Segurança

Por Rodrigo Fernandes, para o TechTudo


O aplicativo de compartilhamento de arquivos SHAREit apresentou falhas que podem deixar celulares vulneráveis à invasão de hackers. A descoberta foi feita pelo site TrendMicro, que revelou que os bugs podem ser usados para vazar dados das vítimas e facilitar a utilização de códigos maliciosos. O SHAREit alcançou mais de 1 bilhão de downloads na loja do Google e foi um dos aplicativos mais baixados do mundo em 2019, além de figurar frequentemente listas de apps mais populares do ano passado.

As falhas foram encontradas na versão do aplicativo para Android e podem dar acesso remoto ao celular das vítimas para manipular dados, usando as permissões do SHAREit. Além disso, os bugs permitem que invasores troquem um app legítimo por um falso e, dessa forma, substituam recursos de outros aplicativos do smartphone. O programa também apresentou falhas que permitiriam aos criminosos baixar e roubar arquivos dos celulares.

SHAREit está disponível para Android e iPhone, mas falhas foram encontradas somente na versão do sistema do Google — Foto: Amanda de Almeida/TechTudo

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

O SHAREit é um aplicativo que permite compartilhar arquivos entre celulares, ao mesmo estilo do AirDrop, existente em iPhones (iOS). Nesta quarta-feira (17), o app continua disponível para download na Play Store e na App Store. Na loja da Apple, inclusive, ele figura como o 41º aplicativo mais popular no segmento de Produtividade, disponível para iPhones, iPads e iPods Touch.

Segundo os pesquisadores do TrendMicro, as vulnerabilidades foram descobertas há três meses e os desenvolvedores do app foram informados na mesma época, apesar de não terem fornecido respostas até então. A última atualização do programa na Google Play Store tem data de 9 de fevereiro de 2021, mas o upgrade não fornece patch de segurança relacionado aos bugs. O Google também já foi informado das falhas.

No ano passado, o SHAREit esteve listado algumas vezes entre os aplicativos mais baixados do mundo em rankings mensais criados pela consultoria mobile SensorTower. Em março, por exemplo, ele foi o sétimo app mais instalado em celulares Android, ficando à frente do Snapchat e Netflix. A última aparição do aplicativo no ranking foi no mês de maio.

Por enquanto, a recomendação é evitar o uso do programa até que uma atualização de segurança seja liberada. Como alternativas ao SHAREit, existem aplicativos como o Files do Google que também permitem transferir arquivos entre celulares facilmente. Para se proteger de ataques, os pesquisadores também orientam manter o sistema do celular sempre atualizado.

Com informações de TrendMicro, Android Authority e LiveMint

Como se proteger de invasão de celulares? Veja no Fórum do TechTudo.

Como identificar golpes recebidos pelo celular

Como identificar golpes recebidos pelo celular

Mais do TechTudo