Jogos de RPG

Por Carolina Zanatta, do Home Office


Com Diablo Immortal, anunciado na BlizzCon de 2018, a popular franquia de RPG da Blizzard chegará aos smartphones Android e iPhone (iOS) para download grátis. Ainda sem previsão de lançamento, o jogo mobile traz um enredo inédito à série, situado entre o final de Diablo 2 e o início de Diablo 3. Na última terça-feira (15), o TechTudo participou de um evento online com os desenvolvedores do título e obteve informações exclusivas, além de acesso antecipado ao game.

Vale citar que ele está disponível em fase Alpha e, por isso, a Blizzard ressalta que apenas alguns jogadores têm acesso ao período de testes. Confira, a seguir, tudo sobre Diablo Immortal e descubra, também, o que achamos nas primeiras impressões do título.

Diablo Immortal leva a popular franquia de RPG aos celulares — Foto: Divulgação/Blizzard

Quer comprar consoles, jogos e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Enredo inédito

Em Diablo Immortal, os jogadores são apresentados a uma nova história da série, que acontece no mapa de Sanctuary e conta com personagens inéditos, mas também mantém alguns clássicos, como o velho companheiro Deckard Cain e a vilã The Countess. O enredo do game mobile é situado após o arcanjo Tyrael destruir a Worldstone, no final de Diablo II. Quando destruída, alguns de seus pedaços são espalhados por Sanctuary, atraindo legiões de demônios a vagar pelo plano mortal em busca por seus estilhaços.

O jogo terá, ainda, "combate visceral", segundo afirmaram os desenvolvedores, e novos monstros assustadores. Será possível simplesmente seguir a campanha principal, caso seja da preferência do usuário, mas cada região de Sanctuary contará com suas próprias side quests, que aparecerão conforme o jogador for explorando o mapa.

Em Diablo Immortal, Westmarch é seu porto seguro — Foto: Divulgação/Blizzard

O ponto seguro de Diablo Immortal será Westmarch. Neste local, jogadores podem reunir recursos e fazer upgrades em suas armas, joias e roupas.

Novo sistema de progressão de personagem

As classes de personagens disponíveis em Diablo Immortal são as já tradicionais do game: Wizard (mago), Demon Hunter (caçador de demônios), Monk (monge) e The Barbarian (bárbaro). A grande diferença é que, agora, novas habilidades ficam disponíveis para cada tipo de herói.

Além disso, Diablo Immortal foi pensado para durar bastante tempo nas mãos de seus jogadores, com um novo sistema de progressão bastante robusto. Há inúmeras maneiras de aumentar a força de seu personagem, seja utilizando gems, participando de combates e aumentando de level.

Diablo Immortal manterá as mesmas classes de personagens que os jogos anteriores — Foto: Divulgação/Blizzard

Vale dizer que o inventário terá 13 slots, sendo seis os principais, e o restante, secundários. Os primários são, basicamente, as roupas e armas fundamentais dos personagens, como calças e armaduras, enquanto os secundários consistem em itens para áreas como pescoço e pés, por exemplo. O interessante é que, para os slots principais, somente gems lendárias podem ser utilizadas. Já nos secundários, as joias normais, coletadas com facilidade em batalhas comuns, dão conta do recado.

A maior novidade, contudo, fica por conta dos charmes (charms), que melhoram as habilidades de classe do seu personagem. Os desenvolvedores, no entanto, nos alertaram: esse novo slot é indicado apenas para aqueles jogadores mais dedicados, já que funciona como um sistema de progressão de cauda longa.

Novo multiplayer com conversa de voz

Diablo Immortal será um jogo mobile de alto nível, com gameplay disponível em campanha solo ou multiplayer. Caso o usuário prefira jogar com amigos, em uma party, ou com desconhecidos, em uma guilda, os níveis das masmorras (dungeons) que enfrenta são maiores, mas também rendem melhores recompensas.

O jogo também traz inimigos que só podem ser combatidos em grupos, demandando que jogadores de um mesmo servidor se unam para aniquilá-los.

Diablo Immortal terá possibilidade de mensagens de voz no modo multiplayer — Foto: Divulgação/Blizzard

Para melhorar a experiência mobile, os desenvolvedores da Blizzard inseriram uma opção de chat de voz. Por conta disso, em Diablo Immortal, os jogadores de uma mesma party têm a possibilidade de conversar simultaneamente durante suas jogatinas, mais ou menos como funciona em títulos como Overwatch e Counter Strike: Global Offensive (CS:GO). Além disso, caso prefiram, os usuários podem deixar para seus companheiros de gameplay mensagens de voz de até 15 segundos no chat do jogo.

A cada batalha, novos itens exclusivos desbloqueados

No novo game de Diablo, os jogadores não podem comprar armas, nem armaduras. Agora, em Diablo Immortal, todos os itens utilizados devem ser encontrados durante a gameplay, seja descobrindo baús encantados, seja enfrentando inimigos. A raridade dos artefatos encontrados varia conforme a missão ou o local explorados.

Em Diablo Immortal, o multiplayer traz experiência completa ao celular — Foto: Divulgação/Blizzard

Um aspecto que é importante frisar é que, nesse novo jogo mobile, itens primários, como armamentos e roupas, não podem ser vendidos nem trocados entre jogadores. Usuários podem comercializar somente artefatos menores, como gems, por exemplo. Durante o evento desta terça-feira (15), os desenvolvedores explicaram que o game será assim para que o ambiente de gameplay seja mais justo, oferecendo a todos os players as mesmas possibilidades de gears.

Um jogo acessível, mas com opções pagas também

Diablo Immortal será gratuito para smartphones que tenham sistema Android ou iOS. Conforme relatado pelos desenvolvedores, o game conta com a possibilidade de transações pagas, mas todas são completamente opcionais e servem como um bônus.

Diablo Immortal: game será gratuito, mas contará com opções pagas — Foto: Divulgação/Blizzard

Entre as opções pagas, está um segundo sistema de battle pass. No game, mensalmente serão disponibilizadas recompensas gratuitas, todas ligadas diretamente ao progresso de cada usuário no jogo. Caso o jogador opte por adquirir o battle pass secundário, será recompensado em dobro. A aquisição será completamente opcional e não interferirá no progresso da gameplay.

Sistema anti-cheating da Blizzard

No evento desta terça-feira (15), os desenvolvedores afirmaram que utilizarão o já tradicional sistema anti-cheating da Blizzard em Diablo Immortal. O objetivo é evitar que jogadores hackers tenham vantagens sobre outros usuários.

Diablo Immortal terá sistema anti-cheating da Blizzard — Foto: Divulgação/Blizzard

Além disso, o novo jogo mobile não dará apoio a nenhum emulador em específico – pelo menos, não por enquanto. Ou seja, quem quiser emular o game, precisa utilizar mecanismos terceiros.

O que achamos de Diablo Immortal?

O novo game da Blizzard tem, com certeza, uma jogabilidade superior à maioria dos outros jogos mobile disponíveis para o mercado. Com gráficos bonitos, dublagens bem feitas e storytelling dinâmico, Diablo Immortal é incontestavelmente um título de qualidade.

Um aspecto negativo é que, por enquanto, não há previsão para uso de joysticks no jogo, o que basicamente obriga aquela jogabilidade de controle móvel. No entanto, para players que gostem e estejam acostumados, o formato não deve ser um problema.

O sistema de recompensas funciona muito bem, e é bastante estimulante. Além disso, o enredo do jogo é interessante, e sua interface é bem simples de compreender.

Diablo Immortal: aqui no TechTudo, jogamos como mago — Foto: Reprodução/Carolina Zanatta

Percebemos, também, que Diablo Immortal é visivelmente um jogo comprido, que demanda certo tempo e dedicação para ser completado. Em linhas gerais, funciona como um excelente passatempo, sendo completamente acessível para players que nunca tenham jogado um game da série e, também, para aqueles que já são fãs da franquia.

Diablo Immortal: novo jogo é um bom entretenimento para pequenas telas — Foto: Reprodução/Carolina Zanatta

Vale alertar que, por conta da qualidade do jogo, não são todos os celulares que podem rodá-lo. Questionados sobre os requisitos mínimos do game, os desenvolvedores responderam que não têm em mente especificações específicas, mas que trabalharão para que, futuramente, a maior quantidade de pessoas possível consiga jogar.

Quando abrimos o game para testar aqui no TechTudo, descobrimos que, pelo menos no iOS, Diablo Immortal demandava iPhone 8 ou posterior. Ou seja, se você tiver um celular um pouco mais antigo, talvez não consiga rodar o novo jogo da Blizzard no seu aparelho. Fora isso, é um ótimo entretenimento para telas pequenas.

Qual o melhor app que você tem no seu celular? Comente no Fórum do TechTudo.

Jogos grátis em dezembro: veja lista com games para PlayStation e Xbox

Jogos grátis em dezembro: veja lista com games para PlayStation e Xbox

Mais do TechTudo