Veículos

Por Júlia V. Kurtz, para o TechTudo


A Waymo, empresa subsidiária da Alphabet Inc e parte do mesmo grupo comercial do Google, está se preparando para liberar o transporte em carros autônomos ao público. Chamado de Waymo One, o serviço já operou cerca de 1.000 viagens semanais para 1.500 clientes, sendo 0% dessas sem motorista presente. Com a proposta, o projeto deve concorrer diretamente com a Uber, que já oferece o serviço de transportes e estuda o uso de carros sem motorista no futuro.

Outrora classificada como divisão responsável pelo "carro autônomo do Google", a Waymo vai operar em um primeiro momento na cidade de Phoenix, capital do Arizona, nos Estados Unidos. Por enquanto, ainda não há previsão de quando o serviço chegará para outros lugares.

Carros automáticos da Waymo vão circular nos Estados Unidos — Foto: Reprodução/YouTube

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O serviço já era oferecido em fase de testes para um pequeno grupo de usuários desde o início do ano. Apesar disso, as operações envolvendo carros com motoristas de segurança foram interrompidas devido à pandemia do novo coronavírus.

Embora esteja operando há cinco anos, a Waymo começou a expandir o número de veículos recentemente. De acordo com o CEO da empresa, John Krafcik, foram necessários dois anos para operar os três primeiros carros e outros 12 meses para chegar ao número de 100 automóveis.

No momento, a empresa é considerada a líder do segmento de transporte de passageiros em carros autônomos, algo que também é testado por rivais como o Uber e Apple. A frota da companhia é composta por minivans que podem ser usadas por vários passageiros.

Por enquanto, a ideia da Waymo é permanecer operando em Phoenix pelo menos até o fim de 2020 e, depois, expandir para outras áreas, mas ainda nos Estados Unidos.

Via Bloomberg

Como pedir Uber pelo computador

Como pedir Uber pelo computador

Restaurar iPhone libera memória? Tire essa e outras dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo