Por Clear


Clear foi a primeira empresa brasileira a suspender taxas para compra e venda de ações — Foto: Banco de Imagens

Há pouco mais de dois anos, em setembro de 2018, a corretora Clear adotou uma estratégia inovadora: deixou de cobrar taxas para compra e venda de ações na bolsa. Era a primeira empresa do Brasil a adotar a medida.

Desde então, experimentou um crescimento no número de clientes ativos da ordem de 1.100%. Sinal de que o objetivo da empresa de oito anos de história vem sendo alcançado: “queremos democratizar o acesso à renda variável”, diz Roberto Indech, CTO e o estrategista chefe da corretora.

Quando surgiu, em 2012, a Clear era voltada principalmente para operadores de ações em bolsa. Em 2014, a companhia foi comprada pela XP, que passou a investir no fortalecimento da infraestrutura da empresa. Quando resolveu se tornar a primeira empresa do Brasil a não cobrar taxas de corretagem, a companhia já tinha mudado o foco em busca dos investidores pessoa física, que passaram a contar com uma abordagem baseada em tecnologia, inovação e informação.

Inteligência artificial

Roberto Indech destaca a mudança no mercado, com a popularização do acesso à bolsa — Foto: Divulgação

“O mercado mudou muito, o acesso à bolsa se popularizou¸ enquanto nós investimos na tecnologia e na experiência do cliente”, lembra Indech. Especializada em swing trade, day trade, opções, minicontratos e outros produtos de renda variável, a companhia inaugurou, em setembro, um novo home broker e um novo app, resultado de R$ 10,5 milhões de investimento e 18 meses de trabalho.

Entre as novidades do novo home broker, o Clear Pro, no módulo swing trade o investidor pode acompanhar seus ativos favoritos e criar listas ou carteiras com as suas ações. Já no módulo day trade é possível visualizar as informações de seis formas diferentes.

Por sua vez, no novo aplicativo, o investidor consegue monitorar as maiores altas e baixas do dia, pode ver em tempo real os ativos que possuem maior liquidez e ainda conferir uma playlists de ativos criadas especialmente para cada tipo de investidor.

Thiago Maffra fala que os produtos da Clear são feitos sob medida para os clientes — Foto: Divulgação

“Tudo que fazemos na clear é pensando no cliente”, afirma Thiago Maffra, Executive Director of Technology da Clear. “A centralidade na pessoa cliente é pilar central da nossa cultura e metodologia de trabalho. Temos um time de designers dedicados a entender a necessidade dos mesmos para assim, traduzir em uma experiência e desenvolvimento de produtos feitos sob medida”.

A aposta em inovação se traduz em serviços que visam melhorar a experiência do cliente. A Clear implementou, por exemplo, um monitor de disciplina para os investidores de day trade – a ferramenta identifica ações incorretas, de forma que o cliente melhore sua abordagem e, consequentemente, seu desempenho.

Educação para investidores

Enquanto o número de brasileiros movimentando ações em bolsa salta de 400 mil, em 2015, para 3 milhões de CPFs registrados em 2020, a Clear, fiel a sua aposta em inovação, atua na formação de investidores, com cursos exclusivos, para todos os níveis de conhecimento. O mais recente, que acaba de ser lançado, em parceria com a Xpeed, braço de educação da XP Inc., se chama Full Trader.

Trata-se de um dos maiores cursos de formação executiva voltados para os profissionais que atuam ou que pretendem trabalhar como traders no país. Vai atender ao público que vem descobrindo o mercado de day trader, que em 2020 já foi utilizado por quase meio milhão de brasileiros.

Coerente com o propósito de formar investidores, a Clear é também a patrocinadora de um segmento inteiro do festival de cultura digital HACKTUDO. Realizado anualmente no Rio de Janeiro desde 2017, o evento aborda tendências da tecnologia, inovação, sustentabilidade e empreendedorismo, através da realização de múltiplas atividades culturais e de entretenimento. Em 2019, reuniu mais de 15 mil pessoas. Neste ano, a quarta edição terá formato virtual e gratuito.

Inovação na atualidade

Entre os dias 19 e 24 de agosto, alguns dos mais importantes líderes do mercado de inovação, das principais empresas de tecnologia do país, vão conversar com profissionais do ramo e amantes de cultura digital.

Patrocinado pela Clear, o Hack Conference tem a curadoria de André Simões, fundador da Passei Direto, maior plataforma de estudos do Brasil, e também um dos fundadores do HACKTUDO. A apresentação será de Ronaldo Lemos, advogado e especialista em tecnologia da informação.

Entre os participantes das palestras e dos debates estão Raul Rentería, CTO da OLX, Marcello Azambuja, Diretor de Engenharia na Uber, Phillip Klein, VP de Growth e Marketing da PicPay, e Rafael Manoel, VP of Engineering na SumUp.

“Por ser uma empresa de tecnologia, participar de eventos como o Hacktudo se torna uma estratégia essencial”, afirma Thiago Maffra. “São nestes fóruns que conseguimos trocar experiências, aprender com outras empresas e pessoas, apoiar o desenvolvimento da comunidade e, acima de tudo, seguir com a evolução digital – que deve ser um processo contínuo – para melhorar a vida das pessoas através da transformação do mercado financeiro”.

Clear
Mais do TechTudo