Battle Royale

Por Thomas Schulze, para o techtudo


Fortnite é um dos maiores sucessos entro o gênero Battle Royale. Revelado pela Epic Games em 2011, o jogo teve várias fases de desenvolvimento até ser aberto ao público, em 2017. Inicialmente disponível para download apenas no PC, o título ganhou versões para baixar nos consoles Playstation 4 (PS4), Xbox One e Nintendo Switch, além da versão mobile para celulares Android e iPhone (iOS). Por ser um game multiplataforma e com uma grande variedade de itens e skins, Fortnite rapidamente se transformou em febre mundial. A seguir, relembre como foi a evolução do jogo que um fenômeno mundial até 2020.

Como jogar Fortnite: 5 dicas para mandar bem no Battle Royale

Como jogar Fortnite: 5 dicas para mandar bem no Battle Royale

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Pré-lançamento (2011 a 2016)

Quem olha o sucesso recente de Fornite pode não imaginar, mas sua história começou muitos anos antes da febre. As primeiras versões do jogo foram pensadas em 2011, durante uma game jam entre os funcionários da Epic Games. A empresa tinha acabado de lançar o aclamado Gears of War 3, quando os desenvolvedores sugeriram misturar elemento de tiro com jogos de construção, como Terraria e Minecraft.

O primeiro trailer de Fortnite, revelado durante a VGA de 2011 — Foto: Reprodução/VGA

O jogo mudou bastante depois que a produtora chinesa Tencent foi chamada para ajudar no projeto, que trocou seu estilo mais sombrio pelo visual cartunesco de hoje em dia, abraçou elementos de “jogo como serviço”, e levou à saída do conhecido desenvolvedor Cliff Bleszisnki, um dos criadores de Fortnite, da equipe. Tudo isso atrasou ainda mais o desenvolvimento do game.

2017

A ideia original era lançar o jogo em modo pago em 2017, e então torná-lo free to play em 2019. Mas as coisas mudaram com o sucesso de PlayerUnknown's Battlegrounds (PUBG), que popularizou o gênero Battle Royale no mundo. Com isso, a Epic mudou seus planos para o modo Save the World, que seria o carro-chefe, mais focado em combates, e investiu na criação de Fortnite Battle Royale. Em apenas dois meses o novo modo ficou pronto, mas ele inicialmente seria lançado como um modo alternativo dentro do Save the World. No entanto, a Epic logo notou o potencial e popularidade de Fortnite Battle Royale e decidiu mudar os planos.

Com suporte a microtransações integradas a seu gameplay desde o início, Fortnite Battle Royale passou da marca de 10 milhões de jogadores duas semanas após seu download ser disponibilizado. Isso levou a Epic a reavaliar mais ainda os seus planos, criando uma equipe de desenvolvimento própria para o Battle Royale, e outro time para a versão Save the World.

Fortnite Save the World foi um dos destaques da E3 2017, onde seu combate mais sombrio foi destacado — Foto: Divulgação/Epic Games

A grande sacada nisso foi facilitar o acesso de outras plataformas ao jogo. Em julho de 2017, o título entrou em acesso antecipado no PC, MacOs, Xbox One e PlayStation 4 e, como um jogo de acesso antecipado, não exigia a assinatura de serviços externos como a PlayStation Plus para ser jogado online.

2018

Em março de 2018, a Epic Games finalmente anunciou estar trabalhando em versões de Fortnite para smartphones. Em abril do mesmo ano, a versão para iOS foi liberada para todos os jogadores, enquanto a versão para Android só foi lançada em outubro de 2018. Durante a feira E3, em junho de 2018, uma nova versão de Fortnite para Nintendo Switch também foi revelada e então lançada no mesmo dia, tornando o jogo finalmente disponível para todos os sistemas da geração.

O ano de 2018 também foi marcante pela polêmica do crossplay, a possibilidade de jogar Fortnite com jogadores de diferentes plataformas ao mesmo tempo. Durante as cinco primeiras temporadas do jogo, o crossplay era permitido entre todos os consoles e computadores, exceto o PlayStation 4, que tinha funções mais limitadas. Isso gerou tanta controvérsia que, em setembro de 2018, a Sony finalmente anunciou que liberaria a jogatina entre o PlayStation 4 e os demais sistemas.

Em 2018, Fortnite cresceu muito com novos modos de jogo e suporte a crossplay entre todos os sistemas — Foto: Reprodução/Thomas Schulze

Também foi nessa época que a Epic começou a capitalizar em cima de modos de jogo que ficavam disponíveis apenas por tempo limitado, como a adição do modo 50v50, que distribuía os jogadores em dois times com 50 jogadores cada em uma grande guerra pelo mapa. Ele foi revelado e lançado em dezembro de 2017, mas foi em 2018 que os modos por tempo limitado explodiram para valer e entraram de vez no jogo, em um sistema de rotação para garantir que sempre haja algo novo para experimentar.

Download grátis do app do TechTudo: receba dicas e notícias de tecnologia no Android ou iPhone

2019

Em março de 2019, Fortnite já era um dos maiores produtos da cultura pop mundial, ultrapassando a marca de US$ 2 bilhões (mais de R$ 10 bilhões) em arrecadação. Também foi nesse ano que suas partidas começaram a ser equilibradas de forma mais séria e justa, já que, em setembro, o matchmaking passou a ser realizado considerando métricas internas de performance. O recurso busca garantir que os jogadores sempre enfrentem rivais de nível de habilidade próximo.

Em abril de 2019, a Epic trouxe uma boa novidade para deixar as partidas mais movimentadas ao permitir que seus companheiros de esquadrão pudessem reviver aliados caídos nas vans espalhadas ao redor do mapa. Posteriormente, em dezembro, também foi adicionado o Battle Lab, permitindo a todos os jogadores brincar de desenvolvedor e criar os seus próprios modos no Battle Royale.

Em 2019, Fortnite cresceu ainda mais na cultura pop ao colaborar com marcas como Marvel e DC — Foto: Divulgação/Epic Games

2019 também foi um ano chave em termos de ações promocionais, já que o jogo apareceu no filme Vingadores: Ultimato, e teve diversos eventos em crossover com franquias da cultura pop. Foi nesse ano que a Manopla do Infinito apareceu no jogo, garantindo aos players os poderes do Thanos, além do lançamento de um modo que dividia os jogadores entre Vingadores e Chitauri. A inciativa abriu as portas para parcerias entre Fortnite e John Wick, Stranger Things, Aves de Rapina, Star Wars e muito mais.

2020

Este ano continua sendo muito bom para a Epic, já que Fornite está frequentemente entre os jogos mais assistidos em plataformas de streaming como a Twitch TV e, em maio de 2020, já somava mais de 350 milhões de usuários ativos. Em junho, o título finalmente abandonou o selo de early access e assumiu sua forma final, e também já foram prometidas versões para os novos videogames Xbox Series X e PlayStation 5 no fim de 2020, quando eles forem lançados.

Em 2020, Fortnite continua em seu Chapter 2, com mais de 350 milhões de jogadores ativos — Foto: Divulgação/Epic Games

Seu computador roda Fortnite? Descubra no fórum do TechTudo

Mais do TechTudo