Carros Inteligentes

Por Fernando Sousa, para o TechTudo


Os carros elétricos já estão disponíveis para comprar no Brasil. Marcas como Renault, Nissan, Chevrolet, BMW e JAC Motors oferecem veículos com preços a partir de R$ 142.990, sendo pouco acessíveis para muitos motoristas. Além disso, a tecnologia ainda é pouco comum no país, e pode ser difícil encontrar postos compatíveis com esse tipo de recarga.

Em contrapartida, os modelos prometem diminuir a emissão de gases poluentes, emitir menos ruídos por conta do motor e facilitar a vida do usuário com recursos inteligentes. Confira a seguir os principais pontos positivos e negativos de se ter um carro elétrico inteligente no Brasil.

uberAIR: conheça carro voador da Uber que será testado no Brasil

uberAIR: conheça carro voador da Uber que será testado no Brasil

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Prós:

Menor poluição

Talvez a característica mais importante dos carros elétricos seja a emissão zero de gases. Por isso, existem diversos países que estimulam a produção e incentivam a aquisição dos elétricos para que a população troque de carro visando a preocupação com o meio-ambiente e melhorar a qualidade de ar.

Essa característica também acaba isentando os veículos elétricos de rodízios nas cidades, que inicialmente foram estabelecidos por conta da emissão de gases. Portanto, para quem procura sustentabilidade, um carro elétrico pode ser uma boa opção.

Economia a longo prazo

Se inicialmente o investimento em um carro elétrico pode ser mais alto quando comparado a um veículo a combustão, o retorno do investimento pode ser recuperado ao longo do tempo. Além de não depender de combustíveis fósseis, que são caros e têm uma certa volatilidade nos preços, os carros elétricos costumam ter manutenções mais baratas.

A manutenção de um carro elétrico se limita basicamente à vida útil da bateria e pneus, já que os motores elétricos não contam com diversos componentes que estão presentes em motores a combustão. Além de manter seus condutores longe dos postos de gasolina, os carros elétricos também costumam afastar os donos de mecânicos.

Renault Zoe é mais um elétrico compacto com foco em autonomia. — Foto: Divulgação/ Renault

Motor silencioso

Um dos pontos que mais impressionam quem já conduziu um carro elétrico é o silêncio a bordo. Em um carro elétrico não existem ruídos de correia dentada, trepidações do motor ou mesmo exaustão, fazendo com que os condutores tenham maior conforto e sensibilidade ao dirigir.

Em um carro elétrico o condutor pode observar muito mais dos sons externos, já que o carro é muito silencioso. Isso deve trazer mais conforto, além de beneficiar o ambiente, inibindo a poluição sonora.

BMW I3 é uma das opções de carros elétricos no Brasil — Foto: Divulgação/BMW

Contras:

Preço alto

O preço alto é, sem dúvidas, uma das grandes barreiras para a popularização dos veículos elétricos no Brasil. Se um automóvel a combustão de entrada pode ser adquirido por cerca de R$ 35.000, o carro elétrico mais acessível parte dos R$ 142.000, mais de quatro vezes mais caro.

No Brasil o custo de um carro elétrico de entrada pode acabar se tornando muito elevado, fazendo com que os consumidores possam considerar carros a combustão mais em conta em vez dos elétricos de entrada.

Nissan Leaf chega ao Brasil por valores a partir dos R$ 195.000. — Foto: Divulgação/ Nissan

Suporte para recarga ainda baixo

O abastecimento ou recarga dos veículos elétricos, depende de uma base de recarga apropriada, que precisa ser adaptada na casa do usuário. No entanto, também está se tornando mais popular principalmente em estabelecimentos comerciais e postos em capitais de alguns estados brasileiros. De qualquer modo, quem planeja viajar ou tem que se deslocar sempre para locais diferentes, pode ter dificuldade na hora de encontrar onde recarregar o carro dependendo da região.

Ainda é preciso considerar que, em uma tomada convencional, a recarga completa da bateria do automóvel pode demorar bastante, o que vai exigir um investimento extra do proprietário do carro para ter uma base de recarga rápida em casa. Antes de adquirir um carro elétrico, é muito importante observar a oferta de pontos de recarga em sua região, além de levar em consideração a autonomia oferecida por cada modelo.

Carros elétricos dependem de base de recarga apropriada — Foto: Divulgação/BMW

Pouco comum no Brasil

Atualmente, são poucas as opções de veículos elétricos disponíveis no Brasil, o que pode ser mais um problema para quem planeja investir em um modelo totalmente elétrico. Mesmo os modelos híbridos, que combinam um motor a combustão com motor elétrico, são raros e, assim como os elétricos, têm um custo muito elevado.

Além de poucos modelos, poucas montadoras oferecem veículos elétricos no Brasil, o que pode desagradar quem prefere carros de montadoras específicas. Mesmo fabricantes que oferecem modelos elétricos no mercado brasileiro não possuem unidades expostas em todas as concessionárias, variando de acordo com a região.

e-tron é o SUV premium da Audi com preço inicial de R$ 499.990. — Foto: Divulgação/ Audi

Modelos disponíveis no Brasil

O modelo mais acessível disponível no Brasil é o JAC IEV20, da JAC Motors. O modelo compacto da montadora chinesa promete uma autonomia de 400 Km com uma carga completa e pode ser uma opção interessante para quem busca um carro compacto por valores a partir dos R$ 142.990.

Sucesso na Europa, o Renault Zoe é mais um modelo compacto que chegou ao Brasil para tentar repetir o seu sucesso no velho continente. O modelo da Renault promete uma autonomia de até 300 Km, tendo preço inicial de R$147.990. Outro modelo muito popular no segmento é o Nissan Leaf, que em alguns mercados briga com modelos da Tesla e chega em sua segunda geração ao Brasil com autonomia de até 385 Km e preço a partir dos R$ 195.000.

JAC iEV20 é o veículo elétrico mais acessível no mercado brasileiro atual. — Foto: Divulgação/JAC

Como será o carro do futuro? Compartilhe suas apostas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo