas versões para PlayStation 5 (PS5) e Xbox Series X de Fortnite e de Fortnite: Save the World, que usarão a Unreal Engine 5, com promessa de gráficos muito mais realistas. O motor Unreal é usado para agilizar o processo de desenvolvimento de games, mas também tem aparecido em produções cinematográficas que precisam de gráficos extremamente realistas. A seguir, você vai entender melhor o que é um motor de jogos, como o Unreal funciona e qual a sua importância nos games.

Unreal Engine 5 promete visuais super realistas na nova geração — Foto: Reprodução/YouTube

Quer comprar jogos, consoles e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O Unreal Engine, em suas várias versões, é um motor de jogos (também chamado de “engine”, ou “motor gráfico”, embora suas ferramentas vão além disso), usado na indústria para a criação de games de vários tipos e destinados a várias plataformas. Criado originalmente pela Epic Games para a primeira edição de Unreal Tournament de 1998, o motor vai além dos jogos de tiro em primeira pessoa. Atualmente, ele é utilizado em jogos de aventura, RPGs, ação, plataforma, esportes (como é o caso do futebol no futuro PES 2022), e mesmo corrida, como é o caso de Assetto Corsa Competitizione e outros.

Hoje na versão 4.0, a ferramenta da Epic Games tem roubado a atenção do público com as primeiras demonstrações do que a edição 5.0 traz em termos de técnicas de renderização de gráficos, mostrando tecnologias e visuais de nova geração que são mais realistas do que o possível atualmente, porque tiram proveito daquilo que o hardware dos novos consoles e PCs oferecem.

O que é um motor de jogos?

Ideia de um motor de jogos é simplificar o desenvolvimento oferecendo estruturas básicas para a criação de games — Foto: Divulgação/UnrealEngine

Motor de jogos (ou motor gráfico, como também são conhecidos), é uma tecnologia de infraestrutura (ou “framework”) que desenvolvedores utilizam para criar jogos. Essa estrutura é formada por mecanismos que o desenvolvedor pode acessar para implementar elementos no seu jogo, como técnicas de renderização para sintetizar gráficos realistas, áudio, cálculos para simular a física de um mundo fictício (que envolve a capacidade de detectar quando objetos e personagens colidem, simular o comportamento de um projétil ou de um carro e etc), entre várias outras possibilidades.

A importância da Unreal Engine, assim como de outros motores, está no fato de que ela se encarrega de simplificar as ações necessárias para implementação dessas e muitas outras técnicas no jogo. Isso encurta o tempo de desenvolvimento e tende a diminuir custo, já que a equipe de programadores pode focar em aplicações que aproveitam o trabalho que já foi feito pelo próprio motor: usando qualquer game engine, os programadores não precisam reinventar a roda e criar tudo do zero.

Como o Unreal Engine funciona?

Days Gone, exclusivo da Sony, usa a Unreal Engine 4 — Foto: Divulgação/Bend Studio

Sem um motor de jogos como o Unreal Engine, toda ação que o jogo realiza teria de ser criada do zero a partir de modelagem lógica e programação direta. Em um exemplo bastante simplificado, imagine que você está criando um jogo de plataforma, inspirado no Super Mario. Uma das principais mecânicas do seu jogo é a capacidade de detectar a colisão do personagem com os inimigos, com as plataformas, além de casos específicos, como quando o personagem pula em cima de um inimigo para eliminá-lo, ou quando o jogador calcula mal o pulo e cai em um abismo.

Sem um motor de jogos, o programador teria que criar do zero toda a representação dessas situações, suas exceções e casos especiais. O processo envolve a necessidade de um conhecimento mais íntimo de programação, habilidade com lógica e tempo. Bugs, falhas e casos imprevistos irão aparecer assim que você apertar play pela primeira vez.

O motor Unreal, em termos práticos, já entrega esse trabalho de base pronto. O programador pode criar um conceito do seu jogo em pouquíssimo tempo e refinar a implementação desses sistemas de acordo com a necessidade do seu jogo, que pode ter gráficos em 3D, ou talvez usar alguma mecânica que o torna diferente do que já existe.

Motores como a Unreal permitem criar jogos com gráficos de qualidade de forma mais ágil — Foto: Divulgação/UnrealEngine

O mesmo vale para os gráficos. Como saber exatamente que modelos 3D, texturas e outros recursos buscar na memória na hora exata em que o jogador move a câmera para determinado ponto do cenário? Como organizar esse enorme conjunto de dados na memória para que o jogo tenha melhor performance? Como estruturar sistemas de iluminação para produzir cenários realistas com sombra e reflexos naturais? Um motor de jogos terá todas as estruturas fundamentais para implementar tudo isso, e muito mais, liberando uma quantidade considerável de tempo no ciclo de criação do game.

Saiba mais: confira tudo sobre o PS5, próximo console da Sony que promete gráficos de cinema

PS5: saiba tudo sobre o novo console

PS5: saiba tudo sobre o novo console

Por que a Unreal Engine é tão popular?

Tropico 6 é um jogo de estratégia criado com a Unreal Engine 4 — Foto: Divulgação/Kalypso

A Unreal Engine não é a única estrutura que desenvolvedores podem acessar para criar jogos. Existem várias opções de motores de jogos no mercado, como CryEngine (usada na série Crysis), Source (da Valve), Unity (extremamente popular entre indies), Construct, Godot e muitas outras. Cada uma conta com um foco e apelo definido.

O que faz a Unreal tão popular, especialmente do ponto de vista dos grandes lançamentos, é o fato de que a tecnologia é uma das primeiras do mercado. Suas constantes evoluções trazem sempre tecnologias avançadas que permitem a criação de games cada vez mais complexos.

Como é pioneira, a ferramenta da Epic acabou adotada e empregada por muitos estúdios de desenvolvimento, algo que criou uma comunidade bastante variada de desenvolvedores.

Além disso, a Epic Games permite que seus parceiros tenham acesso ao código interno do Unreal Engine. Isso permite que você modifique a ferramenta de formas profundas para atender diretamente às suas necessidades, algo que dá ao motor da Epic uma grande versatilidade e permite que desenvolvedores explorem o grande potencial por trás do motor, moldando-o para suas necessidades particulares.

RPG, Kingdom Hearts 3 também foi criado usando Unreal 4 — Foto: Divulgação/Square Enix

Outro aspecto por trás da grande popularidade do Unreal Engine é a gratuidade das versões 3.0 e 4.0 do motor. Qualquer um pode baixar a ferramenta para tirar sua ideia de jogo do papel e produzir versões para rodar no celular, PC e consoles (desde que você tenha acesso a um kit de desenvolvimento oficial liberado pela Sony, Nintendo ou Microsoft).

O sucesso recente da ferramenta da Epic tem sido tão grande que o motor vem sendo aplicado por estúdios de cinema e produtores de série de TV. Toda a computação gráfica da primeira temporada da série O Mandaloriano (“The Mandalorian”) foi criada na Unreal Engine.

Unreal Engine 5, PS5 e futuros jogos

Konami trabalha na nova geração de Pro Evolution Soccer com base na Unreal Engine 5 — Foto: Reprodução/Konami

Em maio, a Epic Games divulgou uma demonstração no YouTube para exibir o que é possível, em termos gráficos, com a nova Unreal Engine 5 rodando um jogo de aventura parecido com Uncharted e Tomb Raider no PS5.

O grande destaque da demonstração foi a alta qualidade dos gráficos, com o uso de técnicas que permitem a aplicação de objetos extremamente realistas sem perda de qualidade. Os sistemas de iluminação que conferem ao jogo visuais mais cinematográficos também chamaram a atenção.

Embora divulgado em um PS5, o motor gráfico da Epic não é restrito a uma plataforma. Isso significa que desenvolvedores de Xbox, PC, smartphones e consoles da Nintendo também podem ter acesso a essas técnicas em jogos. Prova disso é que PES 2022, que inevitavelmente terá versões de Xbox e PC, e Hellblade 2, exclusivo da Microsoft para Windows e Xbox, já confirmaram que usam a nova versão do motor.

Mais do TechTudo