Placas

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


As APUs são uma classe de chips AMD que, a exemplo de processadores da Intel, chega de fábrica com solução gráfica integrada. As Unidades Aceleradas de Processamento da fabricante trazem tecnologia Radeon, sendo alternativas de bom custo-benefício para quem quer montar um PC gamer sem gastar muito, por exemplo. O Ryzen 5 3400G, por exemplo, é um quad-core de até 4,1 GHz e que conta com GPU Radeon de 11 núcleos, custando R$ 989, valor interessante frente a outras opções de proessador no mercado.

Apesar disso, pode o desempenho de uma máquina com um chip do tipo pode ficar aquém do esperado para um computador gamer, sendo necessário instalar uma placa dedicada no futuro. Confira a seguir os principais pontos positivos e negativos de ter uma APU da AMD instalada em seu computador e saiba se vale a pena para você.

APUs, como o Ryzen 5 3400G, contam com boa performance por preço acessível — Foto: Divulgação/AMD

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Pontos positivos

Preço

Um ponto forte das APUs da AMD são os preços. O Ryzen 5 3400G, por exemplo, é o top de linha dessa classe de produtos da AMD e pode ser encontrado no mercado brasileiro a preços na casa dos R$ 989 no momento.

Para comparar, o Ryzen 5 3500, processador vendido sem placa gráfica integrada, sai por R$ 1.099, enquanto o Core i5 9400, que tem placa gráfica integrada inferior, pode ser encontrado na mesma faixa de preço do Ryzen 5 3400G.

Plataforma AM4

APUs com arquitetura Zen e Zen2 são compatíveis com as mesmas placas AM4 dos Ryzen comuns — Foto: Divulgação/Asus

As APUs atuais da AMD usam a mesma tecnologia Zen dos processadores Ryzen, o que significa ter total compatibilidade com placas-mãe equipadas com soquete AM4. O ponto positivo disso é que essas unidades permitem montar um PC com a tranquilidade do upgrade futuro.

Você pode começar com uma APU agora para economizar, planejando comprar uma placa de vídeo dedicada no futuro, assim como um processador Ryzen mais parrudo. Dessa forma, o processo de montagem de um novo computador pode ser mais saudável para o seu bolso.

Suficiente para jogos

APUs mais poderosas da AMD no momento oferecem tecnologia Radeon Vega, a mesma encontradas nas placas da linha — Foto: Divulgação/AMD

As APUs mais poderosas da AMD são uma combinação de processador intermediário com uma placa gráfica de entrada. Embora não tenham a capacidade competir diretamente com modelos top de linha, essa fusão ainda assim dá conta de alguns tipos de jogos – desde que você tope rodar os games a resoluções mais baixas e com algum sacrifício na qualidade gráfica.

Em termos de jogos com pegada competitiva maior e enfoque nos esports, como Valorant, Counter Strike, Fortnite, entre outros, uma boa APU pode ser mais do que suficiente para renderizar o jogo em 60 fps e entregar uma boa experiência.

Pontos negativos

Performance

Performance de placas de vídeo dedicadas, mesmo de entrada como a GTX 1650, ainda é superior — Foto: Divulgação/Gigabyte

A AMD cria APUs como um produto destinado ao mercado de entrada, o que até certo ponto limita as capacidades desses processadores. Não existe, por exemplo, uma APU com denominação Ryzen 7 no mercado, e um quad-core é o máximo de núcleos que você encontra no momento entre as opções da linha. Além disso, chips da série A, como os A10, A12, entre outros, são ainda mais simples do ponto de vista de desempenho bruto.

Os sacrifícios também persistem quanto à GPU embutida na APU. Embora utilizem tecnologia Radeon e sejam bem superiores às Intel UHD Graphics, as placas integradas da AMD usam memória compartilhada do sistema – sem acesso ao GDDR6, portanto –, e dificilmente superam uma placa dedicada, mesmo as mais simples.

Poucas opções

APUs como o Ryzen 7 4700G são difíceis de achar à venda no mercado — Foto: Divulgação/AMD

Apesar de existirem muitas opções lançadas de APU, modelos interessantes para PCs gamer podem ser mais restritos. Ryzen 5 3400G e Ryzen 3 3200G são os chips mais poderosos do tipo atualmente, enquanto os antecessores diretos Ryzen 5 2400G e Ryzen 3 2200G correm por fora.

APUs mais poderosas, como Ryzen 7 4700G e Ryzen 5 4600G até existem, mas a AMD direciona esses componentes para fabricantes de PCs, que incluem os chips nos chamados "produtos OEM". Portanto, dificilmente são encontrados à venda de forma avulsa.

Se você não é tão interessado em uma máquina apenas para jogos, suas opções aumentam um pouco. Os modelos mais rápidos da série A são boas opções para criar um PC barato com bom desempenho para multimídia, Internet e produtividade.

Nova geração

Chegada da nova geração de processadores Ryzen pode sinalizar APUs muito mais rápidas nos próximos meses — Foto: Reprodução/Lucas Soares

O momento talvez não seja o melhor para investir numa APU da terceira geração dos Ryzen. A razão é simples: a AMD já apresentou os primeiros processadores de quinta geração da família. Ou seja, dentro de alguns meses, novas versões das APUs podem chegar ao mercado com maior capacidade de processamento.

E o mesmo vale para os gráficos: no momento, APUs como a Ryzen 5 3400G rodam com uma GPU integrada da AMD, relativamente defasada. Placas como a Radeon RX 5700 XT utilizam arquitetura RDNA e se espera que a AMD anuncie novas placas gráficas top de linha, derivadas da arquitetura RDNA2, em breve. Essa é a mesmo solução gráfica usada em produtos como os consoles de nova geração Playstation (PS5) e Xbox Series X.

A tendência, portanto, é a de que futuras APUs tenham hardware muito superior, especialmente do ponto de vista gráfico.

Como usar o Facebook em modo escuro no PC

Como usar o Facebook em modo escuro no PC

Uma placa-mãe DDR3 suporta uma placa de vídeo GDDR5? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo