Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O Portrait é um porta-retratos digital que transforma imagens comuns em hologramas. O produto permite realizar capturas a partir de um celular Android ou iPhone (iOS) e transformar em conteúdos 3D. Vale ressaltar que não é necessário dominar técnicas de edição e tampouco recorrer a óculos 3D para visualizar as fotos e vídeos na tela. O display holográfico tem 7,9 polegadas e sua resolução é de 2048 x 1536 pixels.

O aparelho bateu a meta de financiamento coletivo no Kickstarter e já está à venda por US$ 199, cerca de R$ 1.013 em conversão direta. O frete para o Brasil, por sua vez, é de R$ 203, com entrega prevista para março ou abril de 2021.

Portrait da Looking Glass permite exibir fotos e vídeos em 3D sem precisar de óculos — Foto: Divulgação/Looking Glass

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

A tela mostra um conteúdo 3D estereoscópico com suporte a várias perspectivas diferentes, passando a ideia de holograma. De acordo com a Looking Glass, empresa responsável pelo produto, o Portrait usa um painel que pode gerar 100 perspectivas diferentes de uma mesma imagem. Isso significa que cada observador terá um ângulo de visão diferente da imagem exposta, tudo sem precisar de óculos ou mesmo tecnologias de rastreamento do movimento dos olhos, por exemplo.

O produto tem suporte a recursos e câmeras como o Azure Kinect, da Microsoft, e RealSense, da Intel. Também é possível usar ferramentas como Unreal Engine para criar aplicações e um softwares específicos para rodar no Portrait.

Portrait roda com um Raspberry Pi, mas pode ser ligado ao computador para exibir imagens de maior duração — Foto: Divulgação/Looking Glass

A Looking Glass recomenda usar o Portrait com smartphones top de linha lançados recentemente. Apesar de recomendar o uso em iPhones, a empresa afirma que os modelos Android também têm suporte ao dispositivo. Para capturar a foto, basta selecionar o modo retrato e enviar para o aparelho.

Internamente, o Portrait roda com um Raspberry Pi, responsável por reproduzir conteúdo 3D de alguns segundos de duração a 60 fps. Quem precisar de maior performance para reproduzir um material mais longo pode conectar o acessório a um computador Windows ou macOS.

O produto funciona de dois modos. É possível usar o porta-retrato como uma extensão do computador, para visualizar alguma produção em 3D feita por lá, ou como um dispositivo convencional, exibindo as fotos tiradas em um smartphone diretamente na tela.

Para editar o material e enviar para o dispositivo, o usuário pode recorrer ao software HoloPlay Studio, que permite o envio de até mil imagens para o aparelho e facilita a conversão de fotos em imagens holográficas 3D na tela. O porta-retrato digital conta ainda com Wi-Fi, entrada HDMI, USB-C e saída de áudio.

Veja como funciona uma impressora 3D

Veja como funciona uma impressora 3D

Onde comprar o Windows 10 Pro? Tire suas dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo