Celulares

Por Rodrigo Roddick, para o TechTudo

Reprodução/Apple

O iPhone 12 foi apresentado nesta semana pela Apple e trouxe diversas novidades, dentre as quais chamou atenção um nome conhecido de fãs da marca: MagSafe. Trata-se de um conjunto de ímãs posicionado na traseira do celular que permite anexar por magnetismo acessórios como capinhas, carteiras para cartão de crédito e até carregador sem fio.

Por enquanto o sistema está disponível apenas para o iPhone 12, iPhone 12 Mini, iPhone 12 Pro e iPhone 12 Pro Max. Por se tratar de uma novidade que depende de componentes físicos, ela não contempla gerações anteriores do telefone. Confira a seguir como funciona o ecossistema de acessórios baseados em ímãs.

Conheça 5 fatos sobre o iPhone 12

Apesar de ser novidade no iPhone 12, o MagSafe é uma tecnologia presente nos MacBooks desde 2007. Ela era utilizada nos carregadores, soltando-se do computador caso o usuário esbarrasse no fio e assim impedindo que o Mac fosse arrastado. No entanto, a Apple não utiliza mais este sistema nos computadores da empresa.

No iPhone 12, o MagSafe funciona de forma diferente. Ele foi expandido e forma um anel de ímãs na traseira do celular para se conectar por magnetismo aos carregadores sem fios. Antes existia o risco do usuário posicionar o aparelho de forma errada na base carregadora. Agora, o MagSafe garante que o aparelho será sempre atraído para o ponto certo.

Apple traz MagSafe para iPhone 12 e produz carteiras, capas e carregadores compatíveis — Foto: Reprodução/Apple

A Apple revelou que algumas empresas parceiras já estão produzindo carregadores compatíveis com a tecnologia e citou a base sem fio da Belkin. A própria Apple planeja lançar dois carregadores: o MagSafe Charge e o MagSafe Duo, ambos com potência de 15 W. A diferença entre eles é que o segundo consegue recarregar a bateria do iPhone 12 e do Apple Watch simultaneamente.

O MagSafe Charge será vendido no exterior por US$ 39 (cerca de R$ 217 em conversão direta), mas o MagSafe Duo ainda não teve o valor divulgado. Ainda não há previsão de chegada dos acessórios ao Brasil.

MagSafe Charge Duo também poderá recarregar Apple Watch — Foto: Divulgação/Apple

A tecnologia magnética permitiu que a empresa contornasse o fracasso com o AirPower, a base carregadora sem fio que a fabricante pretendia lançar. O problema era que o acessório apresentava problemas de superaquecimento, ocasionando risco de incêndio nos dispositivos e por isso não chegou a ser disponibilizado ao público.

Outras empresas também devem lançar acessórios compatíveis com o MagSafe para colocar o iPhone 12 em suporte para carros, popsockets e outros dispositivos. A Belkin também já está trabalhando em um suporte magnético para carros.

Belkin também planeja explorar recursos MagSafe — Foto: Divulgação/Belkin

O MagSafe, porém, não será usado apenas para carregadores. A ideia da Apple é lançar um ecossistema de dispositivos que se conectem com os ímãs traseiros. A companhia já apresentou algumas ideias, como a carteira de couro que custa US$ 59 (R$ 328). A empresa explicou que não há problema em posicionar o cartão de crédito perto do celular porque uma liga protege e evita que objeto seja desmagnetizado. Já as capas de silicone transparentes custam US$ 49 (R$ 272).

Não há previsão para que os acessórios sejam vendidos no Brasil.

Com informações de Apple, Apple Insider, The Verge, MacWorld e 9to5Mac

Mais do TechTudo