Navegadores

Por Paulo Alves, para o TechTudo


O Google anunciou, nesta terça-feira (6), o Chrome 86 com mudanças em senhas e novos recursos de segurança. Entre as novidades, está a possibilidade de trocar uma senha vazada rapidamente com um clique no aplicativo no Android e iPhone (iOS) ou no navegador para PC.

O browser já avisava quando informações do usuário eram comprometidas em ataques de hackers. Desta vez, no entanto, o software oferece uma maneira mais ágil de alterar uma informação vulnerável. O app também ganha mais proteção contra phishing, golpe que rouba dados de usuários, e melhora o preenchimento automático em sites. Para acessar as novidades, é preciso atualizar o Chrome no PC a partir das configurações do navegador ou na sua loja de apps no celular.

Como atualizar o Google Chrome no celular

Como atualizar o Google Chrome no celular

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A proteção avançada de senhas no Chrome compara os logins do usuário com um conjunto de dados que já foram expostos na web. De acordo com o Google, as informações são criptografados de modo que nem a empresa teria acesso para além da verificação automatizada.

Caso haja senhas comprometidas no navegador, o usuário pode abrir a página de alteração de senha com um toque. O atalho, no entanto, só está disponível em sites compatíveis. O recurso só funciona com as senhas salvas pelo usuário no navegador, e a função tem sido pedida por usuários desde 2014.

Alerta de senha vazada no gerenciador do Chrome — Foto: Reprodução/Google

O navegador no PC traz outras funções de segurança que podem passar despercebidas, como a opção de visualizar os endereços de páginas de forma mais resumida. É possível desativar a configuração a partir do menu de contexto na barra de endereços. O Chrome também passa a alertar caso o usuário acesse um site com URL semelhante a outros portais, como maneira de proteger contra golpes homográficos.

A ferramenta de auto-preenchimento de formulários é automaticamente desativada em sites não confiáveis, e um aviso em vermelho informa o usuário sobre o risco de dar informações em páginas suspeitas. Além disso, o alerta de atualização disponível agora passar a aparecer em verde, à direita da barra de endereços.

Chrome avisa sobre endereços parecidos — Foto: Reprodução/Google

Já no iPhone, o cofre de senhas ganha uma camada biométrica: o celular pedirá a impressão digital ou identificação facial para preencher o login. O usuário terá opção de ativar o preenchimento automático para entrar em serviços online sem precisar selecionar a senha manualmente.

O Chrome 86 também traz um novo modo de navegação segura para Android. Presente na versão desktop desde o começo do ano, a função visa melhorar o monitoramento de phishing e alertar o usuário quando há algum perigo à vista. O modo seguro se alia ainda a um monitor inteligente que busca identificar se um determinado site é arriscado mesmo que tenha HTTPS.

Chrome no iPhone pode pedir Touch ID ou Face ID para exibir senhas salvas no navegador — Foto: Divulgação/Google

Via Google

Google Chrome lento e travando? Veja dicas no Fórum do TechTudo.

Mais do TechTudo