Celulares

Por Isabele Scavassa, para o TechTudo

Thássius Veloso/TechTudo

A Samsung conquistou o posto de maior empresa de celulares dobráveis de 2020, com 73% das vendas globais de aparelhos deste tipo. Foram 2,8 milhões de smartphones flexíveis comercializados ao longo do período, sendo que os sul-coreanos respondem por 2,04 milhões.

A maior parte das vendas – 29% – se concentra na Europa. Logo em seguida aparecem a Coréia do Sul e China, com respectivamente 25% e 26%. Os dados são de um levantamento da consultoria Counterpoint Research.

Galaxy Z Flip: saiba tudo sobre o celular da Samsung

Galaxy Z Flip: saiba tudo sobre o celular da Samsung

Dentre os celulares responsáveis pelas vendas estão o Galaxy Z Flip, o Galaxy Z Flip 5G e o Galaxy Z Fold 2. Até o momento, a única fabricante capaz de rivalizar com a Samsung é a Huawei, mas a empresa chinesa enfrenta uma crise com o governo dos Estados Unidos. A guerra comercial rendeu interferências negativas à Huawei, como a interrupção de serviços do Google como Android e Play Store, por exemplo.

Por não ter concorrentes declarados até o momento, a Samsung mantém o posto até então. Os rivais de destaque são o Motorola Razr e o Mate XS, da Motorola e da Huawei, respectivamente.

Motorola Razr 2019: saiba tudo sobre o celular que resgata o Motorola V3

Motorola Razr 2019: saiba tudo sobre o celular que resgata o Motorola V3

A Counterpoint Research projeta que o mercado global deve crescer nos próximos anos e alcançar vendas de 17 milhões de unidades já em 2022. Considerando um contexto de expansão, a gigante sul-coreana pretende ampliar a produção de dobráveis. São esperados mais quatro modelos nesse formato em 2021.

Comenta-se nos bastidores que a empresa tem interesse em criar versões por preços mais em conta. Atualmente o Fold 2 sustenta o amargo título de smartphone mais caro do Brasil por quase R$ 14.000.

Com informações de SamMobile

Mais do TechTudo