Redes sociais

Por Filipe Garrett


O Google anunciou, na última quinta-feira (15), que usuários e suas conversas do Hangouts serão migrados para uma versão gratuita do Google Chat ainda no primeiro semestre de 2021. A mudança faz parte do processo de encerramento do Hangouts e substituição pela plataforma de mensagens, que hoje é posicionada como uma alternativa a serviços como o Discord e o Slack.

Mesmo com a novidade, recursos tradicionais do Hangouts, como a integração com o Gmail, serão reaproveitados pelo Google Chat. Os usuários do serviço também terão acesso ao histórico de conversas e contatos, além de um app dedicado do Google Chat em substituição ao Hangouts.

Hangouts acaba em 2021 e será substituído pelo Google Chat — Foto: Marvin Costa/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Do ponto de vista da usabilidade, a ferramenta terá funções comuns do Hangouts, como suporte a conversas em grupo. No entanto, vai integrar novidades como emojis, sistema de buscas mais rápido e ferramentas superiores para colaboração em edição de arquivos via Internet usando o Google Docs. Além disso, o app vai oferecer novas funcionalidades de segurança, como proteção contra phishing.

O Google não definiu uma data final para que o processo de migração e, consequente, o encerramento do Hangouts seja realizado. A única informação oficial é de que os usuários poderão realizar a migração por conta própria em algum momento do primeiro semestre. De acordo com a empresa, mais informações a respeito de como realizar o processo serão divulgadas com antecedência.

Veja também: como fazer uma chamada de vídeo em grupo no WhatsApp

Como fazer uma chamada de vídeo em grupo no WhatsApp

Como fazer uma chamada de vídeo em grupo no WhatsApp

Até que a migração dos usuários ocorra, o processo de encerramento do Hangouts deve se acelerar. Entre os primeiros passos, está o fim do suporte a chamadas por voz usando a ferramenta ainda neste mês. Em novembro, chamadas em grupo do Hangouts passam a ser gerenciadas pelo Google Meet.

Outros sinais do fim da linha para o serviço são mais mais específicos, como o fim do suporte a chamadas telefônicas em países da Europa e nos Estados Unidos.

Via Google

Mais do TechTudo