Computadores

Por Filipe Garrett, para o TechTudo


O Mac Mini com processador M1, da Apple, gasta quase três vezes menos energia que o modelo que traz chips da Intel. Segundo números oficiais de consumo, o mini PC de 2020 consome 7 Watts em repouso, enquanto a versão de 2018 com Core i7 utiliza 20 Watts na mesma condição. Os dados fazem parte de páginas de suporte publicadas pela própria maçã e permitem comparar com precisã as diversas gerações do computador desde a primeira delas, com processadores PowerPC da IBM.

Mac Mini 2020, com M1, gasta e esquenta bem menos que o modelo com Intel — Foto: Divulgação/Apple

Quer comprar celular, TV e outros produtos com desconto? Conheça o Compare TechTudo

Além da medida de consumo em repouso, a Apple também divulgou que o Mac Mini com M1 gasta 39 Watts quando submetido a uma alta demanda de trabalho, enquanto a versão anterior, com Core i7 da Intel, chega a 122 Watts no mesmo cenário.

Os dados da Apple estão ainda acompanhados de medidas de dissipação de calor que, mais uma vez, são bem menores nos computadores com M1. Em repouso, o novo Mac Mini libera 23,2 BTU/h (BTU por hora), enquanto seu antecessor com Core i7 dissipa calor em 68 BTU/h na mesma situação. Em cenário de alta demanda, a comparação fica em 133 BTU/h contra 417 BTU/h em favor do novo Mac Mini.

A medida de dissipação térmica é tão importante quanto a de consumo absoluto, já que dá uma ideia da margem de eficiência do hardware. Todo calor que um dispositivo eletrônico libera é, na verdade, energia elétrica que não foi aproveitada na forma de processamento. Por conta disso, quanto menos esquentar para funcionar, mais eficiente é o computador.

O Mac Mini é um desktop. Nesse caso, os números se traduzem em um computador que vai pesar menos na conta de luz. Mas, em notebooks, os valores têm impacto muito maior em virtude da autonomia de bateria: o MacBook Pro com M1 bate a casa das 20 horas, enquanto a versão com Intel gira em torno de 12.

Números da Apple mostram que Mini com M1 precisa de um terço da energia consumida pelo modelo com Intel — Foto: Divulgação/Apple

Esses ganhos expressivos de consumo e eficiência têm relação com a arquitetura interna do processador que a Apple desenvolveu. O M1 é construído em cima de design ARM, uma arquitetura e conjunto de instruções para processadores que é mais eficiente e econômica que o x86 usado pela Intel.

Como a documentação da Apple também detalha números das gerações anteriores, é até possível comparar o Mac Mini 2020 com o primeiro modelo, de 2004. Segundos os dados oficiais, o consumo mais alto e a máxima dissipação de calor do Mini com M1 são apenas um pouco maiores do que os números de repouso do Mac Mini de 17 anos atrás.

Com informações: Apple, 9to5Mac e Tom’s Hardware

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Cinco dicas importantes antes de comprar um notebook

Como descobrir IP da impressora? Tire essas e outras dúvidas no Fórum do TechTudo

Mais do TechTudo