Campeonatos
Publicidade

Por Victor de Abreu, para o TechTudo


A MIBR perdeu para a Astralis em sua estreia na BLAST Premier: Fall Series 2020, torneio de Counter-Strike: Global Offensive (CS:GO). A série, ocorrida na tarde desta segunda-feira (2), marcou o começo da nova fase da MIBR com uma line-up totalmente reformulada. Embora a Astralis fosse a ampla favorita para o confronto, a MIBR mostrou que o duelo não seria simples como o imaginado, mesmo com uma equipe recém-formada. No final, a experiência acabou pesando mais para o lado da Astralis, que venceu por 2-1, parciais de 19-16, na Vertigo, 14-16, na Nuke, e 16-5, na Inferno.

O próximo jogo da MIBR na BLAST Premier será nesta terça-feira (3) às 15h30, no Horário de Brasília, contra FURIA Esports. Vale lembrar que a competição está sendo transmitida ao vivo nos canais oficiais da BLAST na Twitch e no YouTube.

Nova line up da MIBR joga bem, mas perde em estreia contra a Astralis na BLAST Premier — Foto: Reprodução/MIBR Twitter

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O primeiro mapa, Vertigo, começou após quase duas horas de atraso por conta de problemas com o servidor. Não se sabia ao certo como a nova MIBR iria lidar contra um dos melhores times do mundo, mas o que se viu na prática foi uma equipe que parecia estar junta há muito tempo. Os brasileiros fizeram um primeiro half bastante equilibrado contra a Astralis, com rounds decididos no detalhe e boas jogadas de ambos os lados. Ao final da primeira metade, 8-7 para a MIBR, que conseguiu virar o placar ao fazer uma sequência de cinco rounds seguidos.

Na virada de lados, a MIBR mostrou um lado TR muito forte ao vencer o segundo pistol e o round forçado seguinte. Essa vantagem foi derrubada quando os dinamarqueses garantiram um round econômico para voltar ao jogo. Embora Alencar "trk" Rossato ainda tenha feito uma bela jogada, abatendo quatro adversários e garantindo um round praticamente perdido, os dinamarqueses seguiram no mesmo ritmo nos rounds seguintes. A MIBR chegou a ter o mapa em suas mãos, mas a experiência da Astralis foi crucial para ela se recuperar no mapa e forçar a prorrogação no 15-15.

O overtime seguiu exatamente como foi a Vertigo até aqui, com rounds muito equilibrados e a MIBR cometendo pequenos erros, comuns para uma equipe recém-formada. A Astralis conseguiu confirmar seu favoritismo e garantiu o mapa de escolha da MIBR por 19-16 para sair na frente da série.

"trk" se destacou na Vertigo, mas não foi o suficiente para garantir a vitória da MIBR — Foto: Divulgação/MIBR Twitter

Na Nuke, escolha da Astralis, a MIBR iniciou enfrentando dificuldades pelo lado CT, que é considerado o melhor do mapa, e viu os dinamarqueses abrirem 3-0. Foi apenas no primeiro round armado que os brasileiros conquistaram sua primeira vitória e conseguiram achar o espaço para abrir uma boa vantagem. No entanto, a Astralis mostrou a razão de ser temida na Nuke, e se aproveitou dos pequenos erros da MIBR para chegar à frente novamente. No final dessa metade, vantagem mínima de 8-7 para os dinamarqueses.

A MIBR, como TR, venceu o segundo round pistol e surpreendeu a Astralis com boas movimentações para os bombsites para virar o jogo e chegar em um 10-8 no placar. A atuação individual de Lucas "LUCAS1" Teles, pegando informações e vencendo duelos, vinha sendo importante para a MIBR conquistar seus rounds e interromper a recuperação da Astralis. Dessa forma, os brasileiros conseguiram dominar o confronto na reta final, contaram com um 3k de Leonardo "leo_drk" Oliveira no último round, e fecharam a Nuke com um convincente 16-13.

Por fim, na Inferno, a Astralis dominou os três primeiros rounds como TR. A MIBR teve a oportunidade para sair do zero no quarto round, mas um fake dos dinamarqueses e um difícil retake impediu essa vitória e a deixou em uma situação complicada. A equipe dinamarquesa se aproveitou dessa vantagem econômica e abriu a maior superioridade em um mapa dessa série até então. A MIBR ainda buscou alguns rounds, mas a Astralis encerrou essa metade com 11-4 no placar.

Os brasileiros levaram o segundo round pistol e tiveram a oportunidade de iniciar uma recuperação. No entanto, a Astralis novamente impediu uma possível virada, venceu o round seguinte e frustrou o forçado da MIBR, obrigando-a a fazer um round econômico. Com isso, a equipe dinamarquesa apenas administrou essa enorme vantagem e fechou o mapa em 16-5 para encerrar a série.

A BLAST Premier: Fall 2020 Regular Season acontece de forma online na Europa, tem como premiação total o valor de US$ 150 mil (cerca de R$ 860 mil, em conversão direta), e conta com duas vagas diretas para as finals da BLAST Premier: Fall 2020, torneio que dará uma vaga para a BLAST Premier: Global Final 2020, evento principal do circuito. Além da MIBR, o evento ainda tem a presença da FURIA Esports, que também está no Grupo C. Evil Geniuses, de Wilton "zews" Prado, e FaZe Clan, de Marcelo "coldzera" David, já foram eliminadas da competição.

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

Melhores do Ano 2020: conheça os vencedores de cada categoria

Mais do TechTudo