Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O Galaxy Buds Live é o fone de ouvido Bluetooth totalmente sem fio mais recente da Samsung. Vencedor do prêmio Melhores do Ano TechTudo 2020 pelo voto popular na categoria, o fone aparece com preços mais baixos em virtude da Black Friday e já é possível encontra-lo partindo de R$ 799. O preço é bem mais baixo se comparado com o lançamento de R$ 1.299 em agosto.

Com cancelamento de ruído ativo, pareamento rápido e uma proposta curiosa de design, o modelo promete som caprichado e boa ergonomia. Apesar disso, seu formato no encaixe pode decepcionar, assim como a autonomia – pelo menos em relação a outros produtos concorrentes. Confira a seguir alguns pontos positivos e negativos do Galaxy Buds Live.

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Fone de ouvido: cinco dicas para conservar melhor o acessório

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

PONTOS POSITIVOS

1. Recursos premium

Galaxy Buds Live se destaca pela variedade de funções — Foto: Thássius Veloso/TechTudo

O fone de ouvido sem fio da Samsung tem recursos de top de linha e integração com produtos da marca. Entre as funções, se destaca a oferta de cancelamento ativo de ruídos, ausente nos demais Galaxy Buds. O aparelho permite, ainda, iniciar o Spotify com um toque prolongado sobre a superfície do fone, tem conectividade Bluetooth 5.0, dois microfones em cada lado e capacidade de interagir com a assistente virtual Bixby.

É possível também criar um tipo de audição em rede para compartilhar o som com os amigos. Além disso, o produto tem suporte a codec SBC, usado pela Samsung, e o AAC, especialmente útil para quem pretende usá-lo com um iPhone, por exemplo.

2. Pareamento rápido

Galaxy Buds Live tem conexão rápida por meio de Bluetooth 5.0 — Foto: Bancos e cartões ainda estão se adaptando.

Usando Bluetooth 5.0, o Galaxy Buds Live conta com suporte ao pareamento rápido que facilita a conexão do fone com dispositivos compatíveis. Com isso, basta abrir o estojo para que o fone envie um sinal e se conecte automaticamente ao celular, por exemplo.

Essa capacidade de conexão instantânea facilita a configuração do fone e torna a tarefa de usá-los tão simples como conectar o fone com cabo na saída P2. A Samsung promete também que a funcionalidade não é exclusiva de celulares, já que há suporte a um recurso parecido de conexão rápida para computadores com Windows 10.

3. Ergonomia

Samsung afirma que design é mais ergonômico e confortável — Foto: Divulgação/Samsung

A Samsung defende o formato dos fones, que lembram feijões, pela ergonomia, afirmando que o desenho segue com maior naturalidade o formato da orelha e as curvas do rosto do usuário. Segundo a fabricante, isso torna o produto mais confortável e com melhor encaixe na orelha.

A ideia é que os fones se ajustem melhor ao ouvido e fiquem mais apoiados, mesmo com o usuário se movimentando o tempo todo. Outro benefício do design seria experiência de uso mais confortável, mesmo depois de horas ouvindo música ou assistindo um filme.

PONTOS NEGATIVOS

1. Encaixe

Apesar de ter o formato mais "ergonômico e confortável", segundo a Samsung, o Buds Live não é intra-auricular, como o Galaxy Buds+, e tampouco earbud, como os AirPods. O design externo pode até garantir um bom encaixe em algumas orelhas, mas não há, por exemplo, alternativas de ponteira para uma melhor adaptação por parte do usuário.

Aqui, as ponteiras não são nem de silicone, nem do tipo earbud — Foto: Divulgação/Samsung

Por isso, é necessário um cuidado extra ao colocar o dispositivo na orelha. Um encaixe ruim pode tornar o uso desconfortável e fazer com que os fones caiam o tempo todo. Além disso, pode comprometer a qualidade de som e a performance do sistema de cancelamento de ruídos.

2. Autonomia

A autonomia de bateria é uma limitação perceptível do Galaxy Buds Live na comparação com outros fones. A Samsung promete 6 horas de uso nos fones e mais 15 horas por meio do estojo que tem a capacidade de recuperar uma hora de som com apenas cinco minutos de carregamento. Enquanto isso, o Galaxy Buds+ da Samsung promete 11 horas nos fones e outras 11 horas com o estojo. Outro rival, o AirPods Pro, tem 5 horas de bateria e outras 19h com o estojo, totalizando 24 horas.

A diferença pode não ser muito grande, mas pode fazer diferença no uso do dia a dia. Vale ressaltar que essa menor capacidade está diretamente ligada ao recurso de cancelamento de ruído ativo, ausente no outro acessório da gigante sul-coreana. No caso dos fones da maçã, a função fica disponível e, ainda assim, a autonomia é superior no total.

Galaxy Buds+ tem bateria para 11 horas fora do estojo carregador — Foto: Yuri Hildebrand/TechTudo

Que entrada azul é essa no meu PC? Tire essa e outras dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo