Players

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O eMule está de volta. Muito popular nos anos 2000 para baixar músicas, o programa recebeu a primeira atualização, após 10 anos parado, no último mês de agosto. O projeto foi retomado por desenvolvedores independentes e está disponível para download novamente em versão Beta com as mesmas funções e sem mudanças no visual.

Para usar, ainda é preciso recorrer a um servidor de conteúdo para buscar arquivos e baixar no computador. Até mesmo a aba para conversas via IRC, protocolo de mensagens famoso nos anos 1990, permanece. O aplicativo é gratuito e está disponível para computadores com Windows.

eMule volta com mesmo visual e mais funções — Foto: Paulo Alves/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

No fórum do programa, o responsável pelo projeto explica que, apesar de manter o design, há novidades nos bastidores. O novo eMule pode receber e-mails por meio do protocolo SMTP, largamente utilizado, por exemplo, no Microsoft Outlook. Além disso, o software é compatível com downloads via HTTPS, o que torna a conexão mais confiável. Há ainda melhoria no suporte a formatos mais recentes de multimídia.

Outras funções que já existiam no programa também foram aprimoradas. É o caso da ferramenta de ofuscação, que impede que provedores de Internet identifiquem atividade de download P2P (peer-to-peer). O objetivo do recurso é evitar que operadoras causem lentidão proposital na Internet para prevenir aumento no tráfego do usuário. Segundo o desenvolvedor que relança o eMule, a nova versão usa esse modo de conexão como padrão.

Redes sociais que (quase) todo mundo já usou

Redes sociais que (quase) todo mundo já usou

O eMule foi muito popular no começo dos anos 2000, quando o streaming ainda não existia. Por meio de conexões discadas, usuários utilizavam o programa para compartilhar arquivos entre si por meio de conexão direta. Músicas e fotos eram os conteúdos mais compartilhados, já que a velocidade era impeditiva para o download de vídeos. Junto com o Kazaa e, um pouco depois, o LimeWire, o eMule foi famoso especialmente por expandir a pirataria digital.

eMule ainda usa servidores de conteúdo e conexão P2P — Foto: Reprodução/Paulo Alves

O programa caiu em desuso com a ascensão de serviços online como Rapidshare e MegaUpload. Além disso, o torrent passou a ser mais usado pela maior agilidade no download e oferecer menos riscos ao usuário. A conexão P2P entre computadores é vista como insegura por oferecer caminho fértil para a exploração por hackers.

A versão 0.60a Beta do eMule está disponível para download no site oficial (www.emule-project.net).

Mais do TechTudo