Segurança

Por Ana Letícia Loubak, para o TechTudo


A Semana Brasil 2020, campanha de descontos promovida pelo Governo Federal em parceria com varejistas de todo o país, mal começou e já é alvo de cibercriminosos. Na última quinta-feira (3), primeiro dia do evento, especialistas da empresa de segurança Kaspersky já identificaram golpes para roubar dados pessoais, como credenciais bancárias, dos consumidores. Publicados em redes sociais, os anúncios falsos usam o nome de e-commerces verídicos e trazem ofertas tentadoras.

Em uma das armadilhas, divulgada por meio de um post patrocinado no Facebook, os cibercriminosos anunciam uma oferta de TV 4K por menos de R$ 600, valor bastante abaixo do preço de mercado. Para transmitir credibilidade, a falsa publicidade imita a comunicação visual de anúncios das Lojas Americanas, rede de varejo muito popular no Brasil.

Semana do Brasil é usada como isca para golpes — Foto: Divulgação/Semana do Brasil

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O link contido no anúncio direciona para uma página de phishing, cujo objetivo é receber pagamentos por produtos inexistentes ou interceptar dados bancários. Ao efetuar a suposta compra, a vítima fornece aos criminosos informações sensíveis como CPF e número do cartão de crédito, entre outras.

Anúncio de oferta fraudulenta nas redes sociais — Foto: Divulgação/Kaspersky

Segundo Claudio Martinelli, diretor geral da Kaspersky na América Latina, o cibercrime brasileiro está sempre atento a datas especiais para orquestrar ataques. Prova disso é que, no período da Black Friday 2019, houve um aumento de 233% nos golpes que usam sites falsos para roubar dados dos consumidores, em relação ao mesmo período do ano anterior. "É importante que o usuário tenha consciência de que nem tudo que é oferecido na internet, mesmo em redes sociais confiáveis como o Facebook, é verdadeiro", alerta Martinelli.

Como se proteger

O primeiro passo para se proteger de golpes na Semana Brasil e em qualquer outro evento promocional é desconfiar de anúncios que trazem ofertas com preços mirabolantes, muito abaixo do valor de mercado do produto. Consulte o site da loja mencionada para saber se a promoção é verdadeira e, caso não seja, não clique no link.

Quatro dicas para proteger suas informações online

Quatro dicas para proteger suas informações online

Outra dica importante é prestar atenção ao endereço do site. Embora muitos golpistas imitem a comunicação visual de e-commerces legítimos para enganar consumidores, eles não são capazes de utilizar o mesmo nome de domínio. Por isso, observe se há erros de digitação, letras sobressalentes ou duplicadas na URL do site ("amaazon.com.br" em vez de "amazon.com.br", por exemplo). Confira, ainda, se há um cadeado ao lado da barra de endereços. O ícone indica que as comunicações são criptogradas pelo protocolo HTTPS.

Também é preciso ficar atento a lojas que oferecem apenas pagamento por boleto. Isso porque, ao contrário do crédito bancário, esse tipo de transação não permite o estorno em caso de fraude – daí o grande número de golpes com boletos bancários falsos.

"Desconfie de preços absurdos, não acredite em 'lojas' que só aceitam pagamento em boleto, não clique em anúncios que redirecionam para sites cujo nome é diferente do legitimo e não compartilhe estes anúncios. Não seja instrumento para prejudicar um amigo ou familiar", resume Martinelli. Lembre-se, por fim, de manter o antivírus atualizado em seu dispositivo.

Como saber se uma loja é confiável? Veja dicas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo