Segurança

Por Clara Fabro, para o TechTudo


Um aplicativo disponível na Google Play Store para ler códigos de barra e QR Codes infectou mais de 10 milhões de usuários com um trojan de anúncio em sua última atualização. A descoberta foi feita por pesquisadores da companhia de cibersegurança Malwarebytes, que identificou um update malicioso adicionado ao app no dia 4 de dezembro. Com a atualização, o aplicativo se transformou em um adware, programa malicioso que dispara publicidade de maneira agressiva e pode ser utilizado para provocar brechas de segurança mais graves no celular.

Aplicativo com mais de 10 milhões de downloads recebe malware em atualização e infecta usuários; entenda o caso — Foto: Pond5

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

De acordo com a Malwarebytes, o app Barcode Scanner podia ser encontrado na loja do Android há bastante tempo. Apesar da companhia não ser capaz de precisar o tempo de disponibilidade do app, a suspeita é ele estivesse na Google Play Store por anos dado o grande número de downloads.

As versões anteriores do app não continham o malware, que foi adicionado na última atualização do software no dia 4 de dezembro. A partir de então, o código malicioso inserido com o update era capaz de abrir o navegador de Internet do celular para disparar anúncios de forma bastante agressiva e sem a interação da vítima. O Barcode Scanner já foi removido da loja do Google.

A Malwarebytes ainda alerta que, embora o Barcode Scanner tenha sido excluído da Google Play Store, isso não significa que ele foi removido do celular da vítima. Para que isso ocorra, o Google Play Protect precisa identificar o malware e removê-lo do smartphone — o que costuma ser feito de forma automática depois que o app é removido da loja do Android. No entanto, se isso não ocorrer e o programa continuar disparando publicidade, a vítima deve remover o app manualmente ou utilizar outra solução de segurança para deletá-lo do celular.

Saiba se proteger de adwares

Não é comum que aplicativos com malwares fiquem disponíveis na Play Store por muito tempo, já que a companhia possui filtros de proteção capazes de detectar possíveis ameaças. No entanto, em casos como o do app Barcode Scanner, é recomendado ter soluções de segurança e antivírus instalados no celular para proteger o smartphone. Além disso, é importante ter atenção as permissões solicitadas pelos apps ao baixar novos programas na loja do Android, uma vez que brechas de segurança também podem ser exploradas pelos acessos requeridos.

Com informações de Malwarebytes

WhatsApp Web não lê QR Code; como resolver? Tire dúvidas no Fórum do TechTudo.

Como resgatar um código na Google Play Store

Como resgatar um código na Google Play Store

Mais do TechTudo