Streaming

Por Leandro Eduardo, para o TechTudo


XSplit Broadcaster e OBS Studio são programas utilizados para realizar transmissões ao vivo de jogos. As ferramentas são gratuitas em 64 e 32 bits, e oferecem inúmeros recursos que profissionalizam as lives. Enquanto o OBS Studio tem uma interface mais aprimorada, o XSplit oferece um editor de vídeo rápido que permite enviar vídeos diretamente para o YouTube. Ambos são concorrentes do Streamlabs. Veja as principais características dos programas e entenda qual deles é a melhor opção a seguir.

XSplit Broadcaster e OBS Studio são dois programas usados para fazer transmissões ao vivo — Foto: Arte/Leandro Eduardo

Quer comprar jogos, consoles e PC's com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Plataformas e compatibilidade

O XSplit Broadcaster e OBS Studio se destacam por serem multiplataformas, ou seja, funcionam para os principais serviços de transmissões do mercado. Ambos podem ser usados para enviar as capturas de telas para a Twitch TV, Facebook Gaming ou YouTube Gaming, além de outros serviços não tão habituais, como Periscope e Restream.io.

O XSplit e o OBS Studio são compatíveis com as principais plataformas de lives, como Twitch e Facebook Gaming — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

Em relação à compatibilidade, o OBS Studio garante vantagem, pois atende aos três principais sistemas operacionais: Windows, macOS e Linux. O XSplit Broadcaster roda apenas em computadores equipados com Windows 7 ou versões superiores. Os dois programas não possuem aplicativos para dispositivos móveis.

Funções

Os dois programas cumprem seus propósitos: permitem a transmissão de lives de jogos com alta qualidade para as principais plataformas de streaming. Além disso, o XSplit Broadcaster e o OBS Studio também permitem a gravação de tela. Com esse recurso, os usuários podem ativar a captura de todo o conteúdo que está sendo exibido na tela com apenas um clique e, em seguida, salvar em formato de vídeo.

Durante as transmissões, o OBS Studio e Xsplit também podem usar os plugins. Esses recursos podem personalizar e adicionar determinadas funções às transmissões, como notificação de novos membros e contadores de inscritos. Para ambos programas, as extensões são gratuitas. Entretanto, enquanto o XSplit permite a instalação com apenas um clique, o OBS Studio exige que o usuário efetue o download dos arquivos e instale na pasta do programa manualmente.

O XSplit possui um repositório de plugins, capazes de personalizar as transmissões — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

O grande diferencial do XSplit é o editor de vídeo rápido. O recurso possibilita que o streamer possa recortar facilmente trechos das transmissões e fazer upload diretamente para o seu canal do YouTube dentro de poucos minutos. Vale ressaltar que, embora seja simples, o editor também tem suporte para remoção de fundo (chroma key).

Interface

O OBS Studio possui uma interface limpa e simplificada. Essas características favorecem produtores de conteúdo que não estão habituados com a plataforma. Na interface principal, são disponibilizadas as principais áreas de comando das transmissões: cenas, fontes, mixer de áudio, transições e controles. O programa permite personalizar a tonalidade da interface em três opções, além da tradicional: acri (cinza e azul-escuro), rachni (cinza e azul claro) e system (branco e cinza).

O OBS Studio possui uma interface simplificada com três opções de tonalidades — Foto: Reprodução/Leandro Eduardo

Já o XSplit detém uma interface inicial menos intuitiva que o OBS Studio. Ao abrir, o usuário se depara com os principais comandos na interface principal, como controle de exibição, microfone, áudio, cena e transição de cenas. No canto da tela, os monitores de FPS, CPU, GPU e memória podem ser conferidos enquanto são atualizados em tempo real. Os dois programas têm versões em língua portuguesa.

Conclusão

O OBS Studio e o XSplit são soluções rápidas e acessíveis para realizar transmissões de jogos ao vivo em alta resolução. Eles são compatíveis com as principais wecbcams e placas de capturas do mercado, como Elgato, Logitech e AVerMedia. Como é um software livre e com código aberto, o OBS Studio sai na frente e oferece todos os recursos gratuitamente. Já o XSplit, embora também gratuito, limita algumas ferramentas, como cenas ilimitadas e atraso de transmissões, ao pagamento de uma licença.

Mais do TechTudo