PC Gamer

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


Xbox Series S é uma opção mais simples em relação ao top de linha Xbox Series X. O console da Microsoft vai chegar ao Brasil por R$ 2.999, trazendo mesmo processador, SSD de alta velocidade e placa de vídeo mais simples, mas que também oferece tecnologias como o Ray Tracing, por exemplo. Dessa forma, ao considerar um PC gamer de mesma capacidade, os preços devem ficar um pouco abaixo do previsto para montar uma máquina equivalente à opção mais robusta da linha.

Ainda assim, para ter um computador equivalente é necessário buscar por placas de vídeo da Nvidia com suporte às mesmas tecnologias de imagem, além de armazenamento rápido e robusto. Confira a seguir quanto deve custar a montagem de um computador com hardware de mesmo nível do Xbox Series S e saiba o que vale mais a pena para você.

Xbox Series S: Microsoft confirma preço e design do novo console

Xbox Series S: Microsoft confirma preço e design do novo console

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Processador: AMD Ryzen 7 3700X – R$ 2.279

Encontrar um processador equivalente ao que a Microsoft selecionou para o console não é uma tarefa muito complicada. O Series S usa um octa-core da arquitetura Zen2 da AMD com 16 threads, sendo capaz de rodar a velocidades de até 3,6 GHz com oito, ou 3,4 GHz, com todas as linhas de execução.

O melhor equivalente a esse perfil é o Ryzen 7 3700X, também fruto da geração Zen2. O processador da AMD é octa-core e traz as mesmas 16 linhas de execução da unidade customizada pela Microsoft. Em termos de velocidade, a CPU roda a 3,6 GHz, mas oferece um turbo que leva o processador a 4,4 GHz em situações específicas de demanda, fornecimento de energia e emissão de calor. No momento, o Ryzen sai por preços que começam na faixa dos R$ 2.279.

Xbox Series S tem processador octa-core da AMD similar ao Ryzen 7 3700X — Foto: Divulgação/Microsoft

Placa de vídeo: Gigabyte Radeon RX 5500 XT OC – R$ 1.376

O chip gráfico do console de entrada da Microsoft é formado por 20 unidades computacionais, que são os grupos de componentes dedicados ao processamento realizado pela placa. No interior dessas CPUs estão 1.280 processadores stream, basicamente os núcleos que realizam o trabalho pesado de sintetizar gráficos.

Essas 20 unidades trabalham a velocidades de 1,56 GHz, segundo a Microsoft, atingindo uma performance computacional bruta de 4 TFLOPS (teraflops). Nas estimativas da Microsoft, isso é suficiente para que o console rode jogos de nova geração em Full HD e 1440p.

Radeon RX 5500 XT tem especificações parecidas com as da GPU usada no Xbox — Foto: Divulgação/Gigabyte

Em termos absolutos, a Radeon RX 5500 XT é a que mais e aproxima do perfil do Series S. Equipada com 22 unidades computacionais e 1.408 processadores stream, a placa da Gigabyte que escolhemos tem um clock para games de 1.737 MHz e promete performance computacional bruta de 5,2 TFLPOS. É possível encontrar esse modelo no mercado nacional por preços que saem dos R$ 1.376.

Além das especificações parecidas, a solução da AMD ainda oferece memória dedicada exclusiva: são 4 GB de GDDR6 de acesso exclusivo da GPU, garantindo uma velocidade de troca de dados entre placa e memória de 224 GB/s. No Xbox Series S, 8 dos 10 GB de RAM trabalham com a mesma largura de banda de 224 GB/s. De resto, no Xbox, a memória é tratada de uma forma um pouco diferente.

Uma ressalva importante a respeito da RX 5500 XT está no fato de que, embora parecida com a opção do Xbox, ela faz parte da arquitetura RDNA da AMD. O novo console da Microsoft utiliza a RNDA2, ainda indisponível para PCs, o que deve representar ganhos de performance a favor do console, já que a nova arquitetura introduz refinamentos no design do chip gráfico e ganhos de eficiência. Além disso, fruto de tecnologia mais recente, a placa do Xbox conta com recursos inexistentes na opção de PCs, como aceleração de Ray Tracing e VRRs.

Memória RAM e armazenamento: R$ 1.313

Mesmo SSDs top de linha da atualidade têm dificuldade em atingir performance parecida com as unidades usadas nos Xbox — Foto: Filipe Garrett/TechTudo

Ao contrário de um PC gamer comum, o console da Microsoft disponibiliza a mesma RAM para o processador e a placa de vídeo. Inacessível ao consumidor, essa memória usa o padrão GDDR6 das placas gráficas e não permite substituição. Nos PCs, o padrão de RAM do sistema é o DDR4, consideravelmente mais lento que o GDDR6 e longe de ser indicado para uso em gráficos.

Em todo caso, nosso PC precisa de memória além da porção de 4 GB da placa de vídeo. A nossa recomendação, seguindo o perfil de baixo custo do console, seria a opção por um total de 8 GB de RAM DDR4. Selecionamos um par de pentes de 4 GB a 2.666 MHz de velocidade da HyperX, adicionando R$ 363 ao valor total do nosso computador.

Em termos de armazenamento, o Series S vem com SSD de 512 GB de capacidade e que usa como base a mesma tecnologia NVMe dos PCs. Embora no momento seja impossível encontrar um SSD com a mesma performance de até 4,8 GB/s de velocidade de leitura, podemos nos aproximar com o Samsung EVO 970 Plus de 500 GB, capaz de atingir 3,5 GB/s na mesma situação. O componente é vendido por cerca de R$ 950 atualmente.

Placa-mãe, gabinete e fonte: R$ 985

A placa-mãe é onde precisamos montar todos os componentes do PC, e é importante ficar atento à compatibilidade do modelo com o processador. Na nossa escolha, optamos pela Asus Prime A320M-K, uma placa-mãe de formato mATX que pode ser usada em gabinetes compactos para rivalizar de alguma forma com o design minimalista do console da Microsoft. No momento, a placa da Asus custa R$ 495.

Formato compacto do Xbox é difícil de rivalizar em um PC — Foto: Divulgação/Microsoft

Também será necessária uma fonte de energia para alimentar nosso computador. Nas nossas simulações, unidades de 500 Watts devem ser suficientes, mas optar por fontes de 550 Watts deve ser mais racional, já que uma maior margem de manobra garante a estabilidade do sistema. No momento, a Gigabyte GP-P550B é encontrada no mercado nacional a preços na casa dos R$ 340.

Por fim, precisamos de um gabinete para o nosso computador. Embora seja muito difícil reproduzir o design industrial minimalista da Microsoft em um PC, é possível encontrar torres compactas em formato mATX no mercado a preços na casa dos R$ 150.

Extras

Com todos os pontos anteriores, o computador em si estará pronto, mas há despesas extras para poder usá-lo de fato. Se não houver monitor, mouse e teclado sobrando, é necessário considerar os gastos relacionados a esses periféricos. Outra fonte de despesa é a aquisição de uma licença do Windows 10, caso você já não tenha uma associada à sua conta na Microsoft.

Dependendo do seu nível de exigência, esses extras podem custar bem caro. Um monitor gamer, mesmo Full HD, de boa qualidade sozinho pode engordar o orçamento em mais uns R$ 1.200.

Total e custo-benefício

PC vs. Xbox Series S

Especificações Componentes Preços
Processador AMD Ryzen 7 3700X R$ 2.279
Placa de vídeo Gigabyte AMD Radeon RX 5500 XT OC R$ 1.376
SSD Samsung EVO 970 Plus 512 GB R$ 950
Memória RAM 2x HyperX Fury de 4 GB a 2.666 MHz R$ 363
Placa-mãe Asus Prime A320M-K R$ 495
Fonte Gigabyte GP-P550B 550 Watts R$ 340
Gabinete formato mATX R$ 150
Total R$ 5.953

Somando nossos valores parciais, chegamos a um total de R$ 5.953 para um computador com um perfil de hardware comparável ao novo Xbox Series S. Ao contrário do console da Microsoft, nosso computador teria um perfil mais indicado ao Full HD, já que jogos em 1440p seriam uma realidade mais distante das capacidades da RX 5500 XT. O Xbox Series S, por sua vez, tem preço confirmado R$ 2.999 para o mercado brasileiro.

Isso mostra que nosso PC ficou caro para competir na maior igualdade possível com o console da Microsoft, sobretudo porque o total de R$ 5.953 ignora fatores como monitores, teclado e mouse, além de licença de software. Uma saída seria reduzir custos cortando em processador e no SSD de alta velocidade – medidas que, no entanto, descaracterizariam nosso PC para bater de frente com o Xbox de entrada.

Abrir mão do Ryzen 7 3700X em favor do muito mais acessível Ryzen 5 3600 é uma substituição que sozinha representaria economia de R$ 700. A troca por um SSD SATA mais lento leva à redução de pelo menos R$ 600. Outra fonte de economia pode ser a memória RAM que poderia ser substituída por unidades de velocidade menor e, consequentemente, mais baratas.

Via Xbox

Qual é a melhor loja para comprar PC Gamer? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo