Por Guilherme Ramos, para o TechTudo


A Black Friday é um evento comercial que dá descontos em produtos de diversas categorias. Na tradução literal, o termo em inglês significa “sexta-feira negra” e se trata de um dia inteiro de preços baixos promovida por empresas e lojas de varejo. A expressão, que surgiu nos Estados Unidos no século XIX, está diretamente ligada a um dos feriados de maior importância no país: o Dia de Ação de Graças, que sempre ocorre na última quinta-feira de novembro.

Como se trata de um termo em inglês, é normal que brasileiros confundam a escrita na hora de pesquisar informações sobre o evento na Internet. Entre as buscas erradas mais comuns, estão "Blek Flayd", "Blek Fraide" e "Break Friday", que têm relação com a pronúncia da expressão. Para te ajudar a acabar com as dúvidas, o TechTudo preparou esta matéria, que explica a origem e o significado da Black Friday. Além disso, descubra quais são as formas erradas mais usadas em pesquisas no Google.

Black Friday tem origem nos EUA, mas se tornou um evento global — Foto: Nicolly Vimercate/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Origem e significado da Black Friday

O primeiro registro do termo Black Friday data de 24 de setembro de 1869. No dia, o preço do ouro nos Estados Unidos subiu e acabou por “quebrar” a economia naquela sexta-feira. No entanto, foi apenas em 1950 que a expressão passou a ser entendida como um dia em que as pessoas faltavam no trabalho para estenderem o final de semana. Com isso, após o feriado de Ação de Graças, tradicionalmente na última quinta-feira do mês, era comum faltar na sexta e "emendar" o sábado e o domingo. A folga era usada, principalmente, para sair às compras, já que a data é perto do Natal.

No Brasil, a Black Friday chegou de vez em 2010. De início, o evento só envolvia lojas virtuais. Depois, supermercados passaram a oferecer descontos nas lojas físicas, o que incentivou estabelecimentos menores e de outros ramos a promoverem liquidações.

Atualmente, é possível dizer que todas as grandes marcas adotaram o período de promoções e o evento se popularizou, de forma que é aguardado pelos brasileiros meses antes. Entretanto, por se tratar de um termo em inglês, algumas pessoas podem encontrar dificuldade em buscar pelos descontos da Black Friday na Internet.

Formas erradas de pesquisar 'Black Friday'

Apesar de o Google ser capaz de oferecer o resultado correto (Black Friday) para a maioria das pesquisas, muitos termos diferentes foram buscados na plataforma. A maioria tem relação com a pronúncia da expressão em inglês. Segundo dados do Keyword Tool, ferramenta que disponibiliza o volume de buscas de uma palavra, aproximadamente, 14 termos errados referentes à Black Friday foram pesquisados no Google, em novembro de 2019, durante a edição do ano passado.

O mais buscado foi “Blek Flayd”, com cerca de 6.333.340 pesquisas ao longo do período. Depois, alguns dos erros de digitação mais comuns foram “Black Fry”, “Blek Fraide” e “Black Flayd”. Confira abaixo a lista completa:

  • Blek Flayd: 6.333.340
  • Black Fry: 6.120.000
  • Blek Fraide: 6.120.000
  • Black Flayd: 6.120.000
  • Black Fryder: 6.120.000
  • Black Fryd: 6.120.000
  • Black Frydai: 6.120.000
  • Black Friend: 22.200
  • Black Frydai: 6.120.000
  • Blak Flayd: 497.130
  • Brek Flaiday: 74.000
  • Break Friday: 16.330
  • Black Freud: 2.400
  • Blak Flayder: 1.300

Veja também: Black Friday: cinco dicas para comprar com segurança

Black Friday: cinco dicas para comprar com segurança

Black Friday: cinco dicas para comprar com segurança

Mais do TechTudo