Segurança

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O lançamento dos iPhone 12, iPhone 12 Mini, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max foi explorado por criminosos para aplicar golpes usando o nome da Apple. Especialistas em segurança da Kaspersky detectaram pelo menos 1.950 novos endereços de Internet relacionados à marca da Maçã somente no mês de setembro, antes mesmo de o aparelho ser revelado. As páginas falsas aproveitaram a expectativa em torno do anúncio dos celulares para atrair consumidores desatentos, que acabam compartilhando dados pessoais com os hackers.

De acordo com a Kaspersky, os golpes se concentram em métodos para tentar obter o Apple ID dos usuários, bem como dados cadastrais e senhas associadas aos serviços e produtos da maçã. As tentativas de fraudes foram reveladas pela empresa de segurança na última quarta-feira (14), um dia após o lançamento do iPhone 12. No entanto, a companhia não confirmou o número de pessoas atingidas.

Chegada da nova linha de celulares da Apple tem motivado golpistas — Foto: Divulgação/Apple

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Os ataques de phishing que usam o novo iPhone como isca podem variar, mas uma das formas de aplicar golpes que os especialistas identificaram são as páginas de suporte técnico falsas. Normalmente, esses espaços são oferecidos pela Apple para que clientes tirem dúvidas e discutam problemas e soluções que envolvem os produtos.

Como é preciso logar com uma conta da Apple para acessar os recursos de suporte, a versão falsa da página pode ser suficiente para obter credenciais válidas do usuário. Sem perceber, ao tentar acessar a versão criada pelos criminosos, o usuário acaba, na verdade, enviando seu login e senha para os servidores dos hackers.

iPhone 12: cinco coisas que você precisa saber sobre o lançamento

iPhone 12: cinco coisas que você precisa saber sobre o lançamento

Em outros ataques, o gancho usado pelos criminosos para enganar os usuários pode variar. Há promessas de restauração de acesso a contas da Apple bloqueadas, ou mesmo acesso a recursos para encontrar celular e outros dispositivos que foram perdidos.

De acordo com a Kaspersky, existem algumas medidas importantes que podem contribuir para evitar que você vire vítima desses golpes. Desconfie de promoções e serviços com promessas extremamente vantajosas, como recuperação de conta bloqueada da Apple. Além disso, é essencial checar a autenticidade dos sites, conferindo se os endereços e páginas são realmente oficiais.

Por fim, evite clicar em links distribuídos por SMS, WhatsApp e redes sociais. A Kaspersky recomenda ainda o uso de antivírus e sistema atualizados, reforçando a importância do uso de soluções que ofereçam algum nível de segurança contra ataques do tipo phishing.

iPhone vale a experiência? Opine no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo